Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Volta ao mundo em oito saladas

Volta ao mundo em oito saladas

Os sabores da Itália, Coreia, Líbano, México, Tailândia, Brasil, EUA e Vietname são os que vai poder descobrir nesta volta ao mundo em oito saladas

Gòi xoài do VietView
© João Saramago Gòi xoài do VietView
Por Patrícia Santos |
Publicidade

Pois é, chegou aquela altura do ano em que nos tornamos mais esquisitinhos. Queremos saladas, mas não queremos mistas, queremos emagrecer, mas têm de ser saborosas. O que vale é que o Porto tem de tudo e de todas as latitudes, e nesta lista encontra o que precisa para uma volta ao mundo em oito saladas, que inclui paragens no México, no Brasil, no Vietname e na Coreia, por exemplo. Com cactos, noodles de batata doce roxa ou queijo coalho, difícil vai ser escolher a salada que mais gosta. Para sua sorte, vai poder repetir este roteiro as vezes que quiser. Boa viagem.

Recomendado: Os 20 melhores restaurantes saudáveis no Porto

Volta ao mundo em oito saladas

1
Burrata de búfala do Il Fornaio 178
© João Saramago
Restaurantes, Italiano

Burrata de búfala do Il Fornaio 178

icon-location-pin Pinheiro Manso

Itália

Talvez precise de ir a Roma para ver o Papa, mas não tem de ir a Itália para encontrar bons exemplares desta gastronomia. No Il Fornaio 178, onde as pizzas napolitanas feitas em forno a lenha são a especialidade, encontra uns tantos. As saladas, contudo, também valem muito a pena. A de burrata de búfala (14€) com presunto de Parma DOP, cebola caramelizada, abóbora trufada, mel, sementes de sésamo, rúcula e pizza frita é a que tem feito mais sucesso, mas a caprese (12€), aquele clássico italiano com rúcula, mozarela de búfala DOP, tomate, pesto, pinhões, manjericão e balsâmico dourado, é igualmente recomendável.

2
Bibim-guksu do Boa-Bao
© João Saramago
Restaurantes, Pan-asiático

Bibim-guksu do Boa-Bao

icon-location-pin Baixa

Coreia

Uma viagem pelos sabores orientais sem sair do Porto é o que lhe oferece este restaurante, no qual não faltam receitas fiéis, confeccionadas com produtos de origem, de países como a Tailândia, o Vietname, a Malásia, a Indonésia, as Filipinas e a Coreia. A representar este último país encontra, por exemplo, a bibim-guksu (9,50€), uma salada vegan, leve e picante, com noodles coreanos de batata doce roxa. Acompanhe-a com um chá frio ou com uma cerveja asiática.

Publicidade
3
Tabbouleh do Sabores do Sebouh
© João Saramago
Restaurantes, Árabe e Médio Oriente

Tabbouleh do Sabores do Sebouh

icon-location-pin Cedofeita

Líbano

Boa e barata é a comida do Médio Oriente que se serve nesta casa em Bombarda, que tem na salada de lentilhas, no hummus e no falafel os seus pratos de referência. Outro grande destaque da carta é o tabbouleh (6,80€), uma salada aromática com bulgur, pepino, tomate, alface, salsa, hortelã, cebola, sal, paprica, azeite e limão. A receita é do avô de Sebouh Soghmahian, que comanda a cozinha deste espaço e lhe sugere que complemente a refeição com uma cerveja ou um copo de vinho branco.

4
Ensalada de nopales do Frida
© João Saramago
Restaurantes, Mexicano

Ensalada de nopales do Frida

icon-location-pin Cedofeita

México

Estão na moda, é certo, e ficam bem a decorar casas e jardins, bem como estampados em t-shirts coloridas para usar no Verão. Mas já experimentou comer um cacto? No Frida, na companhia de uma ou de várias margaritas, atire-se à ensalada de nopales (9,50€), um cacto que se encontra por quase todo o México (nem a bandeira lhe escapa). Abacate, cebola roxa, tomate, coentros e redução de maracujá ajudam a completar esta salada, polvilhada com sementes de sésamo.

A Time Out diz
Publicidade
5
Yum woom sen do Real Thai
© João Saramago
Restaurantes, Tailandês

Yum woom sen do Real Thai

icon-location-pin Baixa

Tailândia

Se andava há que tempos a pedir um restaurante tailandês na cidade, aqui tem. As espetadas de frango com molho de amendoim e o tom yum kung, um caldo ácido e picante servido com camarões, são imperdíveis. O mesmo se pode dizer da salada yum woom sen (11,30€), que dá à vontade para duas pessoas. É preparada com glass noodles, porco, camarão e especiarias thai.

6
Amazonas do Capim Dourado
© João Saramago
Restaurantes, Brasileiro

Amazonas do Capim Dourado

icon-location-pin Cedofeita

Brasil

Uma mistura de folhas verdes, quiabo, quinoa, queijo coalho, tomate cereja, folhas e vinagrete de laranja são os ingredientes utilizados na confecção desta salada (12€), que cai que nem ginjas naqueles dias em que o calor aperta. Um copo de vinho verde ou um sumo de goiaba natural são as recomendações para acompanhar o prato de Roger Carvalho, o chef deste restaurante que celebra a gastronomia brasileira.

Publicidade
7
Wedge do BOP
© João Saramago
Restaurantes, Cafés

Wedge do BOP

icon-location-pin Baixa

EUA

Neste café com uma influência marcadamente americana, onde brilham os hambúrgueres, os nuggets de frango e o mac ‘n’ cheese, a salada Wedge (9,50€), com alface iceberg, bacon, tomate, cebola roxa, cebolinho e molho de queijo azul, é um daqueles pratos que não pode mesmo deixar de provar. Mas vá preparado para se surpreender: o molho e o crocante da salada são a combinação perfeita.

 

A Time Out diz
8
Gòi xoài do VietView
© João Saramago
Restaurantes, Vietnamita

Gòi xoài do VietView

icon-location-pin Baixa

Vietname

Não faltam pratos típicos do Vietname para descobrir no VietView, o primeiro restaurante da cidade dedicado à gastronomia vietnamita. Aqui, para começar a refeição, nada melhor que a gòi xoài (9€), uma salada de manga verde com camarão, cebola caramelizada, hortelã e cenoura, comum no sul deste país asiático. O grande segredo desta entrada está no molho, razão pela qual Ha Nguyen, a dona, não revela os seus ingredientes. No entanto, há uma coisa que lhe podemos adiantar: tenha alguma bebida por perto quando lhe der uma garfada.

Mais para beber e comer no Porto

Sumo detox
©DR
Restaurantes, Restaurantes

Quatro sítios para beber sumos detox no Porto

Diz-se por aí que a vida são dois dias, portanto, há que aproveitar todos os momentos. Se depois de uma tainada num dos 50 melhores restaurantes da cidade ou de uma noitada num bar com os amigos precisar de limpar o organismo, temos a solução. Aqui tem uma lista com quatro sítios para beber sumos detox no Porto. Coloridos e cheios de nutrientes, estes sumos com muitas frutas e legumes são uma das melhores formas de começar a andar outra vez na linha. Não fazem milagres, mas andam lá perto.

Salada de quinoa
© Marco Duarte
Restaurantes

Quatro sítios para comer salada de quinoa

A quinoa foi aparecendo lentamente nas despensas de casa e nos restaurantes portuenses. E ainda bem. Assim é possível juntar o útil ao agradável (leia-se comer bem e sem culpas). Porquê? Além de delicioso, este ingrediente é rico em proteínas, ferro e cálcio, e também em vitaminas A, B1, B2, B3, B6, E e C. E se a todos estes benefícios acrescentarmos ingredientes como abacate, cogumelos e até fruta da época, tudo fica ainda melhor. Se quer uma refeição leve e fresca, mas que lhe deixe o estômago satisfeito, nesta lista encontra quatro sítios para comer salada de quinoa.

Publicidade
risotto de polvo do Puro 4050
© João Saramago
Restaurantes, Restaurantes

Três sítios para comer risoto no Porto

Fazer um bom risoto - que não saia empapado, nem seco - não é tarefa para todos. O arroz, o caldo, a manteiga e o queijo são os ingredientes obrigatórios deste prato italiano que deve ser servido cremoso e ainda a fumegar. Se não tem queda para os tachos mas não resiste a esta especialidade, marque uma mesa num destes três sítios para comer risoto no Porto. E não pense que vai cair na monotonia perante um prato de arroz. Dos risotos trufados com cogumelos aos com flocos de atum por cima, quem sabe se estes pratos de comfort food não despertam gourmand há em si.

Publicidade