A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Fava Tonka
©Marco DuarteFava Tonka

A cozinha vegetariana e criativa do Fava Tonka desce a Lisboa por um dia

No domingo, o restaurante de Leça da Palmeira instala-se no Sála para apresentar alguns dos seus pratos mais marcantes.

Escrito por
Cláudia Lima Carvalho
Publicidade

É um dos restaurantes que mais tem dado que falar na cena gastronómica do Porto e, pela primeira vez, vai ser possível descobri-lo em Lisboa. O Fava Tonka do chef Nuno Castro vai assentar arraiais no Sála, de João Sá, na Rua dos Bacalhoeiros. Mas não se deixe dormir porque o pop-up acontece apenas no domingo, dia 12. A boa notícia é que serve refeições ao almoço e ao jantar.

Now or Never é o nome dado ao evento, para que não existam dúvidas de que o que vai acontecer este domingo não se repetirá (pelo menos tão cedo). Em Lisboa, Nuno Castro vai apresentar um menu retrospectiva, com alguns dos pratos mais marcantes do restaurante que abriu em Leça da Palmeira em 2018, quando a sustentabilidade não era um palavrão repetido até à exaustão em todo o lado, nem sempre com consequências. Para o chef, não há praticamente desperdício, tendo o Fava Tonka uma taxa de desperdício de 2 a 3%, muito perto do zero waste. Umas cascas de ananás dos Açores servem para fazer gelado, enquanto as cascas de uma cebola entram nos caldos – já para não falar do muito elogiado e cobiçado caramelo salgado, feito com as sobras do leiteilho do queijo fresco. 

“Adoro experimentar, estou sempre a testar e há dias em que descubro coisas absolutamente fantásticas. O fermento assado é um excelente exemplo, foram precisas muitas horas, mas não podia estar mais satisfeito com o resultado final”, conta em comunicado o chef. 

No Sála, os truques ficam na cozinha, mas Nuno Castro não deixará de ir às mesas apresentar cada momento (e são alguns). A refeição começa com uma manteiga fermentada no próprio pão, uma flor de sal fumada e fermento tostado, pão de fermentação natural, abóbora manteiga, leitelho e pickles. Segue-se ainda um momento de pão, cebola e queijo da ilha (São Jorge 36 meses), avançando para o topinambur, boleto e castanha. Logo depois é servido um prato de nabo, nabiças e beurre blanc de algas, outro de tortelini de alho negro e parmesão 30 meses e ainda um com fermento biológico, batata nova e stout. Para acabar, há ananás dos Açores e eucalipto e um brullée de mel, limão e alfazema.

O preço do menu é de 85€ (mais bebidas) e as reservas devem ser feitas via email (favatonka.popuplx@gmail.com).

+ No Selo de Mar, tudo o que vem à rede é peixe

+ Leia grátis a revista da Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade