A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Gaiteiros de Lisboa

  • Música, Portuguesa
Publicidade

A Time Out diz

A tradição, felizmente, já não é o que era e os Gaiteiros de Lisboa gabam-se de ter responsabilidade no assunto. Com razão. Nos últimos 28 anos, a banda entreteve-se a redesenhar a árvore da música tradicional portuguesa, procurando-lhe a raiz na tradição oral plantada nos cancioneiros, mas sempre mais interessada em destilar o óleo essencial da planta para cozinhar coisas novas do que em preservar a espécie no canteiro. Na verdade, a sua música sempre foi de uma tradição que nunca houve. Eles próprios procuram explicar isso no texto que acompanha Bestiário (2019), o sexto álbum de estúdio da banda, o primeiro ao fim de sete anos (o anterior Avis Rara era já de 2012) e o inaugural de uma nova formação, que dos elementos originais apenas mantém Carlos Guerreiro e Luís Marinho. Na sua geografia sonora única, que cruza instrumentos de sopro tradicionais, percussões e polifonias vocais, mais uma panóplia de instrumentos inventados (entre eles, os famosos túbaros de orfeu), os Gaiteiros alargaram o campo do nosso imaginário colectivo e criaram alguma coisa absolutamente nova que reconhecemos imediatamente como nossa. E é esse experimentalismo que a todo o tempo confronta passado e inovação que os Gaiteiros prometem trazer ao palco do Maria Matos, com um alinhamento em estilo de colectânea.

Detalhes

Endereço
Preço
20€
Horário
21.00
Publicidade
Também poderá gostar