Beethoven: Concertos para piano n.º 1 e 5

Música, Clássica e ópera
Artur Pizarro
©Sven Arnstein Artur Pizarro

A Time Out diz

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme se os eventos continuam agendados.

A perda de audição, que dera os primeiros sinais em 1798, tornara-se num problema sério em 1802, ano em que Beethoven confia a uma carta (nunca enviada) aos irmãos reflexões sobre a situação angustiante de estar a perder irreversivelmente o mais precioso sentido que um músico possui. O agravamento da surdez levou a que, em 1811, quando da estreia do Concerto n.º 5 – o último e mais grandioso deles – Beethoven tivesse de delegar o papel de solista no Arquiduque Rodolfo, seu aluno de piano e o mais empenhado dos seus mecenas.

Intérpretes: Artur Pizarro (piano), Orquestra Sinfónica de Wuppertal, direcção de Julia Jones

[II andamento (Adagio un poco mosso) do Concerto n.º 5, por Hélène Grimaud (piano) e Staatskapelle Dresden, com direcção de Wladimir Jurowski]

Por José Carlos Fernandes

Publicado:

Detalhes

Também poderá gostar
    Últimas notícias