Porto icon-chevron-right 15 rabanadas para provar no Porto

15 rabanadas para provar no Porto

Se pensa que as rabanadas só ficam bem na mesa de Natal, não sabe o que anda a perder durante o ano. Conheça 15 rabanadas para provar no Porto
Terreiro
© Marco Duarte Rabanada do Terreiro
Por Teresa Castro Viana |
Publicidade

As rabanadas, também conhecidas como fatias douradas, estão entre as iguarias mais populares da época natalícia e ocupam uma posição de destaque em muitas mesas. Mas não precisa de esperar pelo Natal para as comer, uma vez que há locais na Invicta nos quais as encontra todo o ano, seja no seu formato tradicional ou em versões mais fora da caixa. Por isso, se há muito não dá umas garfadas neste doce, e quer dar uma de guloso, descubra 15 rabanadas para provar no Porto, mesmo que acredite que nenhuma supera as que faz a sua avó.

Recomendado: Quatro sítios para comer aletria no Porto

15 rabanadas para provar no Porto

1
Majestic Café - Rabanada
© Marco Duarte
Restaurantes, Cafés

Majestic Café

icon-location-pin Santa Catarina

A receita das rabanadas à Majestic, servidas há quase duas décadas, veio de um livro de uma antiga funcionária. Feitas com cacete fresco, são mergulhadas numa mistura de leite fervido com canela e limão, e passadas por ovos antes de irem a fritar. Por cima levam um creme de ovos caseiro com uma mistura de sultanas, nozes e pinhões. Hoje em dia são o ex-líbris deste café histórico da cidade.

Preço: 6€

2
Itaipú - Rabanada
© Marco Duarte
Restaurantes

Itaipú

icon-location-pin Galerias

Nem só de quiches, sumos naturais e brigadeiros se faz a carta do Itaipú. A rabanada, feita com cacete caseiro, está disponível todos os dias e é servida numa dose muito generosa. Vai para a mesa com uvas passas, um pau de canela e uma calda pegajosa feita à base de Porto, chá preto e casca de limão.

Preço: 1€

Publicidade
3
Cozinha do Manel - Rabanada
© Marco Duarte
Restaurantes, Português

A Cozinha do Manel

icon-location-pin Bonfim

As rabanadas d'A Cozinha do Manel, feitas desde a abertura da casa, são especiais devido à quantidade de frutos secos (figos, passas e alperces) que levam. Feitas com pão de forma sem côdea do dia anterior, são demolhadas em leite quente e passadas por ovo antes de fritar. Chegam à mesa com uma calda com frutos secos, canela e vinho do Porto branco, e umas folhinhas de hortelã para dar cor.

Preço: 3€

4
Bird of Passage
© Cátia da Costa
Restaurantes, Cafés

Bird of Passage

icon-location-pin Baixa

Diferentes todas as semanas, as rabanadas deste café são sempre originais. A da foto era servida com ameixa grelhada, creme de laranja e granola caseira, mas já houve exemplares com banana grelhada com bacon ou com dióspiro.

Preço: 6€

Publicidade
5
Terreiro
© Marco Duarte
Restaurantes, Restaurantes

Terreiro

icon-location-pin Ribeira

Apesar de não estar na carta fixa, a rabanada é uma alternativa frequente no Terreiro, principalmente na altura do Natal. Feita com molete (de preferência do dia anterior), é servida com uma calda à base de água, leite, pau de canela, casca de limão e um ingrediente extra. E secreto. É passada por ovo, frita em óleo e servida com açúcar e canela em pó.

Preço: 3,50€

6
Vinum
© DR
Restaurantes, Português

Vinum

icon-location-pin Vila Nova de Gaia

Feita com pão de trigo demolhado em leite, natas, açúcar, canela e ovos, esta rabanada é frita em manteiga e açúcar mascavado. É servida com gelado de queijo Stilton da casa, feito por Billy Kevan, e com doce de figo.

Preço: 7€

A Time Out diz
Publicidade
7
Semea - Rabanada
© João Saramago
Restaurantes, Fusão

Semea by Euskalduna

icon-location-pin Flores

A rabanada, que se tornou um prato estrela no Euskalduna Studio, também está na carta do Semea. É feita com cacete caseiro, que é demolhado em leite e natas durante três horas, deixando-a bastante húmida no interior. Depois é passada por ovos, açúcar e canela, e é frita em manteiga e servida com um sorvete de laranja.

Preço: 4,50€

8
O Antunes - Rabanada
© Marco Duarte
Restaurantes, Português

O Antunes

icon-location-pin Baixa

As rabanadas d'O Antunes, servidas durante todo o ano, são a imagem de marca desta casa. Muito fofas e amarelinhas, são feitas a olho – sim, leu bem – pela D. Maria Luísa, a responsável pelo restaurante. Usam pão do dia anterior (um para cada rabanada) que, depois de demolhado numa mistura de leite, ovos e canela, entre outros ingredientes, é frito e polvilhado com canela e açúcar. O molho vai para a mesa engarrafado e cabe ao cliente a decisão de as ensopar ou não.

Preço: 1,75€

Publicidade
9
Café Além Douro - Rabanada
© Claudia Paiva
Restaurantes, Cafés

Café Além Douro

icon-location-pin Constituição

É bem capaz de já ter passado pelo Café Além Douro e nem ter dado conta. Para a próxima vá com mais atenção, entre e prove as rabanadas que saem todos os dias há mais de 20 anos. Feitas com pão de forma do dia anterior, são demolhadas numa mistura de água, leite, açúcar e canela e regadas – só se quiser – com uma calda à base de vinho do Porto, canela, água e açúcar.

Preço: 1,40€

10
Rei dos Queijos
© João Saramago
Restaurantes, Português

Rei dos Queijos

icon-location-pin Baixa

Em primeiro lugar, retira-se a côdea e molha-se o pão numa mistura de leite de cabra de Melgaço, ovos, açúcar, limão e canela. Depois, frita-se e rega-se a rabanada com uma calda de açúcar, limão e canela e serve-se com gelado de queijo de cabra de Melgaço.

Preço: 4,50€

Publicidade
11
Casa Ferreira - Rabanada
© Claudia Paiva
Restaurantes, Português

Casa Ferreira

icon-location-pin Cedofeita

Apesar de não estarem diariamente na carta, as rabanadas são uma alternativa constante na Casa Ferreira na altura do Natal. Tradição é tradição e é disso que este restaurante vive. Muito húmidas, são demolhadas de véspera numa calda quente de leite, canela, açúcar amarelo e vinho do Porto. No dia seguinte são passadas por ovo e fritas em óleo quente.

Preço: 1,80€

12
Early
© João Saramago
Restaurantes, Restaurantes

EARLY

icon-location-pin Baixa

Servida com bacon crocante, chutney de pimentos e xarope de ácer, esta rabanada de brioche é sempre bem-vinda. Para começar o dia, para um almoço original ou a meio da tarde, quando a fome já aperta.

Preço: 7,50€

Publicidade
13
Mito - Rabanadas
© João Saramago
Restaurantes, Fusão

Mito

icon-location-pin Baixa

À primeira, a combinação pode soar estranha, mas a rabanada de matcha é a sobremesa mais pedida no Mito. É demolhada em leite, ovo, açúcar e matcha (chá verde japonês) e frita ainda congelada para conservar a humidade. Antes de ser empratada é marcada na grelha e acompanha com gelado de bacon caramelizado e xarope de ácer.

Preço: 5€

14
O Buraco - Rabanada
© Marco Duarte
Restaurantes, Português

O Buraco

icon-location-pin Baixa

As rabanadas d'O Buraco são das mais famosas da cidade. Estão na carta diariamente e, por norma, esgotam ao almoço. Feitas com pão de forma, são demolhadas num chá aromatizado com canela e vinho do Porto, e servidas com uma calda que leva os mesmos ingredientes. O resultado é uma rabanada saborosa e leve que se come em três tempos.

Preço: 2,50€

Publicidade
15
Almeja - Rabanada
© Marco Duarte
Restaurantes, Português

Almeja

icon-location-pin Baixa

De volta à carta do Almeja, esta rabanada de brioche é embebida em leite, açúcar, especiarias, whiskey e ovo e, depois, caramelizada em manteiga e açúcar. Acompanha com um gelado gumado de whiskey e caramelo com bacon crocante.

Preço: 6€

A Time Out diz

Porque o Natal está aí à porta

Casa Nanda - Aletria
©Marco Duarte
Restaurantes

Quatro sítios para comer aletria no Porto

Sonhos, filhoses, rabanadas e bolo-rei são alguns dos doces mais populares nesta época natalícia. A aletria é outro prato a considerar e que, para sua sorte, não precisa de esperar pelas festividades para o saborear, uma vez que há restaurantes na Invicta que o prepararam durante todo o ano, para que possa celebrar o Natal sempre que quiser. Se lhe está a crescer água na boca, então veio ao sítio certo. Aqui encontra quatro sítios para comer aletria no Porto, em versões tradicionais ou outras mais alternativas. Bom apetite e festas felizes.

Bacalhau da Pérola do Bolhão
© João Saramago
Compras, Mercearias

Quatro sítios para comprar bacalhau no Porto

Construir uma mesa de consoada perfeita, que agrade a toda a família, não é tarefa fácil, sobretudo se não souber onde encontrar os melhores produtos, necessários para preparar uma refeição completa. A pensar nisso, preparamos-lhe esta lista com quatro sítios para comprar bacalhau no Porto, uma vez que, nesta época festiva, é uma das matérias-primas mais usadas, o que não é de estranhar. Afinal, apesar deste peixe não existir nas águas portuguesas, não há dúvida de que somos especialistas em trabalhá-lo de várias formas e feitios. Boas compras.

Publicidade
Casa Grande Chocolatier
© DR
Compras, Chocolates e doces

Os melhores chocolates do Porto

Doces ou mais amargos, simples ou recheados de licores, fruta fresca ou frutos secos, os chocolates são sempre bem-vindos e há vários exemplares de qualidade para provar na cidade. Quais? Onde? Tome nota desta lista e recheie as prateleiras lá de casa.

Negra Café
©Marco Duarte
Restaurantes

Os melhores bolos que provámos em 2018

Nos últimos meses assumimos orgulhosamente a nossa dependência de açúcar e corremos a cidade, minuciosamente, à procura de bolos que nos fizessem levitar. Mas não fomos esquisitos. Fomos do red velvet ao bolo de chocolate, passando por versões do do pudim Abade de Priscos e acabando nos brownies. Experimentámos opções com muito açúcar, ovos, farinha, mas também versões vegan, sem ingredientes de origem animal. Provámos bolos de comer à fatia e pequenas doses que dão vontade de repetir. De facto, há um pouco de tudo. Está curioso? Ponha os olhos nesta lista onde lhe damos a conhecer os melhores bolos que provámos em 2018. Recomendado: Os melhores doces tradicionais do Porto

More to explore

Publicidade