Paula Rego/Josefa d'Óbidos: arte religiosa no feminino

Arte
PAULA REGO/ JOSEFA DE ÓBIDOS: Arte Religiosa no Feminino
© Luísa Ferreira

A Time Out diz

O museu da artista Paula Rego em Cascais, num edifício desenhado pelo Pritzker de 2011, Eduardo Souto de Moura, vale a visita que mais não seja para apreciar a obra de arquitectura. Mas já que ali está, entre e visite a mais recente exposição “Paula Rego/Josefa d'Óbidos: arte religiosa no feminino“. O museu acolhe esta exposição separada pelo espaço e tempo em que estas duas mulheres artistas viveram, ainda que seja comum a “intensa carga sensualista que ambas imprimem à pintura e ainda pela capacidade imaginativa de reconfiguração das temáticas religiosas”, pode ler-se na folha de sala. A escolha de elementos femininos como protagonistas das obras é um critério de aproximação de ambas, até porque coincidem, mais do que uma vez, nas suas escolhas quando representam "heroínas cristãs". No total, são apresentadas 115 obras de Paula Rego explorando diferentes técnicas (pintura, desenho, gravura, escultura) e 21 pinturas de Josefa de Ayala. 

 

Detalhes

Também poderá gostar