Bizet: Carmen

Música, Clássica e ópera Gratuito
Bizet: Carmen
©Perla Maarek

Há que admitir que a Espanha de Carmen (1875) é de bilhete-postal: ciganas indomáveis, toureiros destemidos, contrabandistas astutos e oficiais garbosos, arrastados por um turbilhão de paixão e ciúme. Georges Bizet, como a esmagadora maioria dos compositores franceses do século XIX e início do século XX que compuseram peças de inspiração espanhola, nunca pôs os pés em Espanha, mas Prosper Mérimée, o autor da novela homónima que serviu de base ao libreto de Henri Meilhac e Ludovic Halévy, andou por lá algum tempo – o suficiente para ter ouvido uma história de faca-e-alguidar de um rufia de Málaga que assassinara a amante, à qual Mérimée adicionou o ingrediente cigano. Embora parta de uma visão estereotipada de Espanha, Carmen é uma obra em estado de graça, em que todas as peças estão perfeitamente encaixadas e as limitações dos libretistas e do compositor se evaporam.

Carmen é uma das quatro óperas que o ciclo Jardim de Verão nos dá a ver em grande écran, numa transmissão do Festival de Aix-en-Provence, com elencos vocais, orquestras e maestros de primeiro plano. Em Carmen teremos Stéphanie d’Oustrac (Carmen) (na foto), Michael Fabiano (Don José), Elsa Dreisig (Micaëla), Michael Todd Simpson (Escamillo), Ensemble Vocal Aedes e Orchestre de Paris, com direcção de Pablo Heras-Casado e encenação de Dmitri Tcherniakov.

Por José Carlos Fernandes

Publicado:

LiveReviews|0
0 people listening