A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Ripas, Oficina Criativa
Américo Simas – CML

Quer aprender a recuperar móveis antigos? Vá ao Ripas, Oficina Criativa

Os workshops são gratuitos e os móveis são “monstros” recolhidos pela CML. E no fim, quando o seu móvel antigo já estiver como novo, pode levá-lo para casa.

Escrito por
Helena Galvão Soares
Publicidade

“Grampos! Onde é que vocês estão...? Acusem-se!”, diz Guida, virada para uma série de caixotes cheios de materiais ainda por desempacotar. Guida Costa Santos tem uma boa-disposição contagiante e é a formadora dos workshops de recuperação de móveis que, a partir desta primeira semana de Junho, terão lugar no Ripas, Oficina Criativa, no edifício do Mercado da Ajuda.

Os caixotes ainda estão por desempacotar porque foram os últimos a chegar, vindos da oficina/loja que Guida manteve durante 13 anos, perto do Mercado de Arroios, onde já tinha um projecto de reciclagem de móveis antigos e dava formação. A boa notícia para os lisboetas é que agora, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e da Junta de Freguesia da Ajuda, os workshops são gratuitos.

Ripas, Oficina Criativa
Américo Simas – CML

Tem tudo para ser uma parceria bem-sucedida. A CML está apostada em apoiar “uma política de redução de resíduos e de implementação de uma economia circular assente no aproveitamento de todos os materiais valorizáveis através de redesign”, lê-se no documento do lançamento da iniciativa. Trocado por miúdos, a CML quer dar uma nova vida aos “monstros” de madeira recuperáveis que os serviços de Higiene Urbana recolhem todos os dias das ruas de Lisboa. Já a Freguesia da Ajuda, também parceira, tem tudo a ganhar com este projecto-piloto para criação de uma rede de proximidade no seu território.

Por outro lado, Guida procurava uma oficina bem maior do que a sua oficina, demasiado pequena para satisfazer todos os pedidos de recuperação de móveis dos clientes que chegavam à associação sem fins lucrativos Oficina Monstros – Associação de Artes e Ofícios. Clientes e não só. “Às vezes as pessoas vinham ter comigo porque lhes morreu uma tia ou assim e queriam dar a mobília, peças de madeiras boas, e eu não tinha espaço na oficina”, conta-nos Guida. “E então, há cerca de dois anos, apresentámos a proposta destes workshops à Câmara”, explica. “A ideia é que as pessoas aqui comecem a recuperação da peça que escolherem, aprendam a fazer o diagnóstico do que é necessário fazer e de como o fazer, e depois terminem a peça em casa, autonomamente.”

Ripas, Oficina Criativa
Helena Galvão Soares

Nesta antestreia a que fomos, cada participante no workshop escolheu a sua peça e expôs o que queria fazer com ela, recebendo um diagnóstico que foi desde o “sim, isso vai ser muito fácil” até ao “é melhor baixar um bocadinho as expectativas, para não haver desilusões”. Além do acompanhamento e exemplificação de diferentes tarefas (lixar, dar primário, pintar, tirar cola velha de encaixes bambos de uma cadeira, aplicar o grampo e o peso necessário para nova colagem...), surgiram muitas perguntas – e respostas. Um móvel antigo de que gosta muito, mas que tem caruncho? “Há um armazém no Prior Velho onde fazem a desinfestação. Caro? Não, são uns 5€ por uma cadeira.” A cómoda da avó com ferragens muito bonitas, mas a que faltam ferragens? “Há uma loja de ferragens antigas muito boa ali perto do Mercado de Arroios.” É assim. Quem sabe, sabe.

A partir da primeira semana de Junho passará a haver dois workshops semanais, com a duração de três horas, de manhã ou de tarde, em dias úteis. Para se inscrever, mande um mail para aqui, indicando o dia da semana e turno da sua preferência (o calendário será estabelecido tendo em conta estas informações). Cada pessoa tem acompanhamento individual e a sua própria bancada (seis, devidamente distanciadas), bem como acesso a todas as ferramentas e materiais necessários, gratuitamente. Os consumíveis (luvas, lixas, pregos, parafusos, cola, primário, tintas...) são no entanto pagos (valor médio, 5€/pessoa, valor mínimo, 2,5€).

Ripas, Oficina Criativa. Calçada da Boa-Hora, 155.

+ As melhores lojas de decoração em Lisboa

+ Leia a edição desta semana da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade