Pedro Burmester

Música, Clássica e ópera
0 Gostar
Guardar
Pedro Burmester
©DR

Pedro Burmester (n. 1963, Porto) tem actuado regularmente em Lisboa em contextos que vão da parceria com Laginha e Sassetti aos concertos para piano do Romantismo e à música de câmara. Nesta ocasião, toca, a solo, obras de três compositores da sua predilecção: Bach, Beethoven e Liszt.

De Beethoven ouvir-se-ão duas sonatas célebres: a n.º14 op.27/2 e a n.º30 op.109. Beethoven descreveu a primeira como “quasi una fantasia”, mas o título que se lhe colou foi “Ao Luar”, uma invenção arbitrária do poeta Ludwig Rellstab que, quatro anos após a morte do compositor (que conheceu pessoalmente), fez da sonata uma evocação de um passeio nocturno pelas margens do Lago dos Quatro Cantões, na Suíça, país onde Beethoven nunca pôs pé. A Sonata n.º30 foi composta uma vintena de anos depois da n.º14 e é uma das obras-primas que rematam magistralmente a produção para piano do mestre de Bona.

A Partita BWV828 de Bach faz parte de um conjunto de seis que o compositor fez publicar em 1726-30 – foi, pasme-se!, a sua primeira obra publicada, apesar de há muito ter atingido a maturidade e ter já composto centenas de obras. O programa completase com a Balada n.º2 de Liszt.

Por José Carlos Fernandes

Publicado:

LiveReviews|0
1 person listening