Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Os 10 melhores restaurantes de carne no Porto

Os 10 melhores restaurantes de carne no Porto

Opções para carnívoros não faltam na cidade. Conheça os 10 melhores restaurantes de carne no Porto

Por Teresa Castro Viana |
Publicidade
Black Angus Terminal 4450
© João Saramago Black Angus do Terminal 4450

Para quem não vive sem um bom naco ou para quem só devora uma posta de vez em quando, na cidade não faltam alternativas para satisfazer o apetite aos clientes mais exigentes. Se não sabe onde as encontrar, espreite este artigo e descubra os 10 melhores restaurantes de carne no Porto aos quais deve ir pelo menos uma vez na vida. Por aqui encontra um pouco de tudo. Há cortes como o Tomahawk, peças como o costeletão maturado, e de raças como a Black Angus. Guarde esta lista bem guardada e bom apetite.

Recomendado: Três sítios para comer rissóis de carne no Porto

Os 10 melhores restaurantes de carne no Porto

1
MUU - Steakhouse
© João Saramago
Restaurantes, Steakhouse

MUU

icon-location-pin Galerias

O logótipo é uma vaca (pode ver a mascote do restaurante no painel de banda desenhada exposto numa das paredes). E o nome é o que lê. Com estas pistas, fica fácil adivinhar o que se come neste espaço. Carne. Sim, acertou. Cortes como o Tomahawk, peças como o costeletão maturado, e de raças como a Black Angus, são só algumas das escolhas disponíveis, que podem ser servidas com vários acompanhamentos, como o arroz de forno ou a batata rosti. Prove ainda o Johnny’s Scotch, uma versão do ovo escocês, envolto em carnes com um puré de chalotas e couves de Bruxelas, e as sobremesas, boas e bonitas.

A Time Out diz
2
Nogueira's Porto
© Marco Duarte
Restaurantes, Steakhouse

Nogueira's Porto

icon-location-pin Galerias

Filho de peixe sabe nadar. E filhos (neste caso) de empresários da restauração ligados à carne têm as bases necessárias para abrir um espaço onde as estrelas são as picanhas, as maminhas, os New York steaks Black Angus, os Tomahawks e os assados de tira. Estes cortes podem ser acompanhados de palitos de polenta, feijão preto ou puré de brócolos. Mas, antes disso, é obrigatório pedir as costelinhas de porco a baixa temperatura e os tacos de salmão. Se regar a refeição com cocktails de autor, vai ver que lhe vai apetecer voltar lá muito em breve.

A Time Out diz
Publicidade
3
Reitoria - Cachaço de Porco Preto
© João Saramago
Restaurantes, Steakhouse

Reitoria

icon-location-pin Baixa

Quando ainda mal se falava de steakhouses, já no Reitoria se punha a carne na brasa (muita dela no Josper, uma espécie de forno-grelha). Falamos de vazia espanhola e entrecôte, mas também de costelinhas de vitela e de secretos de porco. Antes da refeição propriamente dita, pode atacar uma focaccia de pão caseiro no piso de baixo (as de rosbife e as de salame picante são incríveis) ou entreter-se com uns petiscos, como os ovos rotos com txistorra, cogumelos e azeite de trufa; a burrata com tomates confitados e pesto; ou o tártaro de lombo de boi.

4
Costelinhas de boi
© João Saramago
Restaurantes, Steakhouse

Terminal 4450

icon-location-pin Leça da Palmeira

Leça da Palmeira está a ganhar uma nova vida (gastronomicamente falando), graças aos projectos de Ricardo Rodrigues e do chef Nuno Castro. E um dos mais bem conseguidos é este Terminal 4450, no Porto de Leixões. A entrada faz-se por uma manga que dá acesso a um balcão de check-in e os menus, onde brilham vários cortes de carne, são passaportes. O Tomahawk e o T-Bone são dois dos mais consensuais nesta steakhouse. Para acompanhar há arroz de fumeiro, esparregado, feijão preto e muito mais. Se seguir as nossas recomendações e atacar as salsichas artesanais logo no início, não vai ter de que se queixar.

Publicidade
5
Carpaccio de lombo de veado
© João Saramago
Restaurantes, Steakhouse

Traça

icon-location-pin Flores

Com queda para os pratos de caça – javali, veado e perdiz são algumas das carnes disponíveis no menu –, o Traça foi o primeiro restaurante a instalar-se no agora concorrido Largo de São Domingos e um dos pioneiros a servir carne e petiscos luso-espanhóis. Entre eles, brilham a sertã de morcela, as mãozinhas de porco com gambas e os traçados com creme aioli, um enrolado de panado de porco com presunto e pimiento del piquillo. À sobremesa, se ainda conseguir comer seja o que for, pode escolher à vontade. Tudo é caseiro, da mousse de queijo com frutos vermelhos ao souflé gelado de chocolate com calda de laranja quente.

6
Leitão crocante com pêssego
Restaurantes, Português

Vinum

icon-location-pin Vila Nova de Gaia

Há três coisas que tem de saber sobre o Vinum: 1) a carta é focada nos produtos portugueses; 2) a garrafeira é incrível; e 3) a vista para o Porto é das mais bonitas que por aí se encontram. Se andava à procura de motivos para ir conhecer este restaurante, instalado nas caves Graham’s, ei-los. Para comer, conte com coisas boas para começar, como os boletos salteados com gema de ovo bio ou o creme de castanhas com alheira e queijo Serra da Estrela DOP. Para prato principal, peça o rabo de boi estufado ou a presa de porco preto. Vai bem servido de qualquer uma das formas.

Publicidade
7
Bife de chorizo
© João Saramago
Restaurantes, Steakhouse

Belos Aires

icon-location-pin Baixa

O paraíso das empanadas, da carne e do dulce de leche fica ali entre Miragaia e a Ribeira. Chama-se Belos Aires e é o sítio ideal para fazer uma refeição tipicamente argentina. O mbejú de mandioca e queijo com vinagrete de cebola roxa e coentros, um bolo feito com farinha e sêmola de mandioca, é uma das novas entradas na carta. Nesta linha, também vale a pena provar o chicharrón entrançado com kiveve de abóbora e milho, ou seja, carne de vitela cozinhada na panela e servida com uma espécie de puré. Nos clássicos, é impossível contornar os cortes argentinos, sempre temperados e cozinhados no ponto ideal.

8
No Rib há carne para todos os gostos
© RIB Beef & Wine
Restaurantes, Steakhouse

RIB - Beef & Wine

icon-location-pin Ribeira

Uma vista sobre o Douro fica sempre melhor com um copo na mão, certo? Então vá por nós e desça até à Ribeira, pois na steakhouse RIB - Beef & Wine, restaurante que pertence ao Pestana Vintage Hotel, pode muito bem mergulhar num cenário como este ao som de DJs seleccionados pelo veterano Rui Trintaeum. E para rechear a mesa da esplanada não faltam opções para brindar. No bar de cocktails há dez bebidas de autor, entre elas uma mistura de conhaque com brandy, especiarias e citrinos ou um whisky americano servido num copo fumado a madeira e com um toque de lima. Já na carta de vinhos constam 100 referências diferentes e 80% são do Douro.

Publicidade
9
O Carniceiro
© Marco Duarte
Restaurantes, Restaurantes

O Carniceiro

icon-location-pin Santa Catarina

A grelha aberta, inspirada no restaurante basco Asador Etxebarri, é uma das mais-valias do restaurante. Espreite a montra das carnes, neste momento com vaca do Baixo Mondego (desde 4€/100 g) e porco bísaro de Trás-os-Montes (desde 2€/100 g), e escolha a peça que mais gostar. Junte-lhe dois acompanhamentos, como o puré de batata com gema de ovo e queijo da Ilha (3,50€) ou a abóbora hokkaido, (4,50€) e sente-se numa das imponentes mesas comunitárias.

10
Brasão Cervejaria
© João Saramago
Restaurantes, Cervejarias

Brasão Cervejaria Aliados

icon-location-pin Aliados

Há coisas boas na vida, como um pôr-do-sol na praia, uma tarde de domingo no sofá ou uma refeição na cervejaria Brasão. Seja para devorar a francesinha, uma das mais consensuais da cidade, um bife (com cebolada, cogumelos ou queijo da Serra, as alternativas são mais que muitas) ou para fazer uma refeição à volta de petiscos, este restaurante é uma aposta segura. O rissol de carne, cogumelos e trufa, a cebola frita com maionese de alho negro e os croquetes de carne com queijo são ex-líbris da casa aos quais não vai ficar indiferente.

A Time Out diz

Mais carne

Carpaccio de lombo de veado
© João Saramago
Restaurantes

Três sítios para comer carne de caça no Porto

Os apreciadores de carne de caça não precisam de sair da Invicta para encontrarem bons pratos, já que alguns restaurantes na cidade têm várias opções nos seus menus, capazes de satisfazer muitas barrigas. Se não sabe onde os encontrar, leia este artigo até ao fim com três sítios para comer carne de caça no Porto. Javali, veado, perdiz, pombo e codorniz são apenas alguns dos exemplos nas cartas destes afamados restaurantes portuenses. Se ainda não os conhece, aqui tem vários motivos para lhes fazer uma visita. Bom apetite.

Terminal 4450 - Black Angus
© João Saramago
Restaurantes

Três sítios para comer Black Angus no Porto

A raça Aberdeen-Angus, originária da Escócia (mas que actualmente já é produzida em quase todo o mundo, com destaque para países como os EUA, o Brasil e a Argentina) dá origem a uma carne que se caracteriza pela uniforme distribuição de gordura no tecido muscular, importante no momento da preparação, em que a acção do calor faz com que a gordura derreta e se impregne na parte magra, tornando-a tenra. Este aspecto também ajuda a fazer com que a carne fique mais atractiva, pela sua textura fina, regular e macia. Se está entre os apreciadores desta carne, tome nota destes três sítios para comer Black Angus no Porto.

Publicidade
Puro 4050
© João Saramago
Restaurantes, Restaurantes

Três sítios para comer ossobuco no Porto

Há pratos que sabem melhor com a chegada do tempo frio. E o ossobuco, um prato típico da gastronomia italiana, com a carne estufada lentamente, é um deles. Servido com massa ou com puré, é a verdadeira comida de conforto, que cai que nem ginjas com um copo de vinho tinto. Se está a gostar de tudo o que está a ler e já está a ficar com água na boca, tome nota de três sítios para comer ossobuco no Porto. Depois, marque uma mesa e festeje a chegada dos meses de Outono e Inverno.

Publicidade