Fanny e Alexandre

Filmes
fanny e alexandre

A Time Out diz

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme se os eventos continuam agendados.

Há, na programação da Cinemateca, uma discreta rubrica, Inadjectivável, que, como diz o nome, se dedica a filmes sobre os quais não há adjectivos suficientes nem capazes de assentarem como uma luva. Uma dessas obras é, sem dúvida, este filme de Ingmar Bergman, dirigido em 1982, com Pernilla Allwin, Bertil Guve, Jarl Kulle, Erland Josephson e Harriet Andersson nos principais papéis. Embora inadjectivável, o programador chama-lhe logo “um filme mágico”. E há, de facto, boa dose de magia cinematográfica na forma como o realizador sueco conta a sua infância e o “confronto entre o mundo epicurista, do prazer e alegria familiar, e a rigidez do puritanismo do padrasto”, perfeitamente demonstrado na deslumbrante cena de Natal.

Detalhes

Também poderá gostar