A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
'The Nevers' é a nova aposta sobrenatural da HBO
© Keith Bernstein/HBO'The Nevers' é a nova aposta sobrenatural da HBO

Cinco séries a não perder em Abril

Agora que todos passamos mais tempo em casa, não há desculpa para não acompanhar a nova produção televisiva que se avizinha.

Sebastião Almeida
Escrito por
Sebastião Almeida
Publicidade

Abril, águas mil. Quer desculpa melhor para continuar em casa e manter o afastamento social? O mês será longo, mas há novas séries que nos irão manter entretidos por muito tempo no sofá. É o caso das nove temporadas de Seinfeld, que ficarão disponíveis no NOS Play, o serviço de streaming da operadora; ou de The Nevers, aposta sobrenatural da HBO que fica disponível lá para meio do mês. Para ver, há ainda Mare of Easttown (com Kate Winslet) ou Welcome to Utmark, produção norueguesa que chega à plataforma de streaming a 18 de Abril. Já a Netflix estreia The Serpent, uma adaptação da história real do assassino em série Charles Sobhraj, protagonizada por Tahar Rahim (O Mauritano). Se se sentir indeciso com tanta oferta, não se preocupe. Escolhemos as cinco séries que merecem a sua atenção este mês.

Relacionado: 25 filmes portugueses obrigatórios

Cinco séries para ver em Abril:

1. Upright

Antes de vestir a pele da princesa Rhaenyra Targaryen em House of the Dragon, Milly Alcock protagonizou com Tim Minchin esta série sobre dois inadaptados – ela, uma adolescente em fuga; ele, um músico meio perdido – que se cruzam por acidente no meio do deserto australiano e embarcam numa inusitada viagem em conjunto. Vão transportar um precioso piano de um lado ao outro do país. Minchin também escreve e compõe.

Filmin. Estreia a 4 de Abril

2. As Boas Mães

Em 2009, Lea Garofalo foi morta a mando do antigo companheiro e pai da sua filha, Carlo Cosco, um dos chefes da máfia calabresa. Foi um acto de vingança. Anos antes, Lea e mais duas mulheres tinham tentado, em vão, ajudar a justiça italiana a derrubar a secular ‘Ndrangheta. Baseada nesses eventos reais, esta produção conquistou o Berlinale Series Award, o primeiro prémio para televisão atribuído num dos principais festivais de cinema.

Disney+. Estreia a 5 de Abril

Publicidade

3. Grease: Rise of the Pink Ladies

Antes dos T-Birds e do rock n’ roll, eram as Pink Ladies que testavam os limites da moral numa das escolas mais conhecidas do cinema, o Liceu de Rydell. Estamos em território Grease – Brilhantina, o popularíssimo musical de 1978 protagonizado por John Travolta e Olivia Newton-John. Esta prequela do filme passa-se quatro anos antes da trama original: em 1954. Quatro raparigas decidem divertir-se nos seus próprios termos. Um escândalo.

SkyShowtime. Estreia a 7 de Abril

4. Transatlântico

Unorthodox é uma das pérolas do catálogo da Netflix e a sua criadora, Anna Winger, está de volta com uma história de resistência envolvendo judeus baseada em factos reais. Desta feita, o resgate de cerca de 2200 refugiados da França colaboracionista, entre 1940 e 1941, através de Espanha e Portugal, promovida pelo jornalista norte-americano Varian Fry e pela socialite Mary Jayne Gold, aqui interpretados por Cory Michael Smith e Gillian Jacobs.

Netflix. Estreia a 7 de Abril

Publicidade

5. As Pequenas Coisas da Vida

Com a vida a desmoronar, Clare (Kathryn Hahn) aceita relutantemente escrever uma coluna para responder e aconselhar outras pessoas. E resiste porque percebe a profunda contradição dessa circunstância. Opta por pensar no que diria a si própria se se cruzasse com quem era aos 22 anos. Liz Tigelaar (Pequenos Incêndios Por Toda Parte) adapta o bestseller de Cheryl Strayed. Reese Witherspoon e Laura Dern são produtoras executivas.

Disney+. Estreia a 7 de Abril

6. Domina

Lívia Drusila foi a primeira imperatriz-consorte de Roma e a mulher mais poderosa do seu tempo. Este drama histórico recupera a sua ascensão ao trono, desde o momento em que a família perde tudo com o assassinato de Júlio César até que Lívia (Kasia Smutniak) volta, dez anos depois, e consegue casar-se com Augusto e lançar as bases de uma dinastia que duraria mais quatro gerações, até Nero. Não faltarão jogos de poder e cabeças a rolar. 

TVCine Emotion. Estreia a 10 de Abril

Publicidade

7. A Maravilhosa Sra. Maisel

A produtora e argumentista Amy Sherman-Palladino levou uma década a recalibrar o seu toque de Midas, após Gilmore Girls (2000-2007). Conseguiu-o com A Maravilhosa Sra. Maisel, sobre uma jovem mãe no final dos anos 1950 (Rachel Brosnahan) que, abandonada pelo marido, decide apostar no stand-up. Uma mulher. A fazer humor. Nos anos 1950. Uma comédia. Dramática, claro. A série já conquistou 20 Emmys e este é o seu grand finale.

Amazon Prime Video. Estreia a 14 de Abril (T5)

8. The Last Thing He Told Me

“Não há nada que não fizesse pela minha filha.” A frase de Owen (Nikolaj Coster-Waldau) ecoa como um enigma quando este desaparece sem deixar rasto. A mulher, Hannah (Jennifer Garner), vai ter de perceber porquê que o marido lhe mandou um bilhete a pedir para proteger a enteada adolescente, Bailey (Angourie Rice), a quem deixou por sua vez um saco cheio de notas. A minissérie adapta o livro-fenómeno, homónimo, de Laura Dave. 

Apple TV+. Estreia a 14 de Abril

Publicidade

9. Barry

Ao leme desta comédia negra, como co-criador (com Alec Berg), argumentista, produtor, realizador e protagonista, está Bill Hader, um dos mais talentosos nomes a sair do Saturday Night Live nos últimos 20 anos. E este é o seu magnum opus. A trama gira à volta de um assassino a soldo, que quer mudar de vida e ser actor, mas não consegue parar de matar. Se a temporada final estiver à altura das anteriores, está aqui uma série para os anais da televisão.

HBO Max. Estreia a 17 de Abril (T4)

10. The Restaurant

Comparações há muitas e esta grande produção sueca tem uma de encher o olho: Downton Abbey. Benchmarking mais ambicioso é difícil. Trata-se da história os Löwanders, influente família de Estocolmo, e dos bastidores do seu luxuoso restaurante, o Djurgårdskällaren, onde não faltam lutas de poder e romances secretos. A trama começa no pós-guerra, em 1945, e vai terminar, com estas duas últimas temporadas, nos anos 1970.

Filmin. Estreia a 18 de Abril (T3 e 4)

Publicidade

11. Dead Ringers

Voltamos a mergulhar na história do cinema e a trocar protagonistas masculinos por femininos. Desta feita, neste remake do filme homónimo de 1988 em que David Cronenberg explorava a história de dois ginecologistas gémeos destruídos pelas drogas. Jeremy Irons dá aqui lugar a Rachel Weisz, que interpreta as duas médicas. Estas farão tudo ao seu alcance para criar métodos de vanguarda nos cuidados de saúde para as mulheres. Tudo.

Amazon Prime Video. Estreia a 21 de Abril

12. Tom Jones

Não é esse Tom Jones. Embora “Sexbomb” não destoasse na banda sonora, se este fosse um daqueles dramas de época em que as personagens usam corpetes e All Star. Não é. É uma adaptação do clássico da literatura britânica The History of Tom Jones, a Foundling, de Henry Fielding, um dramaturgo e romancista espirituoso da primeira metade do século XVIII. É um ensaio sobre a condição humana e a petulante insistência no amor verdadeiro.

Disney+. Estreia a 26 Abril

Publicidade

13. Love & Death

Não há fome que não dê em fartura – ou, se estivermos a falar de machadadas, não há um golpe que não traga mais 40 atrás. Depois de Candy (Disney+), em 2022, a história sobre a mulher que matou a vizinha e mulher do amante como se estivesse a cortar lenha, no Texas dos anos 1980, está de volta à televisão. Agora escrita por David E. Kelley (Big Little Lies), realizada por Lesli Linka Glatter (Segurança Nacional) e protagonizada por Elizabeth Olsen.

HBO Max. Estreia a 27 de Abril

14. Citadel

De Arrested Development aos filmes do Capitão América e dos Vingadores, os Irmãos Russo estão incrustados na cultura popular do nosso século. É deles esta série de acção sobre uma agência de espionagem, a Citadel, que entrou em falência e apagou a memória aos seus operacionais, abrindo espaço para a perigosa Manticore medrar. Mas há coisas que não se esquecem. Com Richard Madden, Priyanka Chopra Jonas e Stanley Tucci.

Amazon Prime Video. Estreia a 28 de Abril

Publicidade

15. The Afterparty

A perspicaz detective Danner (Tiffany Haddish) está de volta para resolver mais um crime, na segunda temporada desta comédia policial que em tudo se assemelha a um whodunnit clássico. Todas as personagens são suspeitas, até se encontrar o verdadeiro culpado. Ou, neste caso, todos os convidados de um casamento em que o noivo foi morto. Apesar do novo elenco, Aniq (Sam Richardson) e Zoë (Zoe Chao) transitam da investigação anterior. Mas como?

Apple TV+. Estreia a 28 de Abril (T2)

Mais séries para ver:

  • Filmes

As listas, como quase tudo nesta vida, são relativas. Mas depois de enchermos uma espécie de conselho de administração com loucos de séries televisivas e outros consultores da redacção da Time Out, chegámos a estas 25. Portanto, se vai começar a disparar insultos e a pedir justificações para as suas séries de comédia preferidas não estarem aqui avisamos já que não vai ter sucesso. Podiam ser outras, mas são estas. E pedimos desculpa às que ficaram de fora. Mais um alerta à tripulação: estas séries de comédia estão ordenadas apenas por ordem alfabética, que não queremos alimentar ainda mais a polémica. Ria-se connosco.  Recomendado: Séries a não perder este mês

  • Filmes

Começou timidamente em Portugal, com uma mão cheia de bons conteúdos e algumas apostas menos conseguidas. Com o passar dos anos, ganhou terreno, fez muitos de nós trocar as noitadas na rua pelas noites no sofá e na cama, e é difícil imaginar a vida sem saber que a temos ali. Filmes, séries, documentários, docusséries, há muito material para ver e fazer verdadeiras maratonas visuais sem sair de casa (e mesmo se o quiser fazer, é só levá-la no telefone). Junte-se à febre do streaming e conheça as melhores séries para ver na Netflix. Recomendado: As 25 melhores séries de comédia

Publicidade
  • Filmes

Ter menos coisas é sinónimo de mais tempo e liberdade para fazer o que lhe dá prazer. Mas ser minimalista não significa abdicar de todas as suas posses materiais nem deixar de consumir. Significa, sim, livrar-se do que não é essencial e aprender a consumir melhor. Para o ajudar a pôr a vida em ordem, reunimos duas séries e dois documentários sobre o poder do menos. Desde Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus, do movimento The Minimalists, até à guru da organização Marie Kondo, estes são os professores e as lições de que precisa para aprender mais sobre minimalismo, organização, casas pequenas e desperdício zero.

Recomendado: Três documentários sobre sustentabilidade para ver em casa

 

  • Filmes

É verdade que os serviços de entrega de comida continuam a levar o melhor dos restaurantes às nossas casas, mas não é a mesma coisa. Ainda bem que existem séries e documentários que ajudam a matar saudades das histórias dos chefs, das paredes dos restaurantes, e muito mais. Há de tudo nesta ementa: desde clássicos modernos, como Anthony Bourdain: No Reservations e Jiro Dreams of Sushi, a fenómenos mais recentes, como Ugly Delicious. E sim, bem sabemos que o efeito destas incursões audiovisuais não é propriamente o que queremos, tendo em conta que há pouco mais a fazer do que fazer rusgas ao frigorífico. Esta lista é para comer tudo com os olhos e nada com a boca. O que já não é pouco.

Recomendado: 80 restaurantes no Porto com entregas take-away

Publicidade
  • Filmes

Há cada vez mais e melhores séries de super-heróis na televisão. Dos personagens da DC no chamado Arrowverse do canal CW – Arrow, The Flash, Legends of Tomorrow e Supergirl – à comitiva da Marvel na Netflix – Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage, Punho de Ferro, Os Defensores e O Justiceiro –, passando pelos inúmeros vigilantes (e não só) que se desdobram por outros canais e plataformas, sem se inserirem num complexo universo partilhado, com Watchmen da HBO à cabeça.

Mas não é de agora que há super-heróis na televisão: há uma ou outra velha série que merece ser revista. A começar pelos desenhos animados de Batman dos anos 90.

Recomendado: 12 grandes filmes de piratas

Recomendado
    Também poderá gostar
    Também poderá gostar
    Publicidade