Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right 13 lojas online do Porto que tem de conhecer

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Cluoh
© DR Esta clutch da Cluoh custa 150€

13 lojas online do Porto que tem de conhecer

Está a precisar de fazer umas compras? Dê um salto virtual a uma destas lojas online do Porto e arredores.

Por Margarida Ribeiro
Publicidade

Há quem considere o acto de fazer compras muito terapêutico. A pensar em todos os shopaholics que não querem (nem podem) sair do conforto da sua casa, fizemos esta lista com as lojas online do Porto e arredores que tem de conhecer. Desde joalharia, sapatilhas, óculos de sol ou champôs sólidos, não lhe vai faltar nada. Assim, não precisa de recorrer às marcas de fast fashion e vai conseguir apoiar pequenos negócios portugueses. 

Enquanto está em casa, também pode aproveitar para encomendar comida e para ver séries novas. 

Recomendado: Os melhores sabonetes do Porto

Lojas online do Porto e arredores que tem de conhecer

AIM
AIM
© DR

1. AIM

Ana Teresa e Mariana Silva são a terceira geração de uma família de ourives, mas, quando chegou a hora de escolherem uma profissão, optaram pela área da saúde. A paixão pelas jóias ficou-lhes nos genes, por isso decidiram criar a AIM, uma marca com peças em prata, feitas em Gondomar, com materiais portugueses. “Decidimos criar as nossas peças dentro do estilo vanguardista do nosso pai e fazer algo mais jovem e mais fresh, ou seja, revigorar o que já existia”, explica Teresa.

Palazzo VII
Palazzo VII
© DR

2. Palazzo VII

Depois de viver durante um ano em Milão, Luísa Vidal regressou ao Porto com o objectivo de criar a sua marca de sapatos. Partilhou a ideia com uma amiga de infância, Carolina Alves, e juntas perceberam que, por serem de áreas diferentes – uma tem formação em design de moda, outra em gestão e relações internacionais –, se complementariam. As colecções são feitas à mão, em São João da Madeira. Luísa desenha os modelos e selecciona os materiais, como pele, veludo e cetim. “Desenvolvemos esta colecção a pensar no dia-a-dia de uma mulher. Temos desde sapatos de salto alto a rasos”, explica. Pode comprá-los no site da marca.

Publicidade
Normal or Not
Normal or Not
© Luís Graça

3. Normal or Not

São a terceira geração de uma família ligada à indústria têxtil. Como já possuíam todos os conhecimentos necessários, Joana e Maria Gomes decidiram criar a sua própria marca de roupa: a Normal or Not. São as irmãs que fazem tudo, desde o desenho à produção. E as peças são feitas na fábrica do avô, em Braga, onde Maria trabalha. Como se isso não fosse suficiente, são ainda, com a ajuda de uma amiga, as modelos da marca. "Queremos sair do registo das pessoas perfeitas e do excesso de magreza que se vê por aí", diz Joana. A qualidade é outro aspecto importante, por isso, usam materiais como seda, viscose e algodão. Já está disponível a colecção para a estação quente, que inclui saias, calções, tops e macacões. Há também uma linha de vestidos para festas.

Cuscuz
Cuscuz
© DR

4. Cuscuz

Óculos de sol e brincos são as peças únicas, intemporais e sem género que vai poder encontrar na Cuscuz. Os produtos da marca, criada por pai e filha, são feitos a partir de móveis, camas e bancos em fim de vida, ou de desperdícios de fábricas. Nascem num pequeno ateliê improvisado na garagem de casa, em Coimbra. Começaram pelos acessórios, mas em breve haverá espaço para mais. Objectos de decoração e utensílios do dia-a-dia estão no horizonte criativo destes dois artistas.

Publicidade
VeganCare
VeganCare
© DR

5. VeganCare

A marca VeganCare nasceu em 2013 pelas mãos da engenheira química Sofia Vieira e até há pouco tempo funcionava de forma artesanal. Entretanto, nasceu uma unidade industrial em Santa Maria da Feira, onde são feitos os champôs sólidos, o principal produto da marca. São formulados para vários tipos de cabelo e têm aromas como manga e laranja ou oliva e alfazema.

Colar da Mel Jewel
Colar da Mel Jewel
©DR

6. Mel Jewel

Mel Jewel é uma marca que aposta em peças produzidas manualmente, uma a uma, utilizando várias técnicas ancestrais de fabrico de jóias. O desenho e os protótipos são elaborados na oficina da empresa, mas a produção é feita por artesãos de Gondomar. Cada colecção assume o nome de uma mulher que influenciou as suas criadoras. O ouro e a prata são os materiais de eleição. 

Publicidade
Springkode
Springkode
© Rui Correia

7. Springkode

Springkode tem como missão fazer a ponte entre fábricas têxteis portuguesas, que produzem peças para algumas das maiores marcas de luxo internacionais, e o cliente final. Os artigos que vai encontrar à venda nesta loja online são, na sua totalidade, produzidos pelas fábricas que colaboram com o projecto. Por terem os seus próprios gabinetes de design, fazem lá tudo, desde a criação à produção de novas peças. Isto traduz-se em artigos, para homem e mulher, em pouca quantidade e com muita qualidade, mas a preços mais reduzidos.

Zouri
Zouri
© DR

8. Zouri

Todo o calçado à venda na loja online da Zouri é feito com plástico recolhido nas praias portuguesas. As sapatilhas são vegan e sustentáveis, produzidas a 100% em Portugal. O plástico é trabalhado e misturado com borracha natural para formar a sola. Depois, entram no processo outros materiais, como o algodão orgânico, o cânhamo, o linho ou o piñatex, feito a partir de fibra de folhas de ananás.

Publicidade
Republic Boat
Republic Boat
© DR

9. Republic Boat

A ideia de criar uma marca dedicada a “reinterpretar os clássicos de menswear” surgiu quando Miguel Vinagre e Madalena Arantes estavam de férias em São Francisco, na Califórnia. O projecto está a ser desenvolvido desde 2017, mas só em 2019 é que se concretizou. O catálogo da Republic Boat ainda é pequeno, mas conta com as peças básicas e necessárias no guarda-roupa de um homem, como as camisas Oxford e as sweatshirts. Todos os processos criativos e de desenvolvimento de colecções são feitos em Moledo e a produção está dividida entre o Norte e o Centro do país. As matérias-primas de eleição são o algodão, a lã e a madeira.

Rust and May
Rust and May
© DR

10. Rust and May

Depois de uma viagem a Bali, Joana Dias mudou de vida. A designer de moda, que já trabalhou para marcas como a Eureka e a Uterqüe, decidiu começar um projecto próprio. Criou a Rust and May, uma loja online que conjuga decoração para a casa importada de Bali e peças de roupa para todos os géneros. Há vestidos e casacos, mas o foco da marca são as t-shirts e sweatshirts com palavras, statements e desenhos estilizados. O algodão e o linho são os tecidos mais utilizados e é tudo feito em Portugal. 

Publicidade
Wonther
Wonther
© Maria Cunha

11. Wonther

A Wonther nasceu focada na igualdade de género e na sustentabilidade, duas grandes bandeiras na vida da sua fundadora, Olga Kassian, nascida na Ucrânia e criada em Portugal desde os quatro anos. Para a produção das suas jóias, Olga optou por utilizar ouro e prata reciclados e de origem ética. As embalagens são feitas de cartão reciclado e burel e a marca tem um certificado do Responsible Jewellery Council. Ou seja, utiliza materiais de origens que respeitam determinados parâmetros, como os direitos dos trabalhadores ou o impacto ambiental. As jóias estão à venda online e há cinco colecções disponíveis.

Cluoh
Cluoh
© DR

12. Cluoh

A interjeição "oh" é normalmente usada para expressar surpresa ou alegria, e são esses sentimentos que a Cluoh quer despertar. A marca portuense é especializada em malas do estilo clutch, com formato clássico e intemporal. São feitas em pele, em número limitado e estão disponíveis em várias cores e padrões. A Cluoh tem ainda no catálogo lenços, porta-chaves, cintos, porta-moedas e malas maiores como as shoppers. 

Publicidade
Pepito
Pepito
© DR

13. Pepito

Uma t-shirt básica não tem de ser aborrecida. A Pepito, cuja denominação resultou da junção dos nomes e alcunhas dos três fundadores – Francisco Pereira, Francisco Azeredo e Tomás Toscano –, é uma marca que vende t-shirts com bolsos removíveis, para dar aquele "je ne sais quoi" ao seu dia-a-dia. Primeiro, compre uma das três t-shirts disponíveis em preto, cinzento ou branco. Depois, escolha um ou mais bolsos. Há vários padrões diferentes. As peças são feitas num ateliê de costura em 100% algodão, para assegurar a qualidade e o conforto. 

Fique em casa:

Trufas cruas da Tâmaras - Pastelaria Saudável
© Marco Duarte

Tâmaras - Pastelaria Saudável lança cabazes com entrega ao domicílio

Notícias Comida

Com o anúncio do fecho temporário da loja devido à pandemia da Covid-19, a Tâmaras - Pastelaria Saudável, loja instalada nas Galerias Lumière, lançou alguns produtos e serviços para que "seja possível reerguer" o projecto quando "tudo isto passar", esclarece Mariana Gritsas nas redes sociais da marca. O resultado é um "programa de assinatura de cabazes mensais, quinzenais e semanais" que o cliente pode assinar por um período até seis meses e receber comodamente em casa a partir do início de Abril, data programada para o início das entregas. O valor de um cabaz equivale a "aproximadamente 46€", mas se for assinante os preços são mais reduzidos. 

uber eats catering
Zé Diogo Lucena

Uber Eats sem taxa de entrega até final de Março

Notícias Comida

A Uber Eats anunciou esta segunda-feira que removerá a taxa de entrega ao almoço em todos os pedidos superiores a 5€, entre as 11.00 e a 15.00. A medida está prevista até 31 de Março, e será possível receber a entrega sem contacto, deixando uma nota na aplicação para deixar o pedido à porta ou na entrada. A directora de comunicação da Uber em Portugal, Mariana Ascenção, acredita que ao remover a taxa de entrega estão "a tornar a entrega de refeições ainda mais acessível". 

Publicidade
Hard Club
© DR

Covid-19: eventos cancelados no Porto

Coisas para fazer

A Câmara Municipal do Porto decretou esta terça-feira o fecho das portas dos teatros e museus municipais e o cancelamento de todos os eventos públicos organizados pelo município, com o objectivo de conter o surto de Covid-19. Mas não foi a única entidade. A toda a hora são divulgadas informações sobre o cancelamento e o reagendamento de eventos que estavam marcados para os próximos tempos na cidade.  O micro-organismo vulgarmente conhecido como coronavírus foi detectado em Portugal e já atingiu mais de 80 países, tendo o surto começado no início de Dezembro na província chinesa de Hubei. Em Portugal, quem tiver sintomas (febre, tosse ou cansaço) ou suspeitar estar infectado, deverá contactar a linha SNS24 através do 808 24 24 24 e aguardar que seja encaminhado por profissionais de saúde. Não deverá deslocar-se aos serviços de urgência. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade