• Blog
  • Compras e estilo de vida
0 Gostar
Guardar

Portugueses pela Fashion Week #1: Freakloset

Portugueses pela Fashion Week #1: Freakloset
©DR
Freakloset em destaque em Londres

"Onde é que já vimos estes sapatos?” – se não foi essa a reacção por aí quando olhou para as primeiras imagens do desfile da Sibling, por aqui não se falou de outra coisa. São portugueses e têm a etiqueta da Freakloset, uma das marcas de calçado que 2016 trouxe ao mundo (sim, para quê fecharmo-nos em Lisboa, quando estes sapatos já voaram até às passerelles londrinas?).

Para contar como tudo aconteceu, temos de voltar a Agosto de 2016, quando as duas marcas se descobriram uma à outra. Em Lisboa, A Freakloset já tinha dado provas de que os sapatos personalizáveis eram diferentes de tudo o que já se tinha visto. Em Londres, para a Sibling, marca originalmente dedicada à moda masculina, era preciso uma marca que calçasse a colecção do próximo Inverno na perfeição. Foi amor à primeira vista.

Depois de meses de trabalho à distância entre Joana Lemos, fundadora e designer da Freakloset, e Cozette McCreery e Sid Bryan, directores criativos da Sibling, chegaram juntos a um consenso. Os sapatos que iriam desfilar nos The Store Studios, dia 8 de Janeiro, iriam ter quatro tons: preto, branco, vermelho e azul escuro, introduzido na paleta de propósito para a ocasião.

O burburinho foi instantâneo e começou logo nos bastidores do desfile. Inicialmente, apenas os modelos masculinos iam calçar Freakloset. À última hora, foi tudo corrido a rasos. Afinal, até a própria directora criativa da Sibling estava a calçar os portugueses sapatos de pele e neoprene e não tardou até alguns modelos começarem a perguntar se podiam levá-los para casa. Nada mau, para uma estreia em terras de sua majestade.

 

Sibling e Freakloset seguiram, depois do desfile, para os showrooms de Paris, e não está fora de questão voltarem a trabalhar juntas num futuro próximo. De qualquer forma, a alavanca foi puxada no mercado que, actualmente, mais interessa à empresa portuguesa. No final do ano passado, 60 por cento das vendas da Freakloset ficavam dentro do país, mas Janeiro trouxe uma nova tendência: 70 por cento segue para bem longe, tal como a fama dos sapatos, que até já chegou a ouvidos nova-iorquinos. Espere para ver.

Para fazer comentários ou pedir informações, escreva um e-mail para

Comentários

0 comments