A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
A Vida em Cores
Gavin ThurstonA Vida em Cores

Cinco séries novas da Netflix que tem de ver

Nos últimos meses multiplicam-se as estreias no serviço de streaming. Estas são as melhores séries novas da Netflix.

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Não é possível falar de séries sem falar da Netflix. Afinal, é muito graças à forte aposta deste serviço de streaming na produção audiovisual que o panorama televisivo melhorou nos últimos anos. É a nova era dourada da televisão e todas as semanas se estreiam séries e filmes que só se encontram na Netflix. O difícil muitas vezes é, na verdade, acompanhar o ritmo. Como escolher o que ver quando há tantas e tão variadas opções? Damos-lhe uma ajuda, apontando as séries novas da Netflix que vale a pena ver. 

Recomendado: Minisséries da Netflix que vale a pena ver

Séries novas da Netflix que vale a pena ver:

1. A Vida a Cores

David Attenborough está de volta depois de Uma Vida no Nosso Planeta, no qual deixa um alerta sobre como o modelo de desenvolvimento global é insustentável. A nova minissérie da Netflix dá-lhe continuidade, mas põe a tónica na beleza das cores do mundo e dos animais. Em três episódios, ficamos a saber como é que a pigmentação contribui para a vida animal, do laranja e negro nos tigres-de-bengala às cores garridas das rãs Dendrobatidae. O naturalista mostra a beleza da natureza sem a querer fazer parecer intocada e do alto dos seus 93 anos continua a viajar pelo mundo, ainda que o narrando a partir de uma cadeira.

2. Meu Amor – Seis Histórias de Amor Verdadeiro

São relatos filmados ao longo de um ano que dão a conhecer a história de seis casais oriundos de diferentes partes do mundo. A série documental leva-nos aos Estados Unidos, Espanha, Japão, Coreia do Sul, Brasil e Índia, mostrando aos espectadores como é o amor há medida que a idade vai avançando. Uma lição entregue na forma de objecto cinematográfico que contraria todos os preconceitos inerentes ao idadismo.

Publicidade

3. The Serpent

Adaptando a história real de Charles Sobhraj, um vigarista e assassino em série que operou durantes anos na chamada Hippie Trail, a Netflix apresenta uma minissérie de oito episódios, co-produzida pela BBC One, que revisita a história deste criminoso sem escrúpulos, aqui interpretado por Tahar Rahim (nomeado para um globo de por O Mauritano). À excepção de uma série de entrevistas concedidas aos jornalistas Richard Neville e Julie Clarke, que originou o livro The Life and Crimes of Charles Sobhraj (1979),  este sempre negou a autoria dos homicídios.

4. Shadow and Bone

Realizaso por Eric Heisserer e baseada no livro homónimo do universo criado por Leigh Bardugo, segue Alina Starkov (Jessie Mei Li), uma cartógrafa que descobre ser possuidora de um poder extraordinário que poderá inverter o destino do seu país mergulhado numa guerra sem fim. A órfã acaba por se juntar a um exército especial  cujos soldados também têm poderes como ela.

Publicidade

5. Sexify

Uma estudante sexualmente inexperiente, ajudada por algumas amigas, mete-se a criar uma aplicação inovadora, com o objectivo de ganhar um importante concurso de novas tecnologias. Para levarem a sua avante, elas vão ter que começar a explorar o assustador, constrangedor e por vezes bastante insólito mundo da intimidade humana. Sexify é uma série de comédia temperada com algum drama, que nos chega da Polónia. 

Mais séries para ver:

  • Filmes

As listas, como quase tudo nesta vida, são relativas. Mas depois de enchermos uma espécie de conselho de administração com loucos de séries televisivas e outros consultores da redacção da Time Out, chegámos a estas 25. Portanto, se vai começar a disparar insultos e a pedir justificações para as suas séries de comédia preferidas não estarem aqui avisamos já que não vai ter sucesso. Podiam ser outras, mas são estas. E pedimos desculpa às que ficaram de fora. Mais um alerta à tripulação: estas séries de comédia estão ordenadas apenas por ordem alfabética, que não queremos alimentar ainda mais a polémica. Ria-se connosco.  Recomendado: Séries a não perder este mês

  • Filmes

Começou timidamente em Portugal, com uma mão cheia de bons conteúdos e algumas apostas menos conseguidas. Com o passar dos anos, ganhou terreno, fez muitos de nós trocar as noitadas na rua pelas noites no sofá e na cama, e é difícil imaginar a vida sem saber que a temos ali. Filmes, séries, documentários, docusséries, há muito material para ver e fazer verdadeiras maratonas visuais sem sair de casa (e mesmo se o quiser fazer, é só levá-la no telefone). Junte-se à febre do streaming e conheça as melhores séries para ver na Netflix. Recomendado: As 25 melhores séries de comédia

Publicidade
  • Filmes

Ter menos coisas é sinónimo de mais tempo e liberdade para fazer o que lhe dá prazer. Mas ser minimalista não significa abdicar de todas as suas posses materiais nem deixar de consumir. Significa, sim, livrar-se do que não é essencial e aprender a consumir melhor. Para o ajudar a pôr a vida em ordem, reunimos duas séries e dois documentários sobre o poder do menos. Desde Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus, do movimento The Minimalists, até à guru da organização Marie Kondo, estes são os professores e as lições de que precisa para aprender mais sobre minimalismo, organização, casas pequenas e desperdício zero.

Recomendado: Três documentários sobre sustentabilidade para ver em casa

 

  • Filmes

É verdade que os serviços de entrega de comida continuam a levar o melhor dos restaurantes às nossas casas, mas não é a mesma coisa. Ainda bem que existem séries e documentários que ajudam a matar saudades das histórias dos chefs, das paredes dos restaurantes, e muito mais. Há de tudo nesta ementa: desde clássicos modernos, como Anthony Bourdain: No Reservations e Jiro Dreams of Sushi, a fenómenos mais recentes, como Ugly Delicious. E sim, bem sabemos que o efeito destas incursões audiovisuais não é propriamente o que queremos, tendo em conta que há pouco mais a fazer do que fazer rusgas ao frigorífico. Esta lista é para comer tudo com os olhos e nada com a boca. O que já não é pouco.

Recomendado: 80 restaurantes no Porto com entregas take-away

Publicidade
  • Filmes

Há cada vez mais e melhores séries de super-heróis na televisão. Dos personagens da DC no chamado Arrowverse do canal CW – Arrow, The Flash, Legends of Tomorrow e Supergirl – à comitiva da Marvel na Netflix – Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage, Punho de Ferro, Os Defensores e O Justiceiro –, passando pelos inúmeros vigilantes (e não só) que se desdobram por outros canais e plataformas, sem se inserirem num complexo universo partilhado, com Watchmen da HBO à cabeça.

Mas não é de agora que há super-heróis na televisão: há uma ou outra velha série que merece ser revista. A começar pelos desenhos animados de Batman dos anos 90.

Recomendado: 12 grandes filmes de piratas

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade