Wagner: A Valquíria

Música, Clássica e ópera

A Time Out diz

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme se os eventos continuam agendados.

Numa noite de tempestade, um homem perseguido encontra refúgio numa casa isolada na floresta. É acolhido por Sieglinde, mulher do guerreiro Hunding. A atracção entre o forasteiro e Sieglinde vai crescendo e nem o regresso de Hunding lhe põe travão – após várias peripécias, ambos percebem que Sieglinde é a irmã gémea desaparecida de Wehwalt, que na verdade se chama Siegmund. Não será um spoiler revelar que este amor incestuoso irá acabar mal...

A Valquíria (Die Walküre), estreada em Munique em 1870, é a segunda ópera da tetralogia O Anel do Nibelungo (Der Ring des Nibelungen), que ocupou Wagner durante 26 anos, entre 1848 e 1874.

Intérpretes: Christopher Ventris (Siegmund), Ruxandra Donose (Sieglinde), Joshua Bloom (Hunding), Thomas Johannes Mayer (Wotan), Ricarda Merbeth (Brünnhilde), Justine Gryngté (Fricka), Ana Franco (Gerhilde), Siphiwe Mckenzie (Helmwige), Sónia Alcobaça (Waltraute), Maria Luísa de Freitas (Schwertleite), Lourdes Martins (Ortlinde), Ana Ester Neves (Siegrune), Paula Morna Dória (Grimgerde), Patrícia Quinta (Rossweisse), direcção de Graeme Jenkins, encenação de Peter Mumford

[“A Cavalgada das Valquírias”, o mais célebre trecho de A Valquíria, na versão da Orquestra da Ópera Real Dinamarquesa, com direcção de Michael Schonwandt e encenação de Kasper Bech Holten; faz parte da aclamada produção da tetralogia O Anel do Nibelungo conhecida como “The Copenhagen Ring”, registada ao vivo Ópera Real Dinamarquesa, em Copenhaga, em 2006, para a Decca]