Concerto de encerramento: O doce poder da música

Música, Clássica e ópera
Antonio Pirolli
©Bruno Simão Antonio Pirolli

A Time Out diz

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme se os eventos continuam agendados.

Para terminar a maratona Shakespeare, há um pot-pourri de excertos de óperas de Bellini (I Capuleti e i Montechi), Gounod (Romeu e Julieta), Thomas (Hamlet), Verdi (Falstaff) e Wagner (O Amor Proibido), a abertura do bailado Romeu e Julieta, de Prokofiev, e a Serenata à Música, de Vaughan Williams.

Vínculo a Shakespeare: para lá das relações óbvias explicitadas nos títulos das obras, há que considerar que Falstaff adapta As Alegres Comadres de Windsor, que O Amor Proibido adapta Medida por Medida e que Serenata à Música usa um excerto de O Mercador de Veneza.

Intérpretes: vários solistas vocais, Coro do Teatro Nacional de S. Carlos, Orquestra Sinfónica Portuguesa, com direcção de Antonio Pirolli.

Por José Carlos Fernandes

Publicado:

Detalhes

Também poderá gostar