1 Gostar
Guardar

Surf Cascais: nove razões para apanhar esta onda

No meio de tanta animação não se esqueça de apoiar os surfistas portugueses

©WSL / Damien Poullenot
A surfista havaiana, Alessa Quizon

Das competições femininas e masculinas, às festas ao pôr-do-sol, da caça ao brinde a aulas de surf grátis, a Time Out tem nove argumentos de peso para o convencer a passar pela Linha de Cascais e ir ver alguns dos melhores surfistas no mundo. O Cascais Women’s Pro e o Billabong Pro Cascais começaram dia 23 e podem terminar até dia 2 de Outubro.

Surf Cascais: nove razões para apanhar esta onda

Emoções fortes

Emoções fortes

O Cascais Women’s Pro é a 8ª etapa do circuito mundial de surf feminino, que todos os anos atribui o título à melhor surfista em prova. Apesar de no calendário ainda estarem por realizar mais dois campeonatos (França e Havai), o caneco poderá ser levantado já em Portugal pela australiana Tyler Wright – a única em posição no ranking para alcançar tal feito. Para os homens este é um dos eventos mais pontuados do World Qualifying Series (WQS, mundial de qualificação), atribuindo 10 mil pontos ao vencedor.

Pessoas com pinta

Pessoas com pinta

Se gosta de ver pessoas (com pinta), vai ao sítio certo. Corpos bronzeados, miúdas com os biquínis da moda e, claro, surfistas a perder de vista. Se passar um atleta profissional, não se acanhe, peça-lhe para tirar uma selfie e marque-o nas redes sociais. Eles estão mais que acostumados a isso e, dependendo do seu lugar ranking e nível de popularidade, o seu número de fãs poderá sofrer um razoável aumento.

Campeões outra vez, quem sabe?

Campeões outra vez, quem sabe?

Vão estar presentes Frederico Morais e Vasco Ribeiro, que no ano passado causaram grandes estragos na corrida ao título mundial em Peniche, o luso-germânico Marlon Lipke, e ainda Pedro Henrique e Tomás Fernandes. Lembre-se da emoção que foi a vitória do Euro com o golo do Éder e aproveite o embalo para torcer pelos surfistas portugueses. Eles estão a contar consigo. Pelo caminho, já ficaram Teresa Bonvalot, José Ferreira e Nic von Rupp.

Boas ondas e bom tempo

Boas ondas e bom tempo

Para garantir as melhores ondas durante as provas, este ano existe uma estrutura móvel que sempre que for necessário se deslocará pelas várias praias da Linha. E, se faz surf, não perca a oportunidade de poder estar dentro de água com os melhores do mundo. As previsões do tempo e do mar são promissoras.

Festas ao pôr-do-sol

Festas ao pôr-do-sol

Neste sábado e domingo, os fins de tarde na praia de Carcavelos vão ser animados com música. Se não tem vergonha de dar um pezinho de dança ou adora beber uma sangria à frente do mar, passe por lá.

Faça-se à pista

Faça-se à pista

Demonstrações de skate, BMX, Inline e Slackline – se está inspirado e com vontade de experimentar algo radical, não deixe de fazer uma visita a esta zona de actividades. O skatepark estará aberto todos os dias ao público para quem quiser praticar os seus moves. Também poderá ver demonstrações e competições entre os melhores skaters nacionais e não só.

EDP Surf Market

EDP Surf Market

Durante o próximo fim-de-semana à tarde haverá um mercado de produtos de várias marcas trendy, diz Francisco Spínola, o representante da World Surf League em Portugal e responsável pela organização de ambas as provas. Não nos responsabilizamos pelos “perdi a cabeça”.

Caça ao brinde

Caça ao brinde

E que brindes! De skates para deslizar em terra firme a aulas de surf gratuitas, a Allianz, uma das marcas patrocinadoras, fará as delícias de quem costuma ir a eventos só para isto mesmo: sair de lá com tudo a que tem direito. Para os mais nostálgicos, haverá também fotografias para mais tarde recordarem a maravilha que foi esta caça, bem como sumos naturais, cheios de vitaminas, para ninguém perder o ritmo.

 Com fome?

Com fome?

Com as previsões de sol para os próximos dias, aproveite que está perto do mar para almoçar numa das várias esplanadas da Linha. Se a acção estiver a decorrer em Carcavelos, tem bom peixe e marisco n’A Pastorinha e, para petiscos, o Bar dos Gémeos. A caminho do outro palco tem o Boteco da Linha, que para quem é do estilo groupie talvez seja a melhor opção. Além de pimentos Padrón, croquetes de alheira e salada de polvo, há uma elevada probabilidade de esbarrar com vários surfistas profissionais. (Dica: pergunte aos funcionários do restaurante quem por lá tem andado e a que horas.) Já em Cascais, há sempre o clássico Bar do Guincho, o sushi do restaurante do Farol Design Hotel, os famosos Hotdogs na Guia, ou, para quem quer abrir os cordões à bolsa, as Furnas do Guincho ou o Monte Mar.

Comentários

0 comments