A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Já existem 40 Celeiros em Lisboa: o novo fica em Campo de Ourique

Por
Mariana Morais Pinheiro
Publicidade

Iogurtes de coco, leites vegetais, manteiga de amendoim orgânica e sem glúten, pão escuro de arandos, quinoa, sumo de coco com ananás e acerola, conservas de atum selvagem em azeite biológico, chocolate 75% cacau de São Tomé, barras energéticas de guaraná 100% de agricultura biológica, e cremes para a cara e para as mãos sem químicos ou aditivos. Ufa! Se existe, o novo Celeiro de Campo de Ourique tem – e em quantidade.

“O Celeiro nasceu há 40 anos e a oferta tem vindo a crescer, por isso, era necessário um espaço que acompanhasse essa evolução”, conta Tiago Vale, o director de marketing que abriu, na semana passada, a 40ª loja da marca de produtos saudáveis. “Temos mais produtos de origem biológica à venda e apostamos no conceito À Mesa, onde pomos ao dispor do cliente uma maior oferta de pratos, além dos que já servíamos nos outros espaços. Muitos deles não têm glúten, são feitos sem lactose, com menos sal e gorduras, e todos de confecção caseira”, diz.

Os hambúrgueres de quinoa e grão ou os de bacalhau com coentros, a par da moussaka de lentilhas, das empanadas, das quiches, do tabbouleh com quinoa e molho tzatziki, ou dos cogumelos recheados com creme de tofutti (um queijo vegan) são alguns dos novos pratos que fazem parte dos menus de refeição (começam nos 2,29€ e vão até aos 7,45€). Estes podem ainda ser rematados por uma sobremesa, saudável, claro. Deste rol fazem parte as mousses de abacate, os crumbles de maçã, os bolos de agrião ou de cenoura e coco, as trufas de cacau e laranja ou de spirulina e amêndoa.

Fotografia: Manuel Manso

Celeiro de Campo de Ourique. Rua 4 de Infantaria, 34. Seg-Sáb 09.00-20.00. 

Últimas notícias

    Publicidade