A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Rossini: Petite Messe Solennelle

  • Música, Clássica e ópera
Michel Corboz
©DRMichel Corboz
Publicidade

A Time Out diz

Foi certamente com ironia que Gioacchino Rossini baptizou a sua única (e tardia) missa como “pequena” e “solene”,
 pois ela não é nem uma coisa nem outra. Algumas almas com entendimento mais sóbrio e estrito do que é a música sacra até poderão contestar que seja uma missa. Na introdução que fez à partitura, a que chamou 
“o derradeiro pecado mortal da minha velhice” (a obra surgiu aos 75 anos, mais de 30 após Rossini se ter reformado do mister
 da composição), também o compositor levanta essa dúvida: “Bom Deus, ei-la terminada, esta pobre missazita [...] É música sacra o que acabo de compor, ou música levada da breca? Eu nasci para a ópera bufa, como Tu bem sabes! Pouca ciência, um pouco de alma, está lá tudo. Sede bendito e concedei-me o Paraíso”.

Quem dirigirá esta invulgar peça sacra será Michel Corboz, que fez dela uma gravação de referência, com o Ensemble Vocal de Lausanne, lançada em 1989 pela Erato, e que nesta ocasião contará com Dora Rodrigues (soprano), Carolina Figueiredo (mezzo-soprano), Marco Alves dos Santos (tenor), Manuel Rebelo (baixo), Coro Gulbenkian, Adriano Jordão (piano) e Inês Vaz (acordeão).

Escrito por
José Carlos Fernandes

Detalhes

Endereço
Publicidade
Também poderá gostar