Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Quatro canjas para provar no Porto
Restaurante, Bacalhau, Sopa, Canja de Pato, Cogumelos e Aletria
©Gabriell Vieira Canja de Pato, Cogumelos e Aletria do Bacalhau

Quatro canjas para provar no Porto

Uma sopa quente é a melhor solução para um dia frio. Nesta lista tem quatro canjas para provar no Porto.

Por Teresa Castro Viana
Publicidade

O frio já anda aí. E o que é que apetece? Sofá, mantas e uma sopa bem quente para aquecer o corpo e a alma. Para o almoço ou o jantar, nesta lista tem quatro canjas para provar no Porto. Das alternativas mais clássicas, como a canja de frango do campo e a de perdiz, presente nos menus nesta época de caça, às mais modernas, como a canja de pato ou a de wontons, aqui há sugestões para todos os gostos. Escolha o melhor dia para comer fora e alimente também os seus restaurantes preferidos.

Recomendado: Os melhores pratos de comfort food no Porto e arredores

 

Restaurante, Cervejaria, Diu Palace, Canja de frango do campo
Restaurante, Cervejaria, Diu Palace, Canja de frango do campo
© João Saramago

Canja de Frango do Campo do Cervejaria Diu Palace

Restaurantes Cervejarias Baixa

Uma canja, um rissol de carne e um fino. Esta tríade improvável é o pedido de muitos clientes quando chegam à cervejaria Diu (ou a um dos restaurantes do grupo, como o My Palace ou Scala Palace) em dias de ressaca. Ou quando o frigorífico está vazio. Ou simplesmente quando o corpo precisa de conforto. O rissol é um dos melhores da cidade e a canja de frango do campo, com pedaços generosos de carne e miúdos, uma especialidade digna desse nome.

Preço: 2€

Broa
Broa
© Marco Duarte

Canja de Perdiz do Broa

Restaurantes Porto

Nesta altura do ano, a canja de perdiz desfiada com trigo sarraceno entra na carta do Broa para abraçar os estômagos mais resfriados. Como sugestões do dia, e uma vez que o assunto é caça selvagem, podem aparecer pratos como a perdiz no tacho, o javali grelhado ou o coelho à caçador. Tudo cozinhado de forma tradicional e servido em doses generosas.

Preço: 5€

Publicidade
Restaurante, Bacalhau, Sopa, Canja de Pato, Cogumelos e Aletria
Restaurante, Bacalhau, Sopa, Canja de Pato, Cogumelos e Aletria
©Gabriell Vieira

Canja de Pato, Cogumelos e Aletria do Bacalhau

Restaurantes Português Ribeira

Do chef João Pupo Lameiras podem sempre esperar-se pratos originais. Como esta canja que está desde o início do mês na carta do Bacalhau. Na base, peitos de pato curados, coxas cozinhadas a baixa temperatura e tostadas, cogumelos, cenoura, aletria e ervas frescas (salsa, hortelã e cebolinho). Por cima, um caldo muito leve feito com pato, cebola e boletos secos. Se isto não é um prato de Outono, não sabemos o que será.

Preço: 7,50€

Restaurante, Intrigo, Sopa, Canja de Galinha
Restaurante, Intrigo, Sopa, Canja de Galinha
©DR

"Canja de Galinha" do Intrigo

Restaurantes Português Miragaia

Aviso: esta não é uma canja de galinha tradicional. Na carta desde Junho, leva wontons recheados com frango, caldo de galinha, ovo de codorniz, pak-choi (uma couve chinesa) e óleo de hortelã. É servida quentinha, como manda a sapatilha, e vai saber muito melhor se a devorar na varanda do restaurante, com vista para o rio.

Preço: 3,50€

Mais para comer no Porto

© João Saramago
© João Saramago

Três sítios para comer ramen no Porto

Restaurantes Japonês

Noodles, um caldo saboroso (que pode ser à base de carne ou vegetais) e muitos ingredientes que vão da carne de porco aos cogumelos, passando pelos ovos, rebentos de soja e sementes de sésamo. Eis uma pequena amostra do que pode encontrar nesta lista, com três sítios para comer ramen no Porto. Se nunca provou, saiba que este prato, que nasceu na China e se popularizou no Japão, é uma excelente opção para os dias mais frios e que o vai deixar de barriga cheia durante várias horas. Bom apetite.

Recomendado: Os 13 melhores restaurantes do mundo no Porto

 

Paella
© Marco Duarte

Quatro sítios para comer paelha no Porto

Restaurantes Restaurantes

Este prato de origem espanhola, que também se popularizou em outros países (como é o caso do nosso), é uma boa alternativa para partilhar. O arroz serve de base ao prato, assim como o açafrão e os legumes. Pode ainda ser feito com carne, peixe, marisco e, em alguns casos, com tudo isso junto. Como é bem-vindo em qualquer altura do ano, o melhor que tem a fazer é tomar nota dos quatro sítios para comer paelha no Porto e organizar um almoço com a família e os amigos. Mas com as devidas distâncias, claro.

Recomendado: Os melhores pratos de comfort food no Porto e arredores

 

Publicidade
Croquetes de boi velho MITO
© Tiago Lessa

Três sítios para comer croquetes no Porto

Restaurantes

Começar uma refeição com um salgadinho sabe sempre melhor. Seja melão com presunto, pão com manteiga, chamuças, bolinhos de bacalhau, tábuas de queijos e enchidos, pratos de rissóis, pataniscas ou o protagonista deste artigo — o importante é que venha para a mesa antes de chegar o prato principal, para ser devorado enquanto se põe a conversa em dia. Como levamos este assunto muito a sério, fizemos uma lista com três sítios para comer croquetes no Porto. Bem fritos e bem recheados. E não precisa de agradecer. Por sua causa até nem nos importamos de partilhar bons segredos.

Recomendado: Três sítios para comer rissóis de carne no Porto

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade