From afar it was an island

Dança
From afar it was an island
©João Fiadeiro

Regresso a Portugal e regresso do festival a um dos coreógrafos que esteve na sua origem, João Fiadeiro, com From Afar it Was an Island, a partir do livro infantil do designer italiano Bruno Munari.

Nesse livro, Munari fotografa uma série de pedras e rochas encontradas no Sul da Itália, organizando-as como forma de ilustração “dos princípios e premissas que sustentam a sua prática e pensamento”, que são: “a constatação de que a percepção está intimamente ligada ao contexto e à relação, bastando uma pequena mudança de perspectiva ou de escala para uma linha se transformar numa estrada ou uma pedra numa ilha.” Fiadeiro, neste espectáculo, não se apoia propriamente no livro, mas “aquilo que procura em termos de qualidade de presença, duração e atenção está enraizado nos princípios e jogos de percepção que o livro trata.” Traduzido para o palco quer dizer que, de longe, o que “os intérpretes dizem e fazem parece fazer sentido”, contudo “à medida que o tempo passa” percebe-se que esses corpos não vão a “lado nenhum e de que não representam mais nada senão a sua própria presença”, interpretando aquela “que parece ser a única função de uma obra de arte: oferecer-se à imaginação.”

Por Rui Monteiro

Publicado:

LiveReviews|0
2 people listening