A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Reis, Janeiras e outros afters

Por Mauro Gonçalves
Publicidade

É a quadra natalícia a dar as últimas. Com o Dia de Reis na sexta-feira, o que não falta por aí são cantilenas típicas do fim das festividades natalícias e, na impossibilidade de nos juntarmos ao Presidente Marcelo no Museu dos Coches (bem tentámos, mas o cantar das Janeiras vai ser à porta fechada) deixamos-lhe cinco sugestões para se manter fiel à tradição.

A começar pela margem sul do Tejo. No Solar dos Zagallos, entre cantadeiras, grupos corais, cavaquinhos, tunas e ranchos, são mais de 30 os grupos que se juntam para uma maratona de Janeiras e é tudo prata da casa, que é como quem diz do concelho. As cantorias começam às 20.30 de sábado e a entrada é livre.

Um dia depois, a Academia Almadense recebe outro dos pontos altos da primeira semana de Janeiro, o Concerto de Ano Novo. À Orquestra Promenade junta-se a voz de Sofia Escobar, numa viagem transatlântica pelos grandes êxitos musicais do cinema. Sob o tema "De Londres a Hollywood", o repertório inclui Richard Strauss, Aaron Copland, Leonard Bernstein, Ennio Morricone, Andrew Lloyd Webber e Jacques Offenbach. O concerto está marcado para as 18.00 e os bilhetes custam 10€.

Cá deste lado, na Igreja de São Roque, também soam as Janeiras e aqui o cenário só reforça o convite. O concerto está marcado para as 10.30 de sexta-feira, Dia de Reis.

Em Cascais, o coro de serviço junta mais de 100 cantores no Centro Cultural de Cascais. O concerto cumpre o costume cascaense e tem início marcado para as 10.00 de sexta-feira.

Tradições à parte, até o Colombo tem o seu próprio Concerto de Reis. Sexta-feira, a partir das 11.00, quem for aos saldos pela fresca vai apanhar a Banda de Música do Regimento de Sapadores Bombeiros, oportunidade para ouvir uns acordes entre pechinchas.

Últimas notícias

    Publicidade