0 Gostar
Guardar

Oito concertos a não perder em Lisboa

Uma lista eclética com os concertos que mais expectativas estão a criar na cidade

© Seamus Murphy

Todas as semanas há concertos que vale a pena ver em Lisboa. Mas uns valem mais a pena do que outros. A Time Out destaca estas oito actuações confirmadas para 2016.

Compre bilhete o quanto antes

Miguel Araújo & António Zambujo

Miguel Araújo & António Zambujo

Coliseu dos Recreios: 27, 29 e 30 de Setembro, 1 e 2 de Outubro

Miguel Araújo e António Zambujo, dois dos mais populares escritores de canções portugueses dos últimos anos, voltam a juntar-se no Coliseu. Ainda há uns meses esgotaram nove concertos na sala dos Restauradores, e  agora esperam encher mais seis – tocam duas vezes no dia 1 de Outubro. Tudo graças a êxitos pop como "O Pica do Sete”, “Lambreta”, “Anda Comigo Ver Os Aviões” ou “Os Maridos das Outras”.

King Khan & The Shrines

King Khan & The Shrines

MusicBox Lisboa: 13 de Outubro

O MusicBox Lisboa volta a transformar-se num santuário ao chavascal rock a 13 de Outubro. Os culpados? King Khan & The Shrines, formação selvática de garage-soul-rock com raízes em Montreal e Berlim, liderada desde o final dos anos 90 por Arish Ahmad Khan, mais conhecido como King Khan.

Wild Beasts

Wild Beasts

MusicBox Lisboa: 24 de Outubro

Os britânicos Wild Beasts inauguram a edição deste ano do Jameson Urban Routes. Trazem na bagagem as canções de Boy King, disco de funk-rock vicoso editado no início de Agosto, e tudo indica que não vão tocar “Nature Boy”, a malha do anterior Present Tense dedicada ao lendário wrestler Ric Flair. É pena.

Tindersticks

Tindersticks

Teatro Tivoli BBVA: 26 de Outubro

Os Tindersticks têm quase 25 anos de estrada e meia dúzia de discos no currículo, mas nunca deram um passo em falso. Mantiveram-se fiéis a um som e uma estética – pop-rock barroca, literata e melancólica – e continuam a tocar para os seus fãs e a lançar os seus discos. Sem surpresas nem percalços.

PJ Harvey

PJ Harvey

Coliseu dos Recreios: 27 de Outubro

É uma das mais importantes cantoras e compositoras britânicas. Desde a estreia a solo com Dry, em 1992, que a inglesa tem vindo a provar, disco após disco, que poucas pessoas sabem escrever canções rock como ela. Vem apresentar Hope Six Demolition Project, editado este ano.

The Cure

The Cure

MEO Arena: 22 de Novembro

Apesar de terem lançado o primeiro disco nos anos 70, The Cure nunca se separaram. Correcção: nunca deixaram de existir. Robert Smith é o único membro que resta da formação original, mas isso pouca importa aos fãs do grupo, que só o querem ouvir cantar bons e velhos hits new wave tingidos de negro. E é isso que vai acontecer na MEO Arena, a 22 de Novembro.

Justin Bieber

Justin Bieber

MEO Arena: 25 de Novembro

Poucas estrelas pop actuais têm tanto impacto como Justin Bieber. Odiado por muitos e amado por muitos mais, o cantor canadiano regressa a Portugal à boleia de Purpose, editado no ano passado. Um disco mais maduro, próximo do r&b e da dance-pop.

Nada Surf

Nada Surf

Lisboa Ao Vivo: 26 de Novembro

A banda indie americana Nada Surf conheceu algum sucesso nos anos 90, à custa da canção “Popular”. Não voltaram a ter a mesma atenção, mas continuam a lançar novos e bons discos. O mais recente, You Know Who You Are, saiu há uns meses e no dia 26 de Novembro será apresentado na sala Lisboa ao Vivo.

Comentários

0 comments