0 Gostar
Guardar

Aerosmith em Lisboa – cinco discos obrigatórios

Aero-Vederci Baby! é o nome da digressão de despedida dos Aerosmith na Europa. Lisboa recebe a visita das lendas do rock no dia 26 de Junho. Hora de limpar o pó a estes 5 álbuns inesquecíveis de Steven Tyler e companhia

Os Aerosmith tocam em Lisboa em Junho de 2017

Quarenta e cinco anos e mais de 100 milhões de álbuns vendidos depois, os Aerosmith decidiram que já chega e anunciaram uma digressão de despedida. Chama-se Aero-Vederci Baby!, arranca em Maio de 2017 em Israel e passa por Lisboa, mais propriamente pelo MEO Arena, no dia 26 de Junho. Até lá, vale a pena recordar estes cinco discos da banda de rock' n'roll norte-americana liderada pelo rebelde Steven Tyler. 

Aerosmith em Lisboa – cinco discos obrigatórios

Toys in the Attic

Em 1975, os Aerosmith lançaram o seu terceiro álbum, sem imaginarem que no final do século XX seria considerado um dos melhores discos de todos os tempos. É lá que se pode ouvir clássicos da banda norte-americana como "Sweet Emotion" ou o original de "Walk This Way" (escrita enquanto o grupo esperava por uma entrega de coca). O guitarrista Joe Perry disse em entrevista que o disco foi a salvação da banda: a editora Columbia Records estava decidida a largar os Aerosmith se Toys in the Attic não tivesse grande saída. 

Get a Grip

Em 1993, o mundo inteiro andava a ouvir Pearl Jam, Smashing Pumpkins, Nirvana e Whitney Houston, quando os já velhinhos Aerosmith lançaram o seu 11º álbum, Get a Grip, que vendeu mais de 20 milhões de discos. Na capa, umas tetas de vaca; lá dentro, sucessos como "Cryn", "Amazing" e "Crazy". Liv Tyler (filha do líder da banda) e a ainda desconhecida Alicia Silverstone protagonizaram o inesquecível videoclip desta última.

Aerosmith

O disco de estreia tinha o nome próprio e foi gravado em apenas duas semanas. Saiu em Janeiro de 1973 e já contava com o que se viria a transformar no ADN da banda: os gritos inigualáveis de Steve Tyler e os duos de guitarra matadores de Brad Whitford e Joe Perry. Não vendeu logo que nem pãezinhos quentes mas, três anos depois, o single "Dream On" foi relançado e entrou para o top 10 norte-americano. 

Pump

Foi o quarto disco mais vendido de 1990, apesar de os Aerosmith arrancarem a década bastante desfalcados: Steve Tyler era recorrentemente internado para lutar contra o vício em drogas. Algumas das canções deste álbum foram escritas por convidados, mas os maiores sucessos, como "Love in an Elevator" e "Janie's Got a Gun" são da casa. 

Permanent Vacation

Os fãs de Aerosmith mais puristas ainda hoje consideram que músicas como "Rag Doll", "Dude (Looks Like a Lady)" e "Angel", do disco Permanent Vacation de 1987, são demasiado comerciais e até um pouco lamechas. Mas o álbum que para alguns desvirtuou a banda foi o que conquistou milhões de jovens em todo o planeta, que assistiam aos videoclips em loop na MTV. 
 

Comentários

0 comments