A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Os melhores comics de Thor

Luís Filipe Rodrigues
Escrito por
Luís Filipe Rodrigues
Publicidade

Desde o advento de Thor nos comics da Marvel, em 1962, foram escritos milhares de páginas sobre o deus do trovão. Nem tudo vale a pena, mas estes livros são essenciais.

A começar nas primeiras histórias, criadas por Stan Lee e Jack Kirby durante os 60s, à actual fase, escrita por Jason Aaron, passando pelo épico de Walter Simonson, durante os anos 80.

 

Stan Lee e Jack Kirby (1962-70)

Stan Lee e Jack Kirby transpuseram o deus de Asgard para o universo Marvel em 1962, nas páginas da antologia Journey Into Mystery. Nas primeiras aparições, a personagem, que até tinha um alter-ego humano, devia mais ao Super-Homem da DC do que às descrições de Thor na mitologia nórdica. Além disso, o livro não era uma prioridade para a dupla, com Stan Lee a ser ajudado por vários argumentistas e Jack Kirby a ser substituído por outros artistas de tempos a tempos. As primeiras histórias são por isso olvidáveis. A dada altura, porém, Kirby começou a tomar as rédeas do personagem e a usá-lo como (mais um veículo) para a sua imaginação, expandido a mitologia asgardiana da Marvel e aproximando-a de alguns dos maiores nomes da respectiva cosmologia, como os Celestiais ou Galactus. Ponto de partida: Marvel Masterworks: The Mighty Thor Volume 1

 

Walt Simonson (1977-78, 1983-87)

Durante 11 meses, entre 1977 e 78, Walt Simonson ilustrou as histórias de Thor escritas pelo saudoso Len Wein. Um deus em viagem pelo espaço, inspirado pelas ideias e imagens de Jack Kirby. Mas não é nisso que as pessoas pensam quando pensam no Thor de Walt Simonson. E com razão. O americano regressou à personagem em 1983, num primeiro momento como argumentista e ilustrador, mas acabou por ficar só a escrever. Durante quatro anos redigiu um memorável épico operático que ainda hoje é recordado como uma das melhores fases da(s) história(s) do personagem, que foi revigorado e afastado das ideias fundadoras de Kirby e Stan Lee, sem nunca abdicar da sua essência. Ponto de partida: Thor by Walter Simonson: Volume 1

 

Jason Aaron (desde 2012)

Ainda é cedo para escrever o balanço definitivo do Thor de Jason Aaron, um dos arquitectos do universo Marvel. Neste momento, a dúvida é se estas são as melhores histórias desta divindade nórdica jamais escritas, ou só as melhores dos últimos 25 anos – há quem defenda que os livros de Walter Simonson são insuperáveis. Seja como for, é inegável que Aaron percebe do assunto como poucos, e a facilidade com que introduz crueza e realismo num mundo fantástico tem de ser elogiada. Nas suas mãos, a série começou por ser uma meditação sobre o divino e a sua negação, vista pelos olhos de um deus, e hoje, com outra personagem – uma mulher mortal – na pele de Thor, continua a desenvolver as mesmas ideias, mas de outra perspectiva. Actualmente, é o melhor comic da Marvel. Ponto de partida: Thor: God of Thunder Volume 1: The God Butcher

 

Últimas notícias

    Publicidade