Handel: Water Music

Música, Clássica e ópera
0 Gostar
Guardar

O trem de vida dos governantes de antanho não estava sujeito ao escrutínio apertado da opinião pública que hoje impera e que pode pressionar um presidente da república a oferecer-se para pagar do seu bolso uma viagem para assistir a um jogo da selecção nacional de futebol. Quando, a 17 de Julho de 1717, o rei Jorge I fez uma viagem de ida e volta entre o Palácio de Whitehall e Chelsea não foi para ver jogar a equipa que hoje pertence a Roman Abramovich, foi mesmo só pelo prazer da viagem fluvial. E fê-lo em grande estilo, sendo a barca real acompanhada de perto por um batelão com 50 músicos, fornecido pelo município de Londres. Os músicos terão tocado das 20.00 às 24.00, com intervalo apenas no desembarque em Chelsea, já que o rei, agradado com o que ouviu, pediu para que a música fosse repetida várias vezes. A peça em questão era a Música Aquática de Handel e os espectadores do Festival Rota das Artes, embora não possam pedir que seja repetida, terão direito a uma encenação com recurso a “modernas técnicas de projecção e luminotecnia” de que Jorge I não pôde desfrutar. A interpretação será do ensemble La Cetra D’Orfeo, com direcção do seu fundador, Michel Keustermans.

Por José Carlos Fernandes

Publicado: