A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
tres sitios para beber margaritas
© DR

Três sítios para beber margaritas no Porto

É um clássico entre os cocktails e a bebida ideal para se refrescar ao fim do dia num copo com os amigos. Conheça três sítios para beber margaritas no Porto

Escrito por
Maria Monteiro
Publicidade

Tem tanto de simples como de elegante e nunca sai de moda. A margarita alia a intensidade da tequila à acidez dos frutos cítricos, como a lima ou o limão, e ao característico toque do sal - sem nunca esquecer uma boa dose de gelo, é claro. No Porto não faltam bares e restaurantes que incluem o clássico cocktail mexicano na sua carta. Como não queremos que fique com sede (ainda mais com o calor que se faz sentir por estes dias), seleccionámos três sítios onde pode refrescar-se com uma margarita enquanto desfruta de boa companhia. Não tem de quê.

Recomendado: Os melhores bares no Porto

Três sítios para beber margaritas no Porto

Daikiri
  • Restaurantes
  • Europeu
  • Vila Nova de Gaia

Na Praia da Madalena e com uma vista soberba sobre o mar, o Daikiri, em Vila Nova de Gaia, é o lugar ideal para relaxar ao fim do dia ou ao fim-de-semana. A vasta carta de bebidas inclui variadas margaritas, além das cervejas do mundo, dos daiquiris (claro) e dos gins. Pode optar pela margarita Original (6€) ou pela Flavour (6,50€), que lhe permite adicionar um sabor a fruta à sua escolha (morango, maracujá, pêssego, melancia, framboesa, ananás, coco, melão).

  • Noite
  • Clérigos

É no Golden Oldie, ao som de jazz, charleston e foxtrot, que pode viajar no tempo até aos loucos anos 20. Situado na Baixa, este bar evoca a euforia e a excentricidade daquele período. Além dos cocktails de autor que desafiam o palato, integra na carta os cocktails mais comuns, como mojitos (7€), caipirinhas (6€) e margaritas (10€).

Publicidade
  • 3/5 estrelas
  • Restaurantes
  • Mexicano
  • Cedofeita
  • preço 2 de 4

Os sabores apurados, as cores fortes e os pratos exóticos são o cartão-de-visita do Frida, em Cedofeita. Mas é de margarita na mão que o restaurante convida a uma imersão na gastronomia mexicana. Além da tradicional, feita com lima, pode provar outras de morango, maracujá, manga ou frutos vermelhos, "on the rocks" ou granizadas. Para sobremesa, prove a margarita especial de chocolate e pimenta. Custam 6,50€.

Oito sítios para beber cocktails de autor no Porto

  • Restaurantes
  • Boavista

O que é que acontece quando um arquitecto, um advogado, um engenheiro e um investidor formado em literatura russa entram num espaço repleto de história e potencial? Acontece um projecto cheio de pinta. O Marmorista, que abriu as portas em Dezembro de 2021, surgiu da necessidade que este quarteto de sócios tinha de encontrar um sítio onde se pudesse “beber um copo a seguir ao jantar e ouvir música num ambiente relaxado, que primasse pela qualidade, tanto dos ingredientes, como da música”, conta Filipe Teixeira, um dos mentores.

Ostras com mignonette de espumante e framboesa, raviólis de ricota e castanha com molho de boleto, risoto de rabo de boi com pickles de cenoura, arroz de lavagante e tamboril ou cevadinha de shitake são alguns dos pratos que pode provar por aqui. Para acompanhar há cocktails clássicos e de autor, óptimas sangrias, uma infinidade de destilados, várias cervejas e, todas as quintas-feiras, sextas e sábados ao jantar, DJ sets.

  • Restaurantes
  • Cedofeita

Instalado no recuperado Palácio dos Príncipes, no cruzamento de Cedofeita com a rua de Miguel Bombarda, o Monarca proporciona autênticos banquetes a quem se senta às suas mesas, onde os clássicos do brunch são acompanhados por bons cocktails de assinatura. Na secção de ovos Benedict, há-os para todos os gostos e feitios, com os mais variados ingredientes a acompanhar. Bacon, salmão, uma versão vegetariana com abacate, rúcula e cogumelos, e ainda os Monarca, as estrelas da casa. Estes, em pão de centeio e sementes, levam barriga de porco desfiada, ovo escalfado, rúcula, molho holandês, cebolinho, parmesão e chili. Mas não saia sem provar os gulosos hambúrgueres, as tostas e as panquecas, esses ex-líbris de qualquer brunch que se preze. As panquecas de frutos vermelhos com mel e favo de mel e um saboroso queijo ricota caseiro; as de banana com mirtilos, ganache de chocolate, manteiga de amendoim e crocante de aveia e noz; e as salgadas, com bacon, ovo e cebolinho são sempre boas opções.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Baixa

Aberto apenas ao jantar, tem entrada pelo número 144 da Rua do Comércio do Porto. Assim que atravessamos a porta, uma escadaria em pedra encaminha-nos para o Izakaya, uma espécie de bar japonês, onde às quintas, sextas e sábados um DJ anima o ambiente até às duas da manhã. Mesmo ao lado, aparece o Sushi Bar, onde atrás de um balcão com lugar para seis pessoas e vitrinas cheias de peixe fresco trabalham afincadamente os sushimen; e também a Wine Cellar, uma sala mais recatada onde guardam uma garrafeira com mais de 112 referências de vinho. Mas falemos da boa comida que aqui se prepara. Nas entradas vai encontrar opções como o ceviche de peixe branco, polvo e camarão, o tártaro de salmão, vieira e camarão, o bao de barriga de porco ou as guiozas de Wagyu.

Depois, temakis, nigiris, uramakis, hossomaki, sashimi e muitas tempuras recheiam uma carta de infinitas possibilidades. Tudo para ser acompanhado por cocktails clássicos ou outros mais arrojados, de autor. Remate a refeição com uma fatia de cheesecake de tofu com calda de frutos vermelhos; com os mochis de maracujá, chocolate, avelã ou morango ou com um pudim de matcha.

 

  • Restaurantes
  • Italiano
  • Cedofeita

O Okra, a mais recente aposta dos responsáveis pelo Flow e o Mistu, foca-se sobretudo nas pizzas feitas no forno a lenha. O que significa que existe uma boa variedade para provar, como a Pato & Radicchio (14€), feita com pato fumado, radicchio, ricota, mozarela fresca, tomate cherry e parmesão, e a Cogumelos & Queijo de Cabra (15€), com cogumelos, queijo de cabra, ricota, mozarela, couve-flor tostada, tomilho e pó de trufa. Ainda antes da pizza, peça a salada de abóbora assada com burrata, mel, alecrim e alface romana (15€), ou o ovo no forno com ricota, nduja, cogumelos e espuma de gorgonzola (9€). Se ainda sobrar espaço, experimente o semifrio de ricota com figo, laranja e crocante de especiarias (5€) ou a mousse de chocolate 70%, com creme de Frangelico, biscoito e fudge de avelãs (6€). Para beber, há cocktails de autor e sangrias. 

 

Publicidade
  • Hotéis
  • Santa Catarina

No rés-do-chão deste hotel fica O Carniceiro, o restaurante orientado pelo chef vimaranense Hugo Dias de Castro, com pratos para partilhar; uma zona lounge com lareira e livros de Gonçalo M. Tavares traduzidos em mais de 20 línguas; e o Big Bad Bank, um bar com cocktails de autor desenvolvidos por João Silva, responsável também pela carta de bebidas da Pensão Amor, na capital. Quando por lá estiver, pode pedir, por exemplo, o Punch Bag (9€), com Havana Añejo Especial, cachaça capucana, licor de cereja maraschino, maracujá, lima e canela.

  • 4/5 estrelas
  • Restaurantes
  • Cafés
  • Baixa
  • preço 2 de 4

Cozinha à vista, algumas mesas comunitárias, um estilo vintage industrial e uma carta onde só há coisas boas. Assim é o Zenith, na Praça Carlos Alberto. Na carta vai encontrar um pouco de tudo: de smoothie bowls de frutos vermelhos, a ovos Benedict servidos sobre uma tosta de pão de água com abacate; de bons cocktails de autor a café de especialidade. Todos os dias, das 17.00 às 19.00, há muitos cocktails para provar. Entre eles está, por exemplo, o Mojito Zenith (7€) com rum, lima, hortelã, morango, melancia e água com gás. 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Pizza
  • Santa Catarina

O restaurante do Maus Hábitos tem uma queda para pratos vegetarianos. Das pizzas em forno a lenha ao falafel, passando pelas saladas e lasanhas, há muitas opções onde a carne e o peixe não entram. Mas não é tudo. Também apostam forte nos cocktails, tanto nos clássicos, como nos de autor. Se gostar de experimentar coisas novas, então peça o Mandarine de maracujá, que leva gin Beefeater, licor St. Germain (7€), sumo de lima, açúcar e puré de maracujá.

  • Bares
  • Santa Catarina

Cocktails de autor, pensados por Lia Igreja de Oliveira, ex-bartender do Terraplana, e petiscos compõem a receita de sucesso do novo Ferro Bar. Prove o Iron Mule (8€), rico em ferro e com whiskey irlandês, lima, ginger beer, espinafre e espirulina. O bar conta com uma pequena sala de espectáculos que acolhe, todas as quintas-feiras, noites de stand-up comedy e, aos fins-de-semana, concertos de jazz e de rock. Também há DJ sets no terraço durante a tarde, onde pode ver os comboios a passar e sorver a vista para a Torre dos Clérigos e para a Sé.

Publicidade
  • 4/5 estrelas
  • Restaurantes
  • Fusão
  • Baixa
  • preço 2 de 4

Durante o dia os cocktails não saem como ao jantar, mas à noite são uma opção a ter em conta. Até porque alguns dos pratos no menu obrigam a acompanhamento à altura. O Kir Vermute Tonic (5,50€), com vermute tinto, creme de cassis, frutos vermelhos e água tónica é uma boa sugestão para antes da refeição.

  • Noite
  • Bonfim

No Meridians & Parallels os cocktails são o centro de tudo. Mas não de uma forma convencional. Aqui não há carta: em vez disso, há vários livros com receitas e fotografias de cocktails clássicos, de onde pode escolher o quiser experimentar. Feitas as contas, são mais de mil opções de cocktails, todas a 6€. Se estiver indeciso, em cima do balcão há uma ardósia que todos os dias lhe dá diferentes sugestões, incluindo umas mais fora do normal.

Publicidade
  • 3/5 estrelas
  • Restaurantes
  • Steakhouse
  • Ribeira
  • preço 2 de 4

Fica na Praça da Ribeira e a esplanada é um local privilegiado para se admirar o Douro e a Ponte de Luís I. A especialidade são as carnes (não vale a pena inventar), mas os cocktails de autor também valem muito a pena. Um deles é o Mamma Mia (11€), com grappa, uma bagaceira italiana, gelado de pizza (sim, leu bem), manjericão e bitter de orégão.

  • Bares
  • Cafés/bares
  • Bonfim
  • preço 1 de 4

Em menos de nada o Terraplana tornou-se paragem obrigatória na zona de Belas Artes. Provavelmente, graças à esplanada espaçosa nas traseiras, com lugares protegidos do sol, para ler ou estudar, e outros mais expostos para quem quer ficar com um belo bronze. A oferta, no que toca às bebidas, é extensa e os cocktails são baptizados com nomes originais, como Lady Death (9€). Imperial Vodka, Yellow Chartreuse, xarope de chá gunpowder, sumo de limão e salva são os ingredientes necessários para preparar esta mistura.

Publicidade
  • Bares
  • Galerias

O The Royal Cocktail Club é um bar especializado na arte da coquetelaria, abrigado num edifício com mais de 100 anos, na Baixa. Aqui, as estrelas da casa são os cocktails de autor, idealizados e preparados por quatro bartenders com bastante experiência: Gonçalo Bragança, Tatiana Cardoso, José Mendes e, o premiado, Nelson de Matos. É um óptimo local para experimentar sabores e combinações novas, porque a carta está sempre a ser actualizada. 

  • Restaurantes
  • Pan-asiático
  • Baixa
  • preço 2 de 4

Com mais de 100 lugares, o novo restaurante asiático da cidade é uma verdadeira viagem gastronómica a países como Tailândia, Vietname, Japão e China. O melhor é que funciona durante todo o dia, 365 dias por ano. Com muita comida e bons cocktails.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Cafés
  • Galerias
  • preço 2 de 4

O Vogue Café traz à cidade do Porto um conceito de café, bar e restaurante de luxo com uma carta de comida diversificada, entre os pratos nacionais e internacionais. Também tem uma extensa oferta de bebidas com fusão entre o conceito global e a inspiração local e criação de autor.

  • Restaurantes
  • Italiano
  • Galerias
  • preço 1 de 4

A carta de bebidas é longa. Há vermutes, a bebida que dá nome à casa, cervejas, vinho e alguns cocktails com a assinatura do The Royal Cocktail Bar, que combinam bem com o finger food italiano que vai encontrar neste espaço. Lá há vários cocktails clássicos, mas também há alguns de autor, como o Come un Capo (9€). Leva tequila Patrón Silver, Suze, lima, eucalipto e clara de ovo. 

Publicidade
17º Restaurante & Bar
  • Restaurantes
  • Português
  • Baixa

Se anda à procura de um final de tarde perfeito, não procure mais. Suba até ao 17º andar do Hotel Dom Henrique, na Baixa, e instale-se confortavelmente no bar com vista panorâmica sobre a cidade. Peça a carta e escolha um dos muitos cocktails de assinatura, como o Basil Flirt (9€), com gin, Triple Sec, sumo de maracujá e manjericão ou o Spiced Sailor (9€), Saylor Jerry rum, lima, folhas de menta, gengibre e ginger beer.

  • 4/5 estrelas
  • Restaurantes
  • Steakhouse
  • Leça da Palmeira
  • preço 3 de 4

Leça da Palmeira está a ganhar uma nova vida (gastronomicamente falando), graças aos projectos de Ricardo Rodrigues e do chef Nuno Castro. E um dos mais bem conseguidos é este Terminal 4450, no Porto de Leixões. A entrada faz-se por uma manga que dá acesso a um balcão de check-in e os menus, onde brilham vários cortes de carne, são passaportes. O Tomahawk e o T-Bone são dois dos mais consensuais nesta steakhouse. Para acompanhar há arroz de fumeiro, esparregado, feijão preto e bons cocktails de autor.

Publicidade
  • 4/5 estrelas
  • Restaurantes
  • Japonês
  • Campo Alegre
  • preço 4 de 4

Saquê, gin, maracujá e baunilha são os ingredientes que compõe o Japanese Pornstar, cocktail a considerar numa ida ao Ikeda, o restaurante japonês da Rua do Campo Alegre. Prove o Wasabi Lover (7€), um cocktail para pessoas aventureiras e que gostam de sabores diferentes. É feito com coulis de morango, xarope de açúcar, lima, vodka e wasabi.

  • 4/5 estrelas
  • Restaurantes
  • Steakhouse
  • Galerias
  • preço 3 de 4

No Nogueira’s Porto, o restaurante de uma família que começou a vender churrasco na década de 90, carne não falta. E cocktails também não. Entre eles encontra um twist de um clássico a Margarita Nogueira's (10€). É feito com tequila Altos Reposado; Green Chartreuse, um licor de ervas; Cointreau, um licor de laranja; xarope de Agave; sumo de limão; sal fumado; pó de três citrinos.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Português
  • Porto
  • preço 2 de 4

Localizado no boutique hotel Torel Avantgarde, o restaurante Digby tem uma carta de bebidas altamente recomendável, entre vinhos, tequilas, whiskies, licores, gins e, claro, cocktails. Além dos clássicos, há uma selecção de oito cocktails de assinatura (14-16€) criados em homenagem a oito artistas. A pintora Aurélia de Sousa é representada por uma mistura de Porto rosé, xarope de lima, manjericão, morango e soda; Fernando Pessoa bebe-se com vodka, Patron XO Café e xarope de açúcar (na foto); enquanto Frida Khalo é celebrada com tequila Julio Blanco, sumo de lima, pimento vermelho e xarope de citrinos.

 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade