A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Feira Popular de Lisboa faz-se à estrada

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Hoje, no Capitólio, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa (CML), Fernando Medina, vestiu o fato, uma gravata vermelha e ligou as luzes do palco para apresentar a futura Feira Popular a mais de uma centena de investidores e dar uma novidade a mais de 500 mil alfacinhas.

O concurso público arranca ainda este ano e o bolo completo do projecto significa um investimento que anda ali à volta dos 70 milhões de euros. Bom, a verdade é que a grande fatia dos lisboetas não tem bolso para estas brincadeiras, e vai folgar em saber que está previsto um roadshow para futuros visitantes. Durante os próximos sete meses vai percorrer todas as freguesias da cidade e convidar os fregueses a conhecer o projecto da nova Feira Popular, desafiando-os ao mesmo tempo a lançar propostas para o recinto que estará inserido num parque urbano de 20 hectares em Carnide.

Um estudo encomendado pela CML prevê que em 2018 são esperados 800 mil visitantes, um número que pode subir para 1,2 milhões em 2021 e 1,4 milhões em 2022.

Últimas notícias

    Publicidade