Presentes
©DRPresentes

Surpreenda com estes presentes de Natal amigos do ambiente

Numa altura em que há maior preocupação com o planeta, espreite as nossas sugestões de presentes de Natal amigos do ambiente

Publicidade

O mundo está cada vez mais atento à pegada ecológica: luta-se pela justiça climática, por uma transição justa que garanta a neutralidade de carbono até ao ano de 2030 e, apesar de ser quase impossível imaginar um dia-a-dia sem plásticos, o Parlamento Europeu pretende proibir os descartáveis, como talheres, copos ou palhinhas até 2021 (está quase aí). Afinal, comprar sustentável já não é um bicho-de-sete-cabeças e para muitos é um verdadeiro estilo de vida. É a pensar no planeta e nos seres que o povoam que sugerimos alternativas de presentes de Natal amigos do ambiente: sustentáveis e fáceis de reutilizar ou reciclar. As propostas são para todos e para todas as carteiras, desde cestas artesanais a sapatos vegan, sem esquecer produtos feitos com plástico ou madeira reciclada. O difícil vai ser escolher, mas pode aproveitar para apontar ideias para (pelo menos) os próximos dez natais.

Recomendado: Os melhores presentes de Natal solidários

Sapatos de plástico reciclado

O ponto de partida da Zouri, que fabrica sapatos vegan e 100% artesanais em Portugal, é simples: reinventar o calçado tradicional, aliando o design de autor à responsabilidade ambiental. O plástico recolhido nas praias portuguesas é trabalhado e misturado com borracha natural para formar a sola. Depois, entram no processo outros materiais, como o algodão orgânico e o piñatex, feito a partir de fibra de folhas de ananás.

Preço: desde 48€

Cabaz biológico da Quinta do Arneiro

Este é um presente 100% biológico, 100% nacional, 100% sazonal, 100% útil e com dicas para 0% desperdício. Dos mais salgados aos mais doces, os cabazes de Natal da Quinta do Arneiro são presentes perfeitos para bons garfos preocupados com o planeta. O preço varia consoante o tamanho: há cabazes pequenos, médios e grandes.

Preço: 18€-160€

Publicidade

Cestas feitas à mão por artesãos

As cestas de mão continuam a ser tendência (Jane Birkin também as usava nos anos 1970) e as da marca portuguesa Toino Abel são uma opção sustentável: o método de fabrico é antigo, mas o design transforma as malas num objecto de luxo.

Preço: 169€

Uma Citrina

Para fãs de plantas, a portuguesa Citrina nunca falha. As árvores cítricas em miniatura são perfeitas para ter em qualquer casa. Disponíveis em vários modelos, todas dão frutos comestíveis certificados, cada um com o seu próprio sabor e características distintas. Este Natal, na compra de três ou mais citrinas até 18 de Dezembro, recebe uma baby citrina de oferta (acima de 12cm de diâmetro inclusive)

Preço: desde 19,26€

Publicidade

Box Gourmet Vegan

Um cabaz só com produtos veganos. Além de um desafio vegano de 30 dias com uma série de receitas para experimentar, esta caixa da Bee Gift inclui um chouriço vegan picante, uma iguaria feita de castanha de caju e alho, biscoitos artesanais com flocos de cacau e sal, gomas de vinho Merlot sem álcool, snack de alfarroba portuguesa com amêndoa e sem glúten nem açúcares ou estimulares, e ainda um postal bonito, tudo acondicionado numa caixa-prenda ccom fecho magnético.

Preço: 49,80€

Hydra: Estação de Propagação para 3 Plantas

Se quer oferecer um presente àquele amigo ou amiga com mãozinha para a jardinagem, aqui tem uma estação de propagação para três plantas. É só encher com água e ver a magia acontecer.

Preço: 22, 45€

Publicidade

Colar de prata reciclada

Está preocupado com o futuro, com o que compra e com a sustentabilidade de uma das indústrias mais poluentes do mundo? Na YAO (Young Adult Outfits), é possível encontrar desde roupa até acessórios amigos do ambiente de várias marcas portuguesas, como a Wonther, que criou este colar, inspirado em carimbos, com prata 925 reciclada e banhado a ouro de 24k.

Preço: 58€

Manta de algodão

Da Serra da Estrela para Lisboa, a Stró é a loja mais quentinha para o Natal. Encha o saco com mantas, cachecóis, cobertores ou chinelos de retalhos – feitos a partir do têxtil excedente –, tudo produtos em lã, linho ou algodão que obedecem a uma produção controlada.

Preço: 79,90€

Publicidade

YogurtNest

Não sabe o que é um YogurtNest? Este produto português, feito com têxteis (algodão, lã, linho ou cânhamo), actua como isolante térmico, mantendo a temperatura no seu interior, independentemente de estarem lá fora -5ºC ou 50ºC. É, por isso, uma excelente iogurteira natural não eléctrica, estufa slow cooker, mala térmica de frios e quentes e até ninho para levedar a massa.

Preço: a partir de 35€

Almanaque da Natureza

Neste almanaque para partir à descoberta da natureza, não só aprende mais sobre o mundo à sua volta como tem ideias para um ano inteiro de passeios e observações para fazer em cada época.

Preço: 17,50€

Publicidade

Impermeáveis de plástico reciclado

Chamam “casacos felizes” a estas capas impermeáveis, feitas com tecido de plástico reciclado – o RPET, se preferir menos trava-línguas, que é o mesmo material usado nas habituais garrafas de plástico. Com este presente, qualquer um fica pronto para o frio que aí vem.

Preço: 74,62€-154,98€

The Bam&Boo Starter Routine

Este Natal a The Bam&Boo tem novas ideias de conjuntos para oferecer, como este coffret Starter Routine, para uma rotina de limpeza e bem estar amiga do ambiente. Dentro do nécessaire com ilustração de Yara Kono, encontra um desodorizante natural, uma barra de champô para cabelos normais, um sabonete artesanal, um conjunto de cotonetes, uma escova de dentes de bambu e uma pasta natural.

Preço: 58,49€

Publicidade

Bonés ecológicos

A Guapa, marca de acessórios fabricados com materiais ecológicos, destaca-se sobretudo pelos seus bonés personalizáveis em algodão, lã ou ganga, com palas amovíveis em bambu, laminado de madeira ou resina.

Preço: desde 29,95€

Clutch

As colecções da António vão mudando, mas o que não muda é a ideia de criar peças intemporais, de linhas simples e minimalistas. Um hino à slow fashion – que defende a reciclagem das peças, o consumo ético e responsável e roupa e acessórios que duram, e duram, e duram. Esta clutch, em particular, é feita de couro curtido a vegetal, que é um couro produzido com recurso a agentes de curtimenta de origem vegetal.

Preço: 315€

Publicidade

Kit ecológico para produzir cogumelos

O que começou como uma pequena cave em Lisboa acabou por se tornar na primeira quinta urbana de economia circular em Portugal. Do desperdício de café, a Nãm produz cogumelos deliciosos – e convida-o a fazer o mesmo com este kit de cultivo, que vem com borras de bicas da Delta e micélio para misturar tudo e fazer crescer novos cogumelos em apenas algumas semanas. Reutilizável, basta comprar recargas para continuar a sua produção. Inclui ainda um kit Shitake e um kit de cultivo de microgreens.

Preço: 35,98€

Projectos verdes a ter debaixo de olho

  • Coisas para fazer

A Primavera instalou-se e, embora o país continue a viver em estado de calamidade, as famílias já começam a sonhar com piqueniques, passeios pela praia ou caminhadas, algumas das actividades mais comuns nos meses mais quentes do ano. Se procura algo diferente para preencher os dias mais longos, leia o que se segue.

  • Coisas para fazer
  • Vida urbana

O futuro Parque Central da Asprela vai ocupar terrenos baldios da Universidade do Porto, que serão transformados num "novo pulmão verde" para a cidade, tirando partido das características hidrográficas da ribeira da Asprela. As obras começaram no final de Julho e a expectativa é que estejam concluídas "durante o primeiro trimestre de 2022", anuncia o município.

O novo parque, com uma área superior a seis hectares, ficará localizado entre a UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da U.Porto e a Faculdade de Desporto (FADEUP). A empreitada representa um investimento aproximado de 1,9 milhões de euros. 

Futuro Parque da Asprela
© DRO futuro Parque Central da Asprela

 

O projecto assume como prioridade "o controlo activo das cheias da ribeira da Asprela, através da criação de uma bacia de retenção com uma capacidade de 10.000 metros cúbicos". Vai constituir-se uma zona de "boa drenagem hídrica", que reduzirá a ocorrência de cheias e de inundações através da estabilização dos leitos e das margens, e contribuirá para a permeabilidade do solo. Ao mesmo tempo, será garantida a regularização fluvial da ribeira, com uma extensão de 594 metros, e de outras mais pequenas, que vão ser desentubadas e reabilitadas.

O projecto vai ainda "consolidar a estrutura verde do local, com a plantação de 645 novas árvores", e apostar na criação de espelhos de água e de percursos pedonais e cicláveis, acessíveis também a pessoas com mobilidade reduzida.

Veja o novo vídeo de apresentação do projecto:

+ Parque da Asprela no Porto já começou a ser construído

Leia aqui a edição online e gratuita da Time Out Portugal

Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
    Também poderá gostar
    Publicidade