A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Resistência

  • Música, Portuguesa
Resistência
© DRResistência
Publicidade

A Time Out diz

Tim e o resto da malta bem podiam tentar cantar sem coro, que não teriam grande sorte. Se há espectáculo para ser cantado pela plateia de princípio ao fim é este. É a receita perfeita para uma noite de nostalgia. A superbanda que em 1991 criou uma espécie de frente comum da música popular portuguesa — e que pôs uma geração inteira a sarrafar aquela meia dúzia de acordes essenciais para fazer figura com uma guitarra — está de regresso aos palcos, num concerto integrado no Festival Montepio Às Vezes o Amor. Os Resistência já tiveram várias vidas (em 2014, com Horizonte; em 2018, com Ventos e Mares; em 2016 com Vivo no Atlântico – 25 Anos) e nada garante que esta seja a última. Em Dezembro, nos 30 anos da edição do álbum de estreia, Palavras ao Vento, encheram o CCB, e agora prometem esgotar o Coliseu, já no ano do trigésimo aniversário do segundo álbum, Mano a Mano (1992). Em palco teremos Tim, Miguel Ângelo, Olavo Bilac, Fernando Cunha, Alexandre Frazão, José Salgueiro, Mário Delgado e Pedro Jóia.

Escrito por
João Pedro Oliveira

Detalhes

Endereço
Publicidade
Também poderá gostar