Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Seis razões para subscrever o Sundance TV On Demand
Dead Man (1995)
©DR Dead Man de Jim Jarmusch

Seis razões para subscrever o Sundance TV On Demand

O serviço on demand do icónico festival de cinema é um exclusivo MEO. Disponível através da posição 84 para todos os clientes MEO ADSL e MEO Fibra (com MEOBox)

Por Time Out em associação com MEO
Publicidade

O MEO tem um novo serviço on demand que reúne grandes filmes de ficção, documentários e séries originais. Chama-se Sundance TV On Demand, tem a chancela
 do festival de cinema independente norte-americano e custa apenas 2,99€ por mês. Só por estes quatro filmes e duas séries já valia a pena subscrevê-lo, mas há muitos mais para ver. Este lançamento vem enriquecer a oferta do MEO na área do cinema, que inclui o MEO VideoClube, o Disney on Demand, o MEO Séries (Cinema em Casa e Cartoon Network Premium) e uma oferta de canais de cinema lineares e premium.

Seis razões para subscrever o Sundance TV On Demand

Faces (1968)
Faces (1968)
©DR

Faces (1968)

Entre as décadas de 50 e 80, John Cassavetes escreveu, dirigiu e produziu vários filmes marcantes, e entrou nalguns deles, incluindo este Faces, nomeado para
o Óscar de Melhor Argumento Original em 1969. O retrato amargo de um casamento a caminho do fim, ancorado nos desempenhos de John Marley, Gena Rowlands, Lynn Carlin e Seymour Cassel, que valeram a estes dois últimos nomeações para os Óscares.

Dead Man (1995)
Dead Man (1995)
©DR

Dead Man (1995)

Aqui está um dos melhores filmes de Jim Jarmusch – talvez mesmo dos anos 90. A opinião não é consensual, mas o filme tem conquistado adeptos nos últimos anos. Um western psicadélico e pós-moderno, pejado de referências certeiras a outros objectos culturais e interpretado por figurões como Johnny Depp, Billy Bob Thornton, Iggy Pop ou Robert Mitchum.

Publicidade
For No Good Reason (2012)
For No Good Reason (2012)
©DR

For no Good Reason (2012)

Ralph Steadman é um dos grandes ilustradores britânicos, no activo desde os anos 50/60.
 Mas é reconhecido sobretudo pelas suas colaborações com o escritor gonzo Hunter S. Thompson. Neste documentário dirigido por Charlie Paul, que terá demorado 15 anos a filmar, Steadman e alguns admiradores como Johnny Depp discorrem sobre a sua obra e influência.

The Look of Silence (2014)
The Look of Silence (2014)
©DR

The Look of Silence (2014)

Entre 1965 e 1966, o exército da Indonésia matou entre 500 mil e um milhão de comunistas, com o apoio – ou pelo menos a bênção – dos Estados Unidos. Foi um dos piores massacres do século XX. Joshua Oppenheimer já tinha contado a história do genocídio, do ponto de vista dos assassinos, no seminal The Act of Killing (2012). E dois anos depois deu voz à memória das vítimas neste documentário nomeado para um Óscar.

Publicidade
Rectify (2012)
Rectify (2012)
©DR

Rectify (2013-2016)

Estreada em 2013, Rectify foi a primeira série original da Sundance TV. Um drama gótico sulista criado por Ray McKinnon e protagonizado por Aden Young, no papel de um homem que é absolvido depois de passar quase 20 anos no corredor da morte por um crime violento que não tinha cometido. Há 30 episódios, divididos por quatro temporadas, para ver on demand.

1968, That Seismic Year (2017-2018)
1968, That Seismic Year (2017-2018)
©DR

1968, That Seismic Year (2017-2018)

Toda a gente fala do Maio de 68 francês, mas 1968 foi um ano turbulento de luta e despertar reivindicativo um pouco por todo o mundo. Esta série documental de três episódios mostra como aquela época foi vivida em diversos momentos e lugares, através de vídeos caseiros filmados por quem vivia aqueles dias quentes.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade