A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Chalet 12: a casa de família que virou espaço de cowork

Escrito por
Francisca Dias Real
Publicidade

O número 12 da Avenida Dr. Desidério Cambournac, em Sintra, sempre foi uma casa de família. Agora, nasce um espaço de cowork, o Chalet 12. As portas abrem oficialmente na quinta-feira e se precisa de um espaço para trabalhar em casa (literalmente), esta pode ser uma boa solução.

Rui Jorge quis dar uso à casa de família que, de há uns tempos para cá, já não servia de habitação. “Este espaço sempre foi uma casa de família desde o início do século, foi a casa onde eu cresci e onde os meus filhos viveram também”, contou o designer à Time Out. A ideia inicial – e a mais óbvia tendo em conta o espaço – era transformar o chalet num hostel, mas Rui preferiu ir por outro caminho.

Nasceu assim aquilo a que ele chama de “oficina criativa”, onde o conceito de trabalho se aproxima de um ambiente familiar, pondo de lado os modelos “tradicionais e cinzentos” de um escritório. “O que queríamos criar aqui era um ambiente em que as pessoas se sentem como num útero, mas com todas as condições necessárias a trabalhar”, descreve Rui.

O factor distintivo do Chalet 12 em relação a todos os outros coworks é precisamente o facto de estar numa casa de verdade. Não foi preciso tornar o espaço acolhedor para trabalhar porque simplesmente já o era. Rui garante que tudo se manteve como estava, o que ajudou a tornar o ambiente ainda mais caseiro. E como quem trabalha precisa de se alimentar, o fundador do Chalet 12 chama a atenção para a cozinha, um espaço da casa que vai ser muito mais do que a copa dos coworkers. Quando os ponteiros baterem nas 19.00 e o expediente chegar ao fim, haverá eventos à volta dos tachos e das panelas.

A criatividade é a alma do negócio (e da ocupação)

São 20 os lugares disponíveis para reunir um batalhão de criativos, pelo menos é essa a preferência do mentor do projecto que promete “analisar de forma criteriosa" as propostas que lhe chegarem.

A localização é privilegiada porque está no coração do hub de mobilidade de Sintra e ainda tem vista para a serra, o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros. Fica a poucos minutos a pé de um parque de estacionamento, do terminal de autocarros e da estação de comboios que liga Sintra a Lisboa.

Vencedor de um prémio europeu de design inclusivo, Rui Jorge quer ver nascer ali projectos que vão ao encontro dessa filosofia. E até já pensou criar o Prémio Chalet 12: um ano de cowork gratuito para quem apresentar um projecto de responsabilidade social e ambiental sustentável. 

Os custos da mudança de escritório para o Chalet 12 variam. Se quer uma visita provisória em pacotes de cinco dias paga 45€, mas se passar para um regime mensal o valor começa nos 160€. Se a ideia de cowork lhe agrada, mas não abre mão de alguma privacidade, também tem a possibilidade de ocupar uma sala privada ou um atelier a partir de 600€ por mês.

Cinco ocupantes já estão garantidos, por isso restam-lhe 15 lugares para poder trabalhar em casa, perdão, no Chalet 12.

Avenida Dr. Desidério Cambournac, nº12 (Sintra). Todos os dias. A partir de 45€.

Últimas notícias

    Publicidade