Dez grandes monstros extraterrestres do cinema

Por ocasião do lançamento do trailer de 'Alien: Covenant', o novo filme da saga 'Alien', recordamos dez dos mais perigosos extraterrestres do cinema de ficção científica

Os marcianos de Tim Burton e de Steven Spielberg, o Alien de Ridley Scott, a Coisa de Howard Hawks e John Carpenter, e até palhaços carnívoros do espaço sideral, todos têm lugar nesta selecção de perigosos extraterrestres.

Dez grandes monstros extraterrestres do cinema

‘A Ameaça’ (1951)

O monstro extraterrestre deste clássico de ficção científica de Howard Hawks e Christian Nyby é um dos melhores e mais credíveis dos muitos filmes do género feitos nesta época. Descoberta congelada na sua nave por uma equipa de cientistas de uma base de investigação no Ártico, a criatura, de aspecto humanóide (era o actor James Arness maquilhado e metido num “fato de monstro”), começa a espalhar a morte e o pânico na base.  

‘O Planeta Selvagem’ (1973)

Os Draags, os alienígenas gigantes e azuis desta longa-metragem animada do francês René Laloux, baseada num livro do seu compatriota  Stefan Wul, adaptado ao cinema por Roland Topor, estão entre os mais originais da ficção científica. Eles oprimem e escravizam os minúsculos humanos do planeta Ygam, que um dia se revoltam contra os seus senhores.

Publicidade

‘Alien- O 8º Passageiro’ (1979)

Criação genial de H.R. Giger, a monstruosa espécie alienígena desta série de filmes iniciada aqui por Ridley Scott caracteriza-se pela pulsão assassina, pelo seu aspecto aterrador, por ter ácido em vez de sangue e ainda uma dupla mandíbula que proporciona desagradáveis surpresas a quem a enfrenta. E como se isto não chegasse, ainda incuba nos corpos dos seus inimigos.

‘Veio do Outro Mundo’ (1982)

Neste remake, assinado por John Carpenter, do filme de Howard Hawks e Christian Nyby feito nos anos 50, a “Coisa” alienígena vinda do espaço e encontrada pelos cientistas no Ártico, é muito diferente da original e mais sofisticada, uma criatura aracnóide que tem a capacidade de assimilar quem contacta e de se transformar nessa pessoa até ao mais pequeno detalhe. 

Publicidade

‘Critters - Seres do Espaço’ (1986)

São pequenas bolas de pêlo com olhos brilhantes e dentes trituradores, são carnívoros, fugiram de uma prisão espacial de alta segurança e vieram parar à Terra, onde começam a comer os habitantes de uma terreola algures nos EUA e ameaçam os membros da família Brown. As vorazes “criaturas” deste filme de Stephen Herek foram tão populares, que houve três continuações.

‘O Predador’ (1987)

Uma equipa de forças especiais americanas em missão na selva da América Central vê-se perseguida por uma entidade alienígena. John McTiernan realiza este magnífico filme onde Arnold Schwarzenegger enfrenta um caçador de outro planeta, que veio à Terra para praticar o seu desporto favorito. Houve uma continuação, e mais tarde os Predadores começaram também a caçar os Aliens de Giger noutra série de fitas.  

Publicidade

‘S.O.S. Palhaços Assassinos’ (1988)

Estes palhaços assassinos vindos do espaço exterior são sérios candidatos ao troféu de Extraterrestres Hostis Mais Insólitos da História do Cinema e fizeram deste filme dos irmãos Stephen e Charles Chiodo um título de culto do cinema de ficção científica. Os extraterrestres-palhaços chegaram à Terra para transformar os humanos em comida, e só um grupo de miúdos percebe isso.

‘Marte Ataca!’ (1996)

O cinema de ficção científica está inflacionado de marcianos invasores da Terra, mas estes de Tim Burton, saídos de uma velha colecção de cartões com o mesmo título do filme, estão entre os melhores de todos, com as suas armas de raios mortíferas, o seu cruel sentido de humor e a sua alergia mortal à música country.  E são ao mesmo tempo uma homenagem e uma paródia aos marcianos das fitas dos anos 50.

Publicidade

‘Soldados do Universo’

Os insectos alienígenas gigantes desta adaptação, feita por Paul Verhoeven, do clássico de ficção científica de Robert A. Heinlein, estão também entre os mais terríveis inimigos da raça humana já vistos na tela, e as batalhas entre as tropas terrestres e os bugs são de uma ferocidade épica. E há ainda a surpresa final do filme, com a captura do “cérebro” que comanda os enormes insectos invasores.

‘Guerra dos Mundos’ (2005)

Mais marcianos, estes saídos directamente do clássico de H.G. Wells, que foi aqui actualizado e relocalizado para os EUA por Steven Spielberg, que se mantém bastante fiel à representação feita pelo escritor britânico das máquinas invasoras vindas de Marte. Só mesmo no final, aquando do colapso dos marcianos e seus engenhos, devido aos micróbios terrestres, temos um vislumbre do aspecto deles.

Publicidade

Comentários

0 comments