Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Herdade do Ananás

Herdade do Ananás

Hotéis

A Time Out diz

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme se os espaços continuam abertos.

Na mesma quinta que desde há 70 anos se encarrega de produzir os ananases que temos o privilégio de ter à mesa no continente, nasceu um turismo de charme a que o proprietário, Luís Dias, prefere chamar “uma casa de família que se transformou para receber hóspedes”.
O “charme”, diz, é um termo um bocadinho pretensioso e que não combina com a simplicidade que se encontra dentro de portas. Excesso de modéstia, talvez, mas o que Luís Dias quer dizer é que a ideia de convidar os visitantes a pernoitarem na quinta é, mais do que um sonho de vida, uma homenagem ao trabalho dos avós, que ali criaram aquela que viria a ser a maior plantação de ananases da Europa e uma das maiores do mundo.
Para Luís, “a casa é pequena”, e por isso só tem oito quartos mas para quem acaba de chegar parece exactamente o contrário: salas e quartos amplos, varandas espaçosas com vista para a quinta e uma sala de pequenos-almoços toda em vidro, criada de raiz na continuação do edifício principal para deixar os hóspedes mais à vontade. É nela que se serve a primeira refeição do dia numa espécie de menu de degustação de produtos locais. Além do ananás, que está nos sumos, nas compotas e na salada de fruta, há outros bocadinhos da ilha para provar no bolo lêvedo, nas manteigas e queijos, nos chás e nas supergulosas queijadas da Vila.
Depois disso, e porque vai ter mesmo de ir dar uma volta para se recompor do festim, vale a pena juntar-se a uma das visitas guiadas exclusivas a hóspedes pelas estufas para, agora sim, saber tudo o que há para saber sobre o maravilhoso mundo do ananás. Se quiser experimentar uma massagem relaxante feita com óleo extraído do fruto, reserve directamente na recepção, que, neste caso, é no mesmo balcão da mercearia da casa, onde encontra exemplares dos famosos licores frutados da ilha e outras especialidades locais.
Aproveite as bicicletas gratuitas para pedalar até ao centro da cidade – Ponta Delgada está a apenas 3 km – e ir parando pelo caminho para as fotografias da praxe.

Por Nelma Viana

Publicado:

Detalhes

Endereço Canada dos Prestes de Cima, 21
Ponta Delgada
S. Miguel
9500-450
Preço Desde 70€
Contato
É o proprietário deste estabelecimento?
Também poderá gostar
    Últimas notícias