A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Torre dos Clérigos
© DRTorre dos Clérigos

Oito atracções do Porto para visitar sem sair de casa

Para matar saudades dos passeios pela cidade, espreite estas oito atracções do Porto para visitar sem sair de casa.

Escrito por
Bárbara Baltarejo
e
Margarida Ribeiro
Publicidade

Já começa a sentir saudades de passear pelas ruas da Invicta de câmara fotográfica em riste, armado em turista na própria cidade? Não desespere. Nestes tempos de confinamento, tem sempre a hipótese de viajar por plataformas como a Portugal a 360º, onde encontra inúmeras atracções do Porto, de Lisboa e de outros pontos do país. A Time Out seleccionou oito pontos de visita obrigatórios no Porto, dos quais vale mesmo a pena matar saudades. E o melhor é que os pode visitar sem tirar o pijama. Se ainda assim continuar aborrecido, estenda o tapete de yoga ou vista o avental e aventure-se na cozinha.

Recomendado: Dez obras de arte que nos lembram como é bom estar em casa

Oito atracções do Porto para visitar sem sair de casa:

  • Atracções
  • Edifícios e locais religiosos

Impera sobre a cidade desde o século XII e tem acompanhado os tempos com algumas modificações pelo caminho. Começou por ser um edifício romano-gótico e foi tendo renovações e ampliações, desde apontamentos em estilo barroco a uma intervenção de Nicolau Nasoni. Com a ajuda deste guia online, pode visitar o interior deste edifício tão emblemático da cidade do Porto. A Capela de São Vicente, a Sacristia, os claustros e o terraço são alguns dos espaços que pode ficar a conhecer melhor. 

  • Atracções
  • Caminhos de ferro
  • São Bento

São 20 mil azulejos a relatar a história dos transportes, assim como retratos da vida de Portugal. Este é o maior chamariz da Estação de São Bento, inaugurada em 1916, projectada pelo arquitecto Marques da Silva, um dos mais influentes da cidade no final do século XIX e primeira metade do século XX. Se está com saudades, pode apreciá-los online e ainda tem direito a pequenas explicações sobre vários azulejos. 

Publicidade
  • Museus
  • Arte e design
  • Porto

É um exemplar de arquitectura Art Déco, que remonta aos anos 30 e que, inicialmente, pertenceu ao Conde Carlos Alberto Cabral. Entretanto, sofreu intervenções na decoração e arquitectura, de nomes como Marques da Silva, Charles Siclis, Jacques Émile Ruhlmann, René Lalique e Edgar Brandt. Mais recentemente, foi o local escolhido para expor diferentes obras de Joan Miró. Nesta visita virtual não vai conseguir apreciar os quadros do artista pintor, mas vai poder ver tudo o resto, desde a escadaria à casa de banho

  • Museus
  • História
  • Baixa

O MMIPO - Museu da Misericórdia do Porto fica na Rua das Flores, no edifício que foi sede da instituição a partir de meados do século XVI até 2013. Lá pode conhecer melhor a história da Santa Casa da Misericórdia e as colecções de arte da instituição. Tudo isto também está disponível online, onde pode visitar as salas do museu, o átrio e as capelas do edifício. 

Publicidade
  • Atracções
  • Monumentos e memoriais
  • Baixa

Não passa despercebida na paisagem, quer seja vista da Ribeira de Gaia ou do Jardim das Oliveiras. É dona de uma das mais bonitas vistas sobre a cidade e está agora a receber todos os internautas, enquanto as portas físicas estão fechadas. Esta experiência não serve de exercício físico, até porque não lhe permite subir os 225 degraus até ao topo. Garantimos, no entanto, que o leva até aos 75 metros de altura, com direito a admirar o rio Douro e o largo Amor de Perdição, em frente ao Centro Português de Fotografia. Tudo isto num dia soalheiro com céu azul.

Publicidade
  • Atracções
  • Edifícios e locais históricos
  • Miragaia

Se a última vez que esteve no Palácio da Bolsa foi para marcar presença no festival Essência do Vinho, é natural que não se lembre a 100% da beleza do espaço. Aproveite então as visitas virtuais para reavivar a memória. Vai poder entrar em todos os espaços do palácio, desde as míticas escadarias, à sala dos retratos, sem esquecer o famoso Salão Árabe. Além do tom exótico, é totalmente coberto por folha de ouro, o que lhe dá uma beleza fora do comum. 

  • Música
  • Música ao vivo
  • Boavista

Habituada a dar música aos portuenses e a todos os turistas que a visitam, a Casa da Música está, por enquanto, fechada. Lá dentro não há músicos, assim como no café não há artistas e no exterior escasseiam os que normalmente aproveitam as suas formas estranhas para andar de skate. É, portanto, uma boa altura para percorrer os corredores e as salas do edifício concebido pelo arquitecto holandês Rem Koolhaas. O projecto surgiu em 2001, ano em que a Invicta foi Capital Europeia da Cultura, mas o edifício só ficou pronto em 2005.

Mais para fazer dentro de portas:

  • Filmes

Este terá sido, provavelmente, um dos anos mais estranhos da história do cinema, assim como da humanidade, no geral. A pandemia veio baralhar as contas a todos, e a indústria cinematográfica atravessou um ano atípico, com rodagens e estreias canceladas ou adiadas.  As salas de cinema permanecem abertas (por agora), apesar do crescimento de novas infecções em todo o mundo. Num ano vivido a meio-gás, não vimos nenhum filme que merecesse mais de quatro estrelas. Mesmo assim, e tendo em conta que 2021 está aí, elaborámos uma lista com os melhores filmes que se estrearam em Portugal em 2020.

Recomendado: Os melhores filmes de James Bond

 

  • Compras

Há quem considere o acto de fazer compras muito terapêutico. A pensar em todos os shopaholics que não querem (nem podem) sair do conforto da sua casa, fizemos esta lista com as lojas online do Porto e arredores que tem de conhecer. Desde joalharia, sapatilhas, óculos de sol ou champôs sólidos, não lhe vai faltar nada. Assim, não precisa de recorrer às marcas de fast fashion e vai conseguir apoiar pequenos negócios portugueses. 

Enquanto está em casa, também pode aproveitar para encomendar comida e para ver uma das melhores séries de comédia

Recomendado: Os melhores sabonetes do Porto

Publicidade
  • Compras
  • Mercearias

Ir ao supermercado ou à mercearia da rua para abastecer o frigorífico e a despensa (mas sem açambarcar, nunca esquecer) é um dos poucos motivos para sair de casa nesta altura de pandemia. Mas, se pudermos ficar quietinhos entre quatro paredes, melhor ainda. E a comida não faltará, caro leitor. Há cada vez mais empresas e pequenos produtores a disponibilizarem-se para deixar à sua porta tudo o que precisa, dos legumes às frutas, passando até pelos cogumelos frescos. Nesta lista, com serviços de entrega de produtos frescos ao domicílio, encontra opções que cobrem várias zonas da cidade. Quando estiver bem abastecido, vá para a cozinha testar novas receitas.

Recomendado: Restaurantes do Porto com entregas ou take-away

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade