A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Yes

  • Música, Rock e indie
Yes
©Facebook/YesYes
Publicidade

A Time Out diz

O cartaz é explícito: “playing the Relayer album in its entirety, plus a selections of classic cuts”. Ora, “in it’s entirety”, o disco de 1974 estica-se por uma hora e dez minutos (só a canção de abertura, “The Gates of Delirium", ocupa 22 minutos) e estamos, portanto, na perspectiva de uma noite de rock progressivo daquelas valentes, previsivelmente pontuada depois por uma mão cheia de “classic cuts” semeados ao longo de 54 anos, pelas várias vidas dos Yes, incluindo coisas mais em formato canção, como “Owner of the Lonely Hearts” (enfim, toda a gente tem uma história mais ou menos pirosa nos anos 80). Da formação que gravou Relayer, apenas se mantêm o guitarrista Steve Howe (que chegará ao Coliseu com uns respeitáveis 75 anos) e o baterista Alan White (que uns poucos dias depois fará 73). O concerto foi inicialmente marcado para 24 de Abril de 2020, remarcado para 11 de Abril deste ano e finalmente chutado para Maio de 2022. E apostamos que há muita gente capaz de manter este bilhete guardadinho na gaveta durante dois anos.

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa

Detalhes

Endereço
Publicidade
Também poderá gostar