A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
The Pizza Project
Photograph: Courtesy The Pizza Project

Aprenda a fazer pizza em casa e torne-se num pizzaiolo

Estenda a farinha na bancada e comece a amassar. Falámos com três pizzaiolos e pedimos que partilhassem a sua sabedoria para fazermos pizza em casa.

Sebastião Almeida
Escrito por
Sebastião Almeida
Publicidade

Se há criação gastronómica consensual, em matéria de gosto, entre grande parte da população mundial, poder-se-á dizer que é a pizza. Não é fantástico como um pedaço de farinha, sal e água amassado, levado ao forno com demais ingredientes, causa tanta felicidade no palato de quem prova? Retenha isto: com a pizza não se brinca. E recorrer às opções congeladas não conhece perdão. Para não cair na tentação do caminho mais fácil e menos prazeroso, falámos com três pizzaiolos e pedimos-lhes as suas receitas para que, em casa, possa aventurar-se neste mundo delicado. Nada tema, as sugestões que se seguem foram pensadas para que facilmente as possa executar no conforto do lar. 

Recomendado: Estas são as melhores pizzas no Porto

Mãos na massa

Ágata Mandillo, da Pizzeria In Bocca Al Lupo
In Bocca al Lupo

Ágata Mandillo, da Pizzeria In Bocca Al Lupo

A In Bocca Al Lupo, no Princípe Real, é uma pizzaria que só trabalha em forno de lenha e com produtos biológicos. Escolher produtos de qualidade é “mais de metade do segredo das nossa pizzas”, aponta a chef Ágata Mandillo. Ao contrário da maioria das pizzarias, a sua massa de pizza não leva fermento. Por isso, assim que estiver amassada, pode ser esticada. O lema, diz-nos, é nunca desistir da massa, pois “no processo de confecção não é possível estragá-la”. Assim é a receita para uma pizza funghi, que dará para quatro pessoas:

Ingredientes para a massa de pizza:

-700g de farinha de trigo sem fermento (entre os tipos 550 e 1050). Pode ser branca, semi-integral, de espelta ou kamut
-7g de sal marinho fino
-80g de azeite
-170g de água

Ingredientes para o molho de tomate:

-Duas latas de tomate pelado (800g)
-Três dentes de alho esmagados
-80g de azeite
-Uma colher de sopa (rasa) de orégãos secos
-10g de sal marinho grosso 

Outros ingredientes:

-500g de cogumelos brancos frescos
-Quatro mozzarellas frescas de vaca ou de búfala

Preparação da massa:

1) Junte numa taça 500g de farinha, o azeite, o sal e a água (à temperatura ambiente). 

2) Misture primeiro com uma colher de madeira e assim que os ingredientes estiverem mais ou menos juntos, pode começar a amassar com as mãos. Se achar que a mistura está demasiado seca, junte um pouco de água, (um fiozinho de cada vez e volte incorporar a água antes de decidires se precisa de mais) Nota: as farinhas semi-integrais podem precisar de mais água do que as brancas.

3) Amasse bem até ter uma bola homogénea, amarelada e maleável mas que não cole. 

4) Tapa-a com um pano para não secar enquanto preparas os restantes ingredientes.

Preparação do molho de tomate:

1) Coloque numa panela de inox de base larga, o azeite e o alho. 

2) Deixe alourar o alho e coloca o conteúdo das duas latas de tomate (atenção que vai espirrar)

3) Junte o sal e deixe apurar em lume médio, destapado, durante aproximadamente 20 minutos. 

4) Vá mexendo com uma colher de madeira para não deixar colar. Quando mexer o molho com a colher e este “fizer caminho” significa que está pronto. Pode retirar do lume.

5) Junte os orégãos secos e passe o molho com uma varinha mágica. Não precisa de ficar completamente homogéneo.

6) Prove o sal. Se achar necessário, junte um pouco mais de sal marinho fino e misture o molho novamente. Nota: na época do tomate maduro, este molho pode ser feito com 1kg de tomate chucha maduro. Demora mais tempo a apurar o molho, mas fica uma delícia. No final também tem que ser mais bem passado por causa da pele do tomate.

Continuação da preparação: 

1) Quando a massa e o molho estiverem prontos, pode retirar os tabuleiros do forno e ligá-lo a 240ºC para aquecer, enquanto preparas os cogumelos e a mozzarella.

2) Limpe os cogumelos com um pano húmido de algodão se tiverem terra, ou retire-lhes a pele superficial com a ajuda de uma pequena faca – isto se não estiverem branquinhos ou não forem biológicos, mas evite lavar os cogumelos porque retêm demasiada água e depois libertam-na na cozedura podendo comprometer a confecção.

3) Corte-os ao meio e lamine-os o mais fino que conseguir. 

4) Corte as mozzarellas em pequenos cubos e coloque-as numa tigela (como são moles, acabam por se desfazer um bocado, sobretudo as de búfala, mas não faz mal).

Preparação da massa:

1) Divida a bola de massa em duas partes iguais. Numa bancada de cozinha bem limpa e seca (de madeira ou de pedra), polvilhe a bancada com farinha e comece a esticar a massa com um rolo de madeira ou equivalente, também este com farinha. 

2)Tente esticar a massa de forma ao fazer um rectângulo da forma do tabuleiro, tendo sempre em atenção não deixar colar a massa à bancada, adicionando para isso um bocadinho de farinha à massa, sempre que necessário.

3) Quando a massa tiver aproximadamente a forma do tabuleiro, unte o tabuleiro com um fio de azeite e espalhe-o em toda a sua superfície.

4) Em seguida, coloque a massa em cima do tabuleiro. Atenção que a massa, por ser elástica, tende a retrair-se, por isso estique-a sempre ligeiramente maior que o tabuleiro.

5) Quando os dois tabuleiros estiverem prontos com as suas massas esticadas, espalhe o molho de tomate em toda a sua superfície. Depois distribua a mozzarella e, por fim, espalhe os cogumelos laminados por cima. 

6) Coloque no forno um tabuleiro em baixo e outro no meio. Nos primeiros 10 minutos mantenha a temperatura máxima em modo “baixo e cima com ventoinha”. Ao fim de 10 minutos baixe a temperatura para 220ºC e troque os tabuleiros de posição. Coloca mais 10 minutos só em baixo. Esta questão da cozedura é sempre relativa porque depende muito de forno para forno, mas esta é uma média que à partida funciona.

7) A pizza está pronta quando, com uma espátula conseguir levantar um cantinho da parte de baixo e vir que a massa está loirinha e estaladiça. Na parte de cima os cogumelos têm que ter perdido toda a sua a água e a mozzarella deve estar derretida e a borbulhar (em cima nada deve ter um aspecto tostado). 

8) Retire do forno e finalize com um fio de azeite, uma pitada de sal marinho fino sobre os cogumelos e umas folhinhas frescas de basílico.

Duda Ferreira, da Lupita
Lupita

Duda Ferreira, da Lupita

Duda Ferreira, senhor da pizza e do forno da Lupita, no Cais Sodré, deixou São Paulo e aventurou-se a fazer o que mais gostava. Aperfeiçoou a arte, aprendendo com Anthony Falco da pizzaria Roberta’s, em Brooklynn, mas antes deu a provar as suas criações no supper club Casa da Paz. O pizzaiolo sugere um processo simples, em cinco passos. E vai assim:

Ingredientes para a massa de pizza:

-425g de farinha de trigo (tipo 00 ou T55)
-25g de farinha de trigo integral (T150)
-325g de água
-75g de fermento natural ou 5g de fermento fresco
-10g de azeite virgem-extra
-15g de sal

Mistura e sova:

1) Numa tigela grande, adicione a água, o fermento e o azeite. Misture bem até que o fermento se dissolva completamente e adicione as farinhas. Amasse os ingredientes até obter uma massa homogénea (não é necessário sovar a massa neste momento. Certifique-se apenas que não há grumos de farinha na massa).

2) Cubra com um pano húmido e deixe descansar por 30 minutos. Ao fim dos 30 minutos, a massa estará mais lisa e fácil de trabalhar.

3) Adicione o sal e comece a sovar, levando as bordas da massa ao centro, por mais ou menos 10 minutos até que o sal esteja incorporado na massa.

Primeira fermentação:

1) Transfira toda a massa para um recipiente hermético ou para uma tigela limpa, coberta com uma película transparente, e deixe fermentar, entre quatro a seis horas ou até dobrar de tamanho, em temperatura ambiente. É importante que o recipiente esteja bem fechado, para que não entre ar e seque a massa durante esse período de fermentação.

Porcionamento e modelagem:

1) Deite a massa sobre uma bancada enfarinhada e, com a ajuda de uma balança, divida em quatro porções.

Dobre as bordas da massa até ao centro, vire a emenda para baixo e faça movimentos circulares até criar suficiente tensão.

Segunda fermentação:

1) Num tabuleiro raso, polvilhe farinha, coloque as quatro bolas com espaço suficiente entre elas para que possam crescer, e cubra com uma película transparente.

2) Deixe fermentar por mais dois horas ou até dobrar de tamanho, em temperatura ambiente, e depois coloque no frigorífico para descansar entre 12 e 24 horas.

Preparação da pizza:

1) Pré-aqueça o forno à  temperatura máxima, com o tabuleiro no interior, uma hora antes de preparar a pizza.

2) Enquanto o forno aquece, organize a bancada com os utensílios que serão utilizados e os ingredientes que desejar. É importante que tudo esteja organizado, com os ingredientes já cortados e à mão, para que facilite o processo. Irá precisar de:

-Pá de pizza
-Espátula para retirar as massas do tabuleiro
-Recipiente com farinha para abrir a massa
-Cortador
-Ingredientes para pizza (molho de tomate, manjericão, mozzarella, etc.)

3) Retire o tabuleiro do frigorífico e polvilhe farinha por cima das bolas. Com a ajuda de uma espátula, separe a bola de massa pelas laterais.Com cuidado, retire-a e coloque-a num recipiente com farinha.

4) Abra a massa de pizza começando por definir a borda e esticando a massa, cuidadosamente, até obter um disco de mais ou menos 25 cm.

5) Adicione os ingredientes desejados, transfira para a pá de pizza e leve ao forno por seis a 15 minutos ou até que esteja dourada nas bordas.

Publicidade
Tanka Sapkota, do Forno D’Oro
DR

Tanka Sapkota, do Forno D’Oro

É um nome conhecido, seja pelo seu clássico Come Prima ou pelo  restaurante de pizzas napolitanas Forno D’Oro. O chef nepalês deixa-nos uma receita de um “dos pratos mais amados pelas pessoas de todo o mundo, que pode ser preparado em casa sem muito esforço”. Siga as instruções para fazer uma Margherita simples:

Ingredientes para a massa:

-500g de farinha branca
-250ml de água
-5g de fermento
-20g de óleo
-10g de sal

Ingredientes para o molho de tomate:

-500g de tomate pelado
-Uma mozarella
-Oregãos q.b

 Preparação do molho de tomate:

1) Num tacho, ferva água e coloque  os 3 tomates, para lhes retirar a pele (pelá-los).

2) De seguida, corte o tomate em cubinhos pequenos, adicione, num tacho, azeite e alhos com a casca, e leve a refogar, em lume brando.

3) Acrescente manjericão em farripas, sal grosso e pimenta preta q.b.

4) Deixe ao lume 15 minutos, até engrossar um pouco, e quando estiver frio coloque o molho na pizza (uma concha de sopa por pizza)

Preparação da massa:

1) Comece por dissolver o fermento num pouco de água à temperatura ambiente (o ideal será a 25ºC)

2) Coloque a farinha num recipiente. Adicione a água aos poucos, tentando misturar bem os ingredientes gradualmente.

3) Depois de colocar metade da água, adicione também o sal (que não deve entrar em contacto directo com o fermento, para evitar neutralizar sua ação).

4) Junte também a última parte da água, sempre gradualmente, e amasse até obter uma mistura homogénea. Agora é o momento de juntar o óleo, que também deve ser adicionado aos poucos. 

5) Vá amassando a massa entre seis a oito minutos, sem a puxar, mas dobrando-a sobre si mesma.

6) Depois de obter uma massa macia e suave, transfira-a para um recipiente, e cubra-a com um pano ou película transparente durante 45 minutos. 

7) Depois deixe-a no frigorífico durante 12 horas. Ao fim desse tempo, retire a massa do frigorífico, forme bolas e deixe crescer durante três a quatro horas. Neste ponto, a massa estará pronta para ser estendida.

8) Para a espalhar, não use um rolo, mas sim as mãos, fazendo a massa girar, ou esmague-a para puxar na sua direcção e depois afastá-la. Coloque ingredientes a seu gosto.

9) A pizza deve ser cozida num forno quente a 220ºC, por cerca de 20 minutos.

 

Mais receitas para fazer em casa

  • Coisas para fazer

Pode estar tudo diferente, é verdade, mas esta quadra tem tradições que ainda conseguimos preservar. Uma delas é seguir direitinho para a cozinha no dia 24 logo pela fresca, meter a coluna no máximo com os clássicos natalinos, e deitar mãos à obra. Pode não ter a família toda de volta dos tachos (menos riscos e menos confusão, sejamos sinceros), mas pode honrá-los indo aos livros de receitas antigos e seguindo as instruções para os bilharacos, as rabanadas, os fritos flor e até a roupa velha – no final, ligue-se em videochamada para mostrar o resultado. Aqui na Time Out metemos toda a equipa a vasculhar os livros de receitas de família para descobrir os pratos mais tradicionais da quadra. Partilhamos tudo com os nossos leitores.

Recomendado: Seis rabanadas para provar no Porto neste Natal

  • Coisas para fazer

Estar em casa permite-lhe passar mais tempo a cozinhar, experimentando novos ingredientes e outras formas de os usar. Nesta lista de receitas para fazer em casa, disponibilizadas por chefs e bloggers, tem sugestões para todos os gostos. Mirtilos, rabanete e trigo sarraceno são alguns dos ingredientes-chave destes pratos, que pode confeccionar para e com toda a família. Há hambúrgueres para os miúdos (uma dica: pode congelar para comer mais tarde), um risoto de gorgonzola que o vai fazer esquecer que está dentro de quatro paredes, e um bolo para o lanche de domingo. Arregace as mangas e atire-se aos tachos.

Recomendado: Os melhores takeaways no Porto

Publicidade
  • Restaurantes

Não se torne açambarcador – essa palavra que entrou no nosso vocabulário corrente em tempos de quarentena –, mas trate de apetrechar a despensa para vários dias, para dispensar idas a mais ao supermercado e a exposição ao bicho. Privilegie os frescos do mercado mas opte por outros bens pouco perecíveis. Nesse sentido, desafiámos seis chefs para cozinhar com seis ingredientes básicos, daqueles que fazem parte dos kits de sobrevivência para qualquer apocalipse: atum em conserva, arroz, salsichas em lata, lentilhas, feijão branco e grão de bico. Criativos, mas atentos ao desafio de encontrar muitos ingredientes diferentes por estes dias, estas foram as sugestões.

Recomendado: Desafio Time In – uma receita nova por dia

Recomendado

    Mais de Time In

      Também poderá gostar
        Publicidade