A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
NEWSLETTER_NYCK_20201218_02-Muppets-2048x1536
Walt Disney Pictures'Os Marretas' fica agora disponível no Disney+

Oito séries a não perder em Fevereiro

O mês é mais pequeno, mas nem por isso as plataformas de streaming parecem guardar apostas. Apontamos as séries que vai valer a pena ver.

Sebastião Almeida
Escrito por
Sebastião Almeida
e
Eurico de Barros
Publicidade

Os serviços de streaming não param de dar ao mundo séries frescas e boas. Em Fevereiro, por exemplo, a Netflix estreia Cidade Invisível, uma produção sobrenatural brasileira, e Tribes of Europa, série alemã que nos transporta para 2074, quando a Europa está dividida em pequenos estados tribais. Mas também a HBO promete com Vitals, série documental gravada num hospital de Barcelona durante o pico da pandemia de covid-19. Há ainda novidades para ver na televisão nacional: é o caso de Até que a Vida nos Separe, produção da RTP sobre uma família convencional. Aí vão oito séries a não perder em Fevereiro.

Recomendado: Minisséries da Netflix que tem de ver

Oito séries a não perder em Fevereiro:

1. Doido por Ti

Paul e Jamie Buchman (Paul Reiser e Helen Hunt) estão de regresso, mais de 20 anos depois da derradeira temporada desta premiada série de comédia. Continuam a viver em Nova Iorque, e quando levam a filha Mabel para o seu o primeiro dia na faculdade, rapidamente fica claro que têm ideias muito diferentes sobre como serão as suas vidas após ela começar a ser independente. Também com John Pankow, Anne Ramsay e Abby Quinn.

RTP2. Seg a Sex 12.00. Estreia a 1 de Fevereiro (T8)

2. Pam & Tommy

Lily James (Cinderela) está irreconhecível como Pamela Anderson nesta dramatização da história de amor, transgressão e voyeurismo da antiga estrela de Marés Vivas, com Tommy Lee, baterista de Mötley Crüe, aqui interpretado por Sebastian Stan (O Falcão e o Soldado do Inverno). Seth Rogen dá vida ao empreiteiro que roubou a sex tape do casal que chegou à internet em 1997 e é – não sejamos sonsos – o chamariz destes oito episódios. 

Disney+. Estreia a 2 de Fevereiro

Publicidade

3. Midsomer Murders

Com esta, já são 22 as temporadas de Midsomer Murders, uma das séries de mais longa duração do mundo, que começou a ser exibida na Grã-Bretanha em 1997 e se tornou num título de culto em todo o mundo. Esta 22.ª temporada marca os dez anos de trabalho do inspector-chefe John Barnaby (Neil Dudgeon) no condado fictício de Midsomer. E ele vai ter que resolver, entre outros crimes, um duplo homicídio e um estranho mito urbano.  

FOX Crime. Qua 22.00. Estreia a 2 de Fevereiro (T22)

4. Murderville

O detective Terry Seattle (Will Arnett), da Brigada de Homicídios de Los Angeles, tem que resolver um crime em cada episódio desta série de comédia, com a ajuda de uma celebridade convidada, um verdadeiro parceiro de luxo, como Conan O’Brian ou Ken Jeong. Só que estas nunca chegam a receber os guiões dos episódios nem fazem ideia do que lhes está a acontecer, e por isso têm que improvisar ao lado de Terry.  

Netflix. Estreia a 3 de Fevereiro

Publicidade

5. Suspicion

Uma Thurman surge como principal intérprete de Suspicion, uma série policial sobre uma poderosa e influente mulher de negócios americana ligada aos media, cujo filho é raptado num hotel de Nova Iorque. As suspeitas recaem sobre cinco cidadãos britânicos, aparentemente comuns, que estavam no local na altura e que protestam a sua inocência. Só que se torna claro para a polícia que nem todos são de confiança.  

Apple TV+. Estreia a 4 de Fevereiro (T1) 

6. Reacher

Já interpretado no cinema por Tom Cruise, Jack Reacher, o detective particular criado por Lee Child, surge agora numa nova versão, personificado por Alan Ritchson. Esta série apanha a personagem a abandonar a vida militar e a entrar na vida civil, viajando pelos EUA sem telefone e apenas com os bens mais essenciais. Ao chegar a uma vila da Geórgia, é preso e acusado de homicídio, e vai ter que provar a sua inocência.

Amazon Prime Video. Estreia a 4 de Fevereiro (T1)

Publicidade

7. Raised by Wolves

Mãe (Amanda Collin) e Pai (Abubakar Salim), os andróides com a missão de educar um grupo de crianças humanas no planeta Kepler-22b, depois de a Terra ter sucumbido a guerras de índole religiosa, sobreviveram à tentativa de auto-destruição no final da primeira temporada. Rapidamente se vão reunir na nova colónia, na Zona Tropical. Mas já não estão sozinhos: tanto hão-de voltar Sue (Niamh Algar), ferida, e o fugitivo Marcus (Travis Fimmel), como vamos perceber que tipo de ameaça existencial é o filho “Número 7” que Mãe deu à luz.

HBO. Estreia a 4 de Fevereiro (T2)

8. Futre

Realizada pelo humorista César Mourão, esta é uma série documental em seis episódios sobre Paulo Futre, antiga estrela de futebol que nos anos 1980 e 1990 vestiu as camisolas dos três “grandes” portugueses. Poucos o fizeram. Jogou em Espanha, França, Itália e Inglaterra, e foi um dos melhores da sua geração. Enrique Cerezo, presidente do Atlético de Madrid, Pinto da Costa, Luís Figo e José Mourinho falam aqui sobre as suas memórias de Futre, hoje com 55 anos, e cuja vida privada ficaremos também a conhecer melhor.

OPTO. Estreia a 10 de Fevereiro

Publicidade

9. A Maravilhosa Sra. Maisel

É um dos trunfos no catálogo de originais da Amazon, mas esta comédia dramática sobre uma dona de casa que se reinventa como stand-up comedian na América dos anos 1950, está pendurada há demasiado tempo – desde 2019, que foi quando saiu a terceira temporada e Midge Maisel (Rachel Brosnahan) foi dispensada da digressão em que estava, após algumas piadas mal recebidas. Mas 1960 está aí e as coisas estão a mudar…

Estreia a 18 de Fevereiro (T4)

10. Severance

Ben Stiller e Aoife McArdle (Admirável Mundo Novo) realizam este thriller por capítulos (nove) criado por Dan Erickson, sobre uma empresa que consegue executar um procedimento cirúrgico que separa as memórias de trabalho das memórias pessoais. Mark (Adam Scott, The Good Place) submete-se a ele voluntariamente e vai para lá trabalhar, juntamente com outras pessoas nas mesmas condições. Mas quando um deles deixa a equipa, começa a desvelar-se o mistério do que realmente se passa na Lumon Industries. Também com Patricia Arquette, Christopher Walken, John Turturro e Dichen Lachman.

Apple TV+. Estreia a 18 de Fevereiro (T1)

Publicidade

11. Space Force

Apesar de todas as atribulações, o general Mark Naird (Steve Carell) continua à frente do ramo das Forças Armadas norte-americanas criado para militarizar o Espaço. Mas agora tem um apertadíssimo prazo de cinco meses para provar o seu valor, ou será rendido no comando. Os cientistas Adrian Mallory (John Malkovich) e Chan Kaifang (Jimmy O. Yang) arregaçam as mangas e, com a ajuda do estratega de comunicação Tony Scarapiducci (Ben Schwartz), tentam chegar a bom porto nesta comédia escrita pela dupla de sucesso de The Office, Greg Daniels e o próprio Carell. Patton Oswalt entra nesta temporada, e logo em órbita.

Netflix. Estreia a 18 de Fevereiro (T2)

12. Operação Maré Negra

A primeira série luso-espanhola da Amazon Prime Video traz um elenco com Nuno Lopes, Lúcia Moniz e Luís Esparteiro. O protagonista é Álex González (3 Caminos), que interpreta um jovem galego, Nando, que transportou três toneladas de cocaína, submerso no Oceano Atlântico, até ter sido capturado em Novembro de 2019. Esta é a história verídica do primeiro narcosubamarino interceptado na Europa, dos homens que o tripulavam e sobre o que os levou ao tráfico de droga. Os quatro episódios de 50 minutos cada são realizados pelo espanhol Daniel Calparsoro e co-realizados por João Maia (Variações).

Amazon Prime Video. Estreia a 25 Fevereiro (T1)

Publicidade

13. Resident Alien

No início, Harry Vanderspeigle (Alan Tudyk) era humano. Mas um extraterrestre com a missão de destruir a população da Terra assumiu a sua forma e ocupou a sua vida como médico na pequena cidade de Patience, Colorado. Sem a mais pálida ideia de como se comportar, protagoniza momentos desconcertantes e cómicos. Quando, enfim, se integrou, abandonou os propósitos destrutivos e tentou regressar ao planeta natal. Mas teve de voltar atrás, e agora está cá para nos proteger. É a salvação que vem do céu, de nave espacial.

SyFy. Estreia a 28 de Fevereiro (T2)

Mais séries para ver:

  • Filmes

As listas, como quase tudo nesta vida, são relativas. Mas depois de enchermos uma espécie de conselho de administração com loucos de séries televisivas e outros consultores da redacção da Time Out, chegámos a estas 25. Portanto, se vai começar a disparar insultos e a pedir justificações para as suas séries de comédia preferidas não estarem aqui avisamos já que não vai ter sucesso. Podiam ser outras, mas são estas. E pedimos desculpa às que ficaram de fora. Mais um alerta à tripulação: estas séries de comédia estão ordenadas apenas por ordem alfabética, que não queremos alimentar ainda mais a polémica. Ria-se connosco.  Recomendado: Séries a não perder este mês

  • Filmes

Começou timidamente em Portugal, com uma mão cheia de bons conteúdos e algumas apostas menos conseguidas. Com o passar dos anos, ganhou terreno, fez muitos de nós trocar as noitadas na rua pelas noites no sofá e na cama, e é difícil imaginar a vida sem saber que a temos ali. Filmes, séries, documentários, docusséries, há muito material para ver e fazer verdadeiras maratonas visuais sem sair de casa (e mesmo se o quiser fazer, é só levá-la no telefone). Junte-se à febre do streaming e conheça as melhores séries para ver na Netflix. Recomendado: As 25 melhores séries de comédia

Publicidade
  • Filmes

Ter menos coisas é sinónimo de mais tempo e liberdade para fazer o que lhe dá prazer. Mas ser minimalista não significa abdicar de todas as suas posses materiais nem deixar de consumir. Significa, sim, livrar-se do que não é essencial e aprender a consumir melhor. Para o ajudar a pôr a vida em ordem, reunimos duas séries e dois documentários sobre o poder do menos. Desde Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus, do movimento The Minimalists, até à guru da organização Marie Kondo, estes são os professores e as lições de que precisa para aprender mais sobre minimalismo, organização, casas pequenas e desperdício zero.

Recomendado: Três documentários sobre sustentabilidade para ver em casa

 

  • Filmes

É verdade que os serviços de entrega de comida continuam a levar o melhor dos restaurantes às nossas casas, mas não é a mesma coisa. Ainda bem que existem séries e documentários que ajudam a matar saudades das histórias dos chefs, das paredes dos restaurantes, e muito mais. Há de tudo nesta ementa: desde clássicos modernos, como Anthony Bourdain: No Reservations e Jiro Dreams of Sushi, a fenómenos mais recentes, como Ugly Delicious. E sim, bem sabemos que o efeito destas incursões audiovisuais não é propriamente o que queremos, tendo em conta que há pouco mais a fazer do que fazer rusgas ao frigorífico. Esta lista é para comer tudo com os olhos e nada com a boca. O que já não é pouco.

Recomendado: 80 restaurantes no Porto com entregas take-away

Publicidade
  • Filmes

Há cada vez mais e melhores séries de super-heróis na televisão. Dos personagens da DC no chamado Arrowverse do canal CW – Arrow, The Flash, Legends of Tomorrow e Supergirl – à comitiva da Marvel na Netflix – Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage, Punho de Ferro, Os Defensores e O Justiceiro –, passando pelos inúmeros vigilantes (e não só) que se desdobram por outros canais e plataformas, sem se inserirem num complexo universo partilhado, com Watchmen da HBO à cabeça.

Mas não é de agora que há super-heróis na televisão: há uma ou outra velha série que merece ser revista. A começar pelos desenhos animados de Batman dos anos 90.

Recomendado: 12 grandes filmes de piratas

Recomendado
    Também poderá gostar
    Também poderá gostar
    Publicidade