A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Museu do Oriente

  • Museus
  • Estrela/Lapa/Santos
  1. Museu do Oriente
    ©Ana LuziaMuseu do Oriente
  2. Brunch do Museu do Oriente
    Fotografia: Ana LuziaBrunch do Museu do Oriente
  3. Museu do oriente
    ©DR
Publicidade

A Time Out diz

No fundo, fomentar as ligações entre Ocidente e Oriente, entre a Ásia e Portugal, é a missão do Museu do Oriente. Entre outras coisas, por agora, pode ver a exposição Ópera Chinesa, que nos aproxima dessa tradição. Há também um workshop de mandarim a decorrer até meio de Março. E aos sábados e domingos aconselha-se vivamente o belíssimo brunch que por ali se serve, a 20€ por cabeça. Uma dica: não se esqueça de fazer reserva antecipadamente.

Detalhes

Endereço
Avenida Brasília, Doca de Alcântara
Lisboa
1350-352
Preço
Até aos 6€
Horário
Ter-Qui 10.00-18.00, Sex 10.00-22.00, Sáb-Dom 10.00-18.00

Novidades

Histórias de um Império

Inédita, Histórias de um Império é a primeira exposição integralmente dedicada à Colecção Távora Sequeira Pinto, que documenta as relações artísticas entre Portugal e as culturas do império asiático. Evitando uma leitura tradicional, cronológica e geográfica, os oito núcleos temáticos que a compõem retratam a riqueza, a complexidade e a surpreendente beleza da arte produzida nas redes comerciais criadas por Portugal, um pouco por toda a Ásia. Entre as mais de 150 peças, destaca-se uma Pedra de Bezoar montada com coral vermelho (Índia e Europa, século XVII). Da porcelana chinesa aos marfins de Goa, do mobiliário indiano às delicadas lacas japonesas, a narrativa visual revela-se de grande impacto e exuberância.

Timor-amor. Os filmes

Com um título que remete para o trabalho do poeta português Ruy Cinatti (1915-1986), eterno apaixonado por Timor, este ciclo de cinema apresenta diversos olhares sobre Timor durante o Estado Novo, após a ocupação pela Indonésia e também após a autodeterminação do território que alcançou a independência há precisamente 20 anos. Estes diferentes olhares sobre o antigo território português dividem-se entre a propaganda da ditadura portuguesa e a visão mais contemporânea de vários realizadores portugueses, num ciclo que também estará dividido entre o Auditório do Museu do Oriente e a Cinemateca Portuguesa até ao final do mês de Maio. O programa completo pode ser consultado no site da Fundação Oriente. A entrada é gratuita, mediante levantamento do bilhete no próprio dia.

Mísia

  • Fado

Animal Sentimental estreia-se ao vivo. O álbum assinala 30 anos de carreira de Mísia e soa a balanço dos 66 anos de vida de Susana Maria Alfonso de Aguiar. O sucessor de Pura Vida (2019) é pretexto para este concerto no Auditório do Museu do Oriente e chega acompanhado por um livro onde a cantora revisita episódios da sua biografia, pessoal e artística, e aponta o dedo às suas duas maiores influências, Amália e Juliette Gréco. Os arranjos e a direcção musical são de Ricardo Dias (Brigada Victor Jara), a produção é do alemão Wolf-Dieter Karwatky (engenheiro de som com seis Grammys no currículo) e a capa é um retrato de Mísia assinado pela pintora francesa Anne-Sophie Tschiegg. O álbum foi lançado a 29 de Abril e o seu primeiro single foi “Da Vida Quero os Sinais”, poema de Mário Cláudio para o Fado Tango.

Publicidade
Também poderá gostar