A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Preparado para apanhar o seu Uber com asas? Ele vem aí

Por Maria Ramos Silva
Publicidade

Ao segundo dia de Web Summit, demos por nós a pensar como seria aterrar de Uber em pleno Parque das Nações. O futuro chega em 2020 a Los Angeles e é uma aeronave eléctrica com lugar para quatro pessoas. Abra alas para a uberAir.

Em dia de paralisações e protestos, comecemos pelas previsões da Uber: conduzir carro próprio caminha a passos largos para se tornar um mero hobby (digamos, que os seus 65 milhões de utilizadores andarão a contribuir para isto). Segundo o CPO (ou Chief Product Officer) da empresa de transporte sedeada em São Francisco, que em 2016 facturou 6.5 mil milhões de dólares, num futuro muito próximo vamos continuar a recorrer a esta aplicação para nos deslocarmos, a fazer uso do serviço pool e...rufem os tambores, vamos circular pelos ares.

Desengane-se se pensava que Jeff Holden, em pleno Palco Principal da grande cimeira de empreendorismo e tecnologia, iria falar de Deloreans. A uberAir, assim se chama um dos destaques do dia, não tem nada a ver com quatro rodas, antes com aeronaves com sistemas de propulsão eléctrica. Uma espécie de helicópteros verdes, que contribuem para a redução das emissões poluentes nas cidades."Porque temos que combater as mudanças climáticas, não acelerá-las", insiste Holden.

Falando de cidades, o habitat por excelência da Uber, prepare-se para observar as malhas urbanas lá do alto, pelo menos se estiver em Los Angeles, a cidade onde este modelo chegará já em 2020. Retomando o fio à meada da filmografia visionária, "isto vai acontecer um ano depois do que Blade Runner previu, no filme de 1982", compara o responsável.

Quanto ao conceito, é simples: foi você que pediu um Uber com asas através da sua aplicação? Pois bem, dirija-se ao arranha-céus mais próximo, meta-se no elevador, ascenda a pista de descolagem e boa viagem. As aeronaves eléctricas vão permitir voos urbanos com um máximo de quatro passageiros. E se é verdade que o projecto tem tudo para reduzir o número de veículos sobre o asfalto, talvez se interrogue sobre os efeitos da hora de ponta nas alturas. Descanse. Na conferência desta manhã, a Uber anunciou a assinatura de um acordo de colaboração com a NASA para o desenvolvimento de novos conceitos de Gestão de Tráfego Não Tripulado (UTM, Unmanned Traffic Management) e Sistemas Aéreos Não Tripulados (UAS, Unmanned Aerial Systems), para uma gestão segura e eficiente de aparelhos a baixa altitude.

+ O vídeo de Vhils que abriu a Web Summit

+ Web Summit: a "maior mercearia do mundo" e a sustentabilidade

Últimas notícias

    Publicidade