Seis vídeos que puseram A Música Portuguesa A Gostar Dela Própria

Tiago Pereira e os seus colaboradores documentam a música portuguesa do presente no canal A Música Portuguesa A Gostar Dela Própria desde 2011. Contamos e mostramos a história do projecto, que celebra seis anos e acaba de lançar um novo site
tiago pereira
©DR
Por Luís Filipe Rodrigues |
Publicidade

Tiago Pereira lançou o canal A Música Portuguesa A Gostar Dela Própria depois de ler um artigo na Notícias Magazine, em Janeiro de 2011. Mas a história do projecto não começa aí. A ideia de documentar uma nova música urbana portuguesa que começava então a despontar já vinha de trás, o nome remetia para um filme anterior (Significado, a música portuguesa se gostasse dela própria, 2010) e o realizador abordara o assunto no filme B Fachada: Tradição Oral Contemporânea, de 2008. Todo esse trabalho estará agregado, a partir de sábado, no novo site amusicaportuguesaagostardelapropria.org. Estes seis projectos (e muitos mais) encontram-se lá.

Seis vídeos que puseram A Música Portuguesa A Gostar Dela Própria

Camera

B Fachada: Tradição Oral Contemporânea

Tiago Pereira filmou B Fachada entre Agosto e Novembro de 2008. O resultado foi este filme que, apesar de ser anterior ao projecto, se encontra no site de A Música Portuguesa A Gostar Dela Própria. E a sua inclusão faz todo o sentido. B Fachada: Tradição Oral Contemporânea é representativo dos interesses e preocupações do documentarista, cruzando a urbanidade de B Fachada com a tradição oral do interior do país.

Camera

Jorge Cruz - "Nada"

O músico e produtor português Jorge Cruz foi o primeiro a ser filmado para A Música Portuguesa A Gostar Dela Própria, a 16 de Janeiro de 2011. A ideia de documentar uma nova música portuguesa que então começava a surgir já era antiga, mas depois de ler um artigo na Notícias Magazine sobre a música portuguesa o realizador decidiu criar o canal para documentar o que estava a acontecer, traçando um paralelo entre o fulgor musical do virar da década e o boom do rock português dos anos 80.

Publicidade
Camera

Vitorino - “Moda Alentejana”

Apesar de pretender documentar “uma nova era da música feita em Portugal”, Tiago Pereira quis, desde cedo, estabelecer pontes com o passado. Com a história. Como atesta este vídeo de Vitorino, um nome importante da música popular portuguesa a partir da década de 70. Foi filmado em Abril de 2011 no Jardim do Príncipe.

Camera

Adélia Garcia - “Muito Chorei eu no Domingo à Tarde”

A partir de uma certa altura o foco do canal virou-se para o interior do país, para a música de raiz e cantares circundantes, como se pôde ver e ouvir na série O Povo Que Ainda Canta, de Tiago Pereira. Mas essas músicas sempre se ouviram no trabalho do realizador. Adélia Garcia, nascida a 15 de Junho de 1933 e falecida a 31 de Dezembro de 2016, em Trás-os-Montes, foi uma figura central no seu trabalho desde cedo. Filmou-a várias vezes, para filmes, para o site e para a série.

Publicidade
Camera

Sérgio Godinho - “Espectáculo”

Em Maio de 2016, o projecto A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria encontrou-se finalmente com Sérgio Godinho, nome maior da música portuguesa desde a década de 70 até ao presente. Foi no Terraço da Voz do Operário, com Miguel Fevereiro na viola.

Camera

Lucía Vives - “Príncipe Real”

Depois de uns anos mais virado para as músicas de raiz, Tiago Pereira quer voltar a procurar músicos e bandas que se movem nas zonas limítrofes da pop em 2017. E Lucía Vives, cantora de folk urbana e um nome de proa da jovem família editorial lisboeta Xita Records, foi precisamente uma das primeiras artistas filmadas este ano. É esperar para ver o que vem a seguir.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com