TRX para crianças

A loucura das fitas TRX nos ginásios não é um exclusivo dos pais que querem praticar exercício físico e ficar em forma. Assistimos a uma aula para miúdos e suámos só de vê-los em acção
TRX O2 Life Center - Crianças
Fotografia: Ana Luzia
Por Catarina Figueira |
Publicidade

Sábado, nove e meia da manhã. A aula de TRX do O2 Life Center está cheia… de crianças. Enquanto os pais combatem a barriga na sala ao lado, os miúdos agarram-se com o mesmo afinco às fitas suspensas numa barra de ferro. De braços esticados, inclinam o corpo para a frente e para atrás. E puxam, puxam… Bruno Brito, director e instrutor desta nova clínica ginásio, vai corrigindo posturas e dando palavras de incentivo.

O TRX foi criado pelo programa de treino dos Seals da Marinha dos Estados Unidos e transformou-se numa moda nos ginásios de todo o mundo, incluindo os portugueses. Na aula para crianças do O2 Life Center as fitas são o centro das atenções mas não são o único exercício que têm pela frente durante os 60 minutos do treino. No primeiro exercício, “só para aquecer”, os miúdos têm de imitar os movimentos de uma série de animais. Primeiro fazem figura de urso (em sentido literal, claro), depois de coelho e de galinha.

“Mantenham os calcanhares lá em baixo! Rápidoooo”, grita o instrutor. Há alguns joelhos a fraquejar, corpos que vão ao tapete. “Vê-se bem nestes exercícios que as crianças deixaram de brincar na rua. Na idade deles treinávamos os músculos posteriores a jogar ao berlinde e ganhávamos força de braços pendurados nas árvores”.

Segue-se outro exercício físico do demónio: corpo em prancha para fazer flexões, impulso rápido para ficar de pé, pular bem alto e bater na palma da mão do companheiro. “Já está tudo a transpirar ou ainda não?”

Quem ainda não estava vai ficar porque vêm aí as fitas de TRX. “Estica-me esse braço!” Os ginastas que não têm lugar nas estruturas esperam pela sua vez num circuito em formato de escada que percorrem uma e outra vez aos pulos, ao pé-coxinho, de lado. O treino serve todos: os calminhos e os mais agitados, os lingrinhas e os que já começam a dar sinais de excesso de peso.

O exercício físico é fundamental mas uma boa alimentação também pesa na balança e ambos são trabalhados através de várias modalidades neste ginásio onde os miúdos e os pais são tratados pelo nome próprio. Por isso mesmo, no final da aula, a conversa em roda é sobre os pratos preferidos deles. Que se resumem a três: massa, pizza e hambúrguer. “Já ninguém sonha com um bife com batatas fritas e ovo a cavalo”, sorri Bruno Brito, que só pede uma coisa aos seus ginastas: “Atenção aos doces!”.

Clínica Ginásio O2 Life Center - Avenida de Pádua Lt 10 (junto à estação de Metro de Cabo Ruivo). 21 853 1900. Sábados 09.30. 30€/mês.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com