Skunk Anansie

Música, Rock e indie
0 Gostar
Guardar
Skunk Anansie
©DR

A segunda vida dos Skunk Anansie, reiniciada em 2009, não soube adaptar-se à mudança do milénio – Anarchytecture, o álbum mais recente, não arde com o fogo de outrora. Seguramente melhores ao vivo do que em disco, os Skunk Anansie lascam baladas de uma sensibilidade punk, com letras que carregam activismo político e contemplam as relações humanas. É um disco ainda imerso nos momentos de glória dos 90s, num rock que bebe do grunge e do metal, com especiarias electrónicas.

Mas isto pouco importa quando se tem uma vocalista como Skin. Numa combinação letal de ferocidade e vulnerabilidade, Skin é uma arma de sedução maciça. Ninguém melhor soube desafiar o arquétipo (homem, branco, hétero) do rock, na fronteira onde o feminino e o masculino se esbatem, abrindo todo um mundo novo de fluidez sexual e de força vital. A presença dela justifica todo um concerto de Skunk Anansie.

Por Ana Patrícia Silva

Publicado:

LiveReviews|0
1 person listening