Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três sítios para comer cuscuz

Três sítios para comer cuscuz

O prato nacional de Marrocos é muitas vezes desvalorizado como sensaborão mas estes três restaurantes em Lisboa mostram como se come cuscuz.

La Couscousserie
©Inês Félix Cuscuz da La Couscousserie
Publicidade

É um prato pequenino com bolinhas amarelas, considerado como o prato típico nacional de Marrocos, elaborado com sêmola e água e muitas vezes desvalorizado como sensaborão  o truque está nos temperos. Se à primeira vista é prato simples e rápido de fazer, torná-lo realmente saboroso pode demorar algumas horas. Pode apostar nas especiarias, à boa maneira tradicional, ou acrescentar proteínas diferentes, das carnes variadas ao marisco e legumes. 

Dê uma oportunidade a este prato e prove-o em restaurantes dedicados ora à culinária marroquina ora em exclusivo ao cuscuz, ou aceite esta sugestão saudável num restaurante italiano.

Recomendado: Os melhores restaurantes do Médio Oriente em Lisboa

Três sítios para comer cuscuz

Couscousserie
©Inês Félix
Restaurantes, Marroquino

La Couscousserie

icon-location-pin São Sebastião

Artur Desbre aprendeu a fazer o cuscuz tradicional marroquino no couscoussier, uma panela com dois andares para cozer a vapor. É um prato simples, mas aqui demora cerca de uma hora a tratar dele, entre várias cozeduras e temperos, como a curcuma, que confere o tom amarelo mais forte a este cuscuz. Existe o vegetariano ou com uma, duas ou três carnes à escolha entre frango, vaca, borrego ou salsicha merguez.

Preço: a partir de 8,50€

A flor da laranja
©Manuel Manso
Restaurantes

A Flor da Laranja

icon-location-pin Bairro Alto

A Flor da Laranja é o único restaurante marroquino no centro de Lisboa. Fica no meio do Bairro Alto e Rabia Esserghini nunca introduziu outro tipo de comidas para agradar a turistas. Há tagines de borrego, alcachofra ou camarão, mas também o mais tradicional cuscuz, com frango e vegetais ou só vegetais e cebola caramelizada.

Preço: 16€

Publicidade
Restaurante Zero Zero
Fotografia:Ana Luzia
Restaurantes, Italiano

Zero Zero

icon-location-pin Princípe Real

A ZeroZero é mais conhecida pelas suas pizzas artesanais, feitas com farinha 00 e cozidas em forno de lenha abastecido a azinho. Mas vale a pena prestar atenção às outras categorias no menu: nas saladas, há um cuscuz bem servido com gambas e vegetais.

Preço: 14,50€

Médio Oriente em Lisboa

Mezze - Baklava
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes

Três sítios para comer baklava

Gregos, turcos e gentes do Médio Oriente reclamam o doce como seu mas na verdade a origem é controversa e não está muito bem documentada. O que interessa é que muitos foram os que pegaram na receita e a foram adaptando (há até versões salgadas) mas a base é sempre a mesma: massa filo, feita folha a folha. Este pastel doce é recheado com uma pasta de nozes trituradas e várias especiarias, tudo mergulhado numa calda de açúcar ou mel. Acresce os pistácios em alguns casos ou outros frutos secos. Coma baklava, em rolinho ou cortada em fatias ou quadrados, nestes três restaurantes de gastronomias bem diferentes em Lisboa. 

Hummusbar
©Manuel Manso
Restaurantes, Árabe e Médio Oriente

Três sítios para comer hummus

Esta pasta com raízes árabes é feita com grão-de-bico cozido e esmagado, tal qual puré, tahini (pasta de sésamo), umas gotinhas de limão e uns pozinhos de sal. É esta a receita-base, personalizável com um ou outro condimento para mais substância, mas consumida em grandes quantidades como dip para legumes, para sandes típicas em pão pita ou como refeição, complementada com outras iguarias típicas, como os falafel. Nestes três restaurantes em Lisboa, encontra diferentes variedades do hummus, do mais simples àquele com tiras de abacate, com carne picada, beterraba ou pimentos.

Publicidade