0 Gostar
Guardar

O Rei Édipo de Stravinsky

Stravinsky compôs uma ópera sobre um dos mais cruentos episódios da mitologia clássica e o Teatro Nacional de S. Carlos proporciona uma rara oportunidade de assistir a uma versão encenada

@DR

A ópera de Stravinsky abre com a Cidade de Tebas assolada pela peste. Édipo, rei de Tebas, angustia-se com a sorte dos seus súbditos. Consultado o oráculo, este responde que a peste só será, debelada quando for punido o assassino de Laio, o anterior rei, assassino esse que vive, impunemente, dentro das muralhas da cidade. Édipo jura encarregar-se dessa punição, sem poder adivinhar quantos infortunios esta jura desencadeará...

[Excerto de Oedipus Rex, numa versão dirigida por Seiji Ozawa em 1993, no Japão. Não se assuste com uma narração em japonês: Stravinsky estipulou que narração seja feita na língua do país em que a ópera é exibida, portanto cá será em português. Mas o texto cantado è sempre todo em latim]

A versão que se apresenta no TNSC tem a encenação de Ricardo Pais.

[Outro excerto de Oedipus Rex, na versão de 1993 por Ozawa, com Jessye Norman como Jocasta]

Teatro Nacional de S. Carlos, quinta-feira 10 e sexta-feira 11, 20,00, domingo 13, 16,00, 10-40 €.

Comentários

0 comments