1 Gostar
Guardar

Um dia da nova Mouraria

Há novos cafés, restaurantes, bares e lojas a colocar o bairro de volta no roteiro de lisboetas e, pela primeira vez, na mira dos turistas. Para ficar a par das novidades, passe um dia na Mouraria

Fotografia: Arlindo Camacho

Há quanto tempo não vai passear à Mouraria? Se precisa de uma desculpa nós damos-lhe cinco.

Experimente o brunch d’O Corvo

Experimente o brunch d’O Corvo

E de repente o Largo dos Trigueiros, em tempos esquecido e forrado a carros, entra no roteiro dos sítios mais cool de Lisboa. Tudo por causa da pedonalização da rua e de lugares como o Corvo, um café e restaurante que vem dar a este largo a esplanada que ele sempre mereceu. Para o brunch há um menu normal, com aquele sortido rico de pães, croissants, queijos e enchidos (12,50€) e uma versão saudável com iogurte, frutas, panquecas de aveia e sumos naturais, entre outros (11€). No menu há ainda focaccias, saladas, bifes e hambúrgueres, mas a vizinhança parece rendida aos bolos caseiros.

Largo dos Trigueiros, 15A. Ter-Qui, 12.00-23.00, Sex 12.00-00.00, Sab 10.00-00.00 e Dom 10.00-17.00. 21 886 0545. 

Faça compras n’A Loja

Faça compras n’A Loja

“Têm uma mistura de saudade com joie de vivre”. É assim que Gabrielle de Saint Venant descreve os objectos que tem à venda na sua loja da Rua de São Cristóvão. São cerâmicas portuguesas, joalharia do mundo, peças de decoração vintage e kitsch escolhidas por esta fotógrafa francesa que se apaixonou pela Mouraria. “Sou uma viajante, já estive em todo o lado, mas só consegui parar na Mouraria. Está aqui o mundo todo”.

R. de São Cristóvão, 3. Seg-Sáb 10.30-19.00.

Espreite as ilustrações da Ó Galeria

Espreite as ilustrações da Ó Galeria

A mais famosa galeria de ilustração do Porto abriu em Lisboa em Novembro de 2015, em formato pop-up, e diz adeus à capital já no final do ano. Por isso o melhor é aproveitar agora para comprar originais, prints, serigrafias e risografias de gente como Yara Kono, Mariana a Miserável, Laura Liedo ou Maria Herreros, entre muitos outros. É que depois só uns 300 quilómetros mais a norte, na Invicta.

R. São Cristóvão, 7. Seg-Sáb 11.00-20.00.

Jante no Food Temple

Jante no Food Temple

É o melhor sítio em Lisboa para demover aquele amigo que jura não conseguir viver sem proteína animal. O Food Temple, projecto de Alice Ming, canadiana de origem chinesa, identifica-se como uma “comunidade de gastronomia cultural” que leva à risca o “somos aquilo que comemos” – e quer que sejamos todos boas pessoas: pessoas orgânicas, de qualidade, como os ingredientes que escolhem. Vá à descoberta, mas faça o favor de marcar mesa – se tiver calor peça para ficar cá fora.

Beco do Jasmim, 18. Qua-Dom 19.30-23.00. 21 887 4397.

Vá beber um copo ao Flamingo

Vá beber um copo ao Flamingo

“Vamos sair à noite na Mouraria” ainda não é a frase mais ouvida a um sábado à noite. Mas desde a abertura do Flamingo, o ano passado, que o bairro entrou discretamente no roteiro noctívago lisboeta. E no roteiro dos apreciadores de WCs com luzes estroboscópicas, se um dia existir uma coisa dessas. É um dos bares com melhor relação boa onda por metro quadrado.

Largo do Terreirinho, 16. Ter-Sáb 22.00-04.00.

Comentários

0 comments