0 Gostar
Guardar

Cinco dicas para se orientar em Peniche

Começa amanhã a etapa portuguesa do circuito mundial de surf, prova que pode ajudar a definir o próximo campeão do mundo. Competem dois wild cards portugueses mas o que nós lhe queremos dar são valores seguros penicheiros

© WSL / Poullenot / Aquashot

Os melhores do mundo a equilibrar-se em tábuas de poliuretano vão estar em Peniche a partir de amanhã. Se vai espreitar os domadores de ondas, leve consigo estas dicas para aproveitar o melhor de Peniche.

Para comer Tasca do Joel

Começou por ser um pequeno ponto de encontro de pescadores: na tasca servia-se pão e vinho e deixava-se à disposição dos homens do mar uma grelha para assar o peixe que tinham apanhado de manhã. Mas passados mais de 30 anos desde a sua fundação, esta tasca é cada vez menos tasca e cada vez mais um restaurante de créditos firmados na gastronomia local. As especialidades do restaurante são o bacalhau, feito em forno a lenha, e o peixe fresco do dia. Convém marcar mesa ao fim-de-semana. Rua do Lapadusso, 73. Seg-Sáb 12.00-15.00 e 19.00-22.00, Dom 12.00-15.00. 262 782 945. 

Para relaxar Ciclovia Peniche-Baleal

Alugue uma bicicleta no Peniche Surf Camp (duas horas, 5€; um dia, 15€) e faça-se à estrada. A ciclovia une Peniche ao Baleal sempre perto do mar, enfrentando a nortada (coragem). São três quilómetros e meio num trajecto plano, bastante acessível, que o deixa mesmo em frente ao Baleal.

Para visitar Fortaleza de Peniche

É provavelmente uma das infraestruturas mais polivalentes de sempre: foi um ponto essencial na defesa da costa, abrigo de refugiados, residência de prisioneiros alemães e austríacos durante a I Guerra Mundial, prisão política durante o Estado Novo e albergue para as famílias portuguesas vindas do Ultramar em 1974. Agora é lá que está o Museu Municipal de Peniche, onde pode ficar a conhecer as várias vidas do forte. Campo da República. Ter-Dom 10.30-12.30 e 14.00-18.00.  262 780 116. 1,60€.

Para passear Lagoa de Óbidos

Podíamos começar por gabar a diversidade avifaunística ou a riqueza piscícola desta lagoa, mas vamos parar um pouco para contemplar a vista. Afinal, esta é a maior lagoa da Península Ibérica e, na nossa opinião, a mais bonita. Fica perto da vila histórica de Óbidos e tem uma mão cheia de praias à mão de semear: Foz do Arelho, Estrela, Bom Sucesso, Rei do Cortiço e Baleal, entre outras. Em tempos a lagoa tinha como actividades lúdicas apenas a pesca e os passeios de gaivota (o barco a pedais, não a espécie), mas hoje faz-se vela, windsurf, canoagem, kiteboard e aquele desporto moderno que é um bocado fazer troça dos náufragos, o stand up paddle.

Para terminar o dia Surfer's Lodge

Na Avenida do Mar fica este hotel/restaurante/bar que serve de quartel-general para os surfistas que visitam Peniche. É um dos sítios onde se juntam muitos dos atletas ao final do dia. Avenida do Mar, 132. Seg-Dom 07.00-22.30. 262 700 030. 

Comentários

0 comments