A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

“Pós-pop. Fora do lugar-comum": os desvios da pop art na Gulbenkian

Por
Francisca Dias Real
Publicidade

É preciso retroceder umas décadas, mais concretamente ao período entre 1965 e 1975, para apreciar o panorama artístico em Portugal e Inglaterra onde se situa esta exposição. A Galeria Principal da Gulbenkian despe-se dos clássicos para receber, até 10 de Setembro, “Pós-pop. Fora do lugar-comum”, uma exposição que se dedica aos desvios do movimento Pop Art nos dois países, com curadoria de Ana Vasconcelos e Patrícia Rosas.

Não ficou enterrado no tempo, a Pop Art continua a ser um movimento artístico aplaudido e foi espelho de uma época culturalmente fervilhante. Esta é uma exposição que lança um olhar renovado sobre essa época, mostrando como artistas portugueses e ingleses receberam e transcenderam a lição da pop, ao se afastarem do lugar-comum proposto por esta linguagem artística. Traduzido por miúdos: são mais de duas centenas de obras de artistas como Teresa Magalhães, Ruy Leitão, João Cutileiro, José de Guimarães, Bernard Cohen, Allen Jones, ou Jeremy Moon.

Para além de terem saído do lugar-comum, pode dizer-se que o denominador comum entre todos é o pensamento interventivo que colocam em cada obra e remete para os primeiros ensaios da arte conceptual, sem abandonarem a vontade de comunicação que está na origem da pop.

Edifício Sede – Galeria Principal. Av. de Berna, 45A. Qua-Seg 10.00-18.00.

Mais em Lisboa:

+ The Happy Show: a felicidade pode morar no MAAT

+ Festival Política: dos debates ao speed date com deputados

Últimas notícias

    Publicidade