Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right 10 coisas que não sabe sobre Monsanto
Notícias / Vida urbana

10 coisas que não sabe sobre Monsanto

monsanto
Fotografia: Arlindo Camacho

Que é uma arena de piqueniques, um megapavilhão polidesportivo sem tecto e o destino de eleição para apreciadores de baloiços e escorregas, toda a gente sabe. O que quase ninguém sabe sobre Monsanto é isto:

 

1. É em Monsanto que fica a Residência Oficial do Presidente da Câmara de Lisboa. António Costa foi o último a ocupá-la e Santana Lopes deu que falar quando construiu na residência um ginásio particular. Hoje a casa está desabitada e há um projecto para a transformar num hotel.

2. Antigamente esta era uma zona de cultivo e de pasto. Os cereais eram uma parte importante das culturas, como se pode ver pela quantidade de moinhos que ainda resistem. O último moinho funcionou até 1925.

Fotografia: Arlindo Camacho

 

3. Monsanto é uma floresta artificial: a maioria das árvores que hoje cobrem o parque começaram a ser plantadas no final da década de 30 com a ajuda da Mocidade Portuguesa e de reclusos.

4. Na década de 50 o parque acolheu três corridas de Fórmula1: em 1954, 57 e 59. A volta mais rápida foi feita pelo piloto britânico Stirling Moss: 2min 05s.

5. O parque foi projectado pelo arquitecto Keil do Amaral. O restaurante Montes Claros (então Pavilhão de Chá) e o Clube de Ténis são algumas das suas obras mais reconhecíveis, mas a sinalética do parque – letras brancas sobre setas azuis – também é obra sua.

6. O restaurante Montes Claros serviu durante muitos anos o copo de água das Noivas de Santo António.

7. Pedro Dias, o triplo homicida de Aguiar da Beira, está a aguardar julgamento na Prisão de Alta Segurança de Monsanto.

8.esquilos vermelhos em Monsanto. Os roedores foram introduzidos naquele habitat em 1993 mas são muito difíceis de avistar. 

Fotografia: Faísca

 

9. Nos primeiros anos do século XXI foram implementadas várias medidas de combate à prostituição na zona do Alvito. O Plano de Descontracção de Monsanto (!) pôs em prática várias medidas, mas a mais emblemática – e eficaz – foi pintar uma faixa amarela que proíbe carros parados ou estacionados na berma, uma prática essencial para que esse tipo de negócio floresça.

10. Dizem que Monsanto é o Central Park lisboeta, mas o nosso Parque Florestal é quase três vezes maior: 1000 hectares contra 340. Vamos então esclarecer as coisas: o Central Park é, na verdade, o mini-Monsanto de Nova Iorque.

Publicidade
Publicidade

Latest news